terça-feira, novembro 27, 2007

Convença-me ou te devoro.

Ninguém ira me convencer se eu não quiser ser convencido.
Mesmo que esteja em perigo.
Mesmo que acreditar às vezes seja a única saída.
Porque ninguém enxerga tudo e nem prova o impossível.
Existir e resistir e assistir e competir e persistir e desistir e conseguir e extrapolar e resumir e entender e discutir e se apoderar e destruir e reconstruir para acalmar e não ter razão ou viver em vão sem explicação não é confusão nem é conclusão entre o sim e o não se pode descobrir mil faces da vida eterna, interna, externa, moderna, conservadora e ultrapassada na vanguarda dos que rogam pragas aos ateus, aos crentes, aos anarquistas, comunistas, capitalistas, hedonistas, ao prazer e ao sofrimento enquanto estiver vivo para saber quem sou jamais terei uma só palavra para me definir e ao que me proponho e o que quero e quando quero e se não quero ou vá querer e desejar e o que é o amor e a compaixão e o egoísmo ou altruísmo sedentário ou corredor de maratona ou nadador de oceano ou voador de avião, de ultraleve, de pára-quedas, de asa delta, visionário, missionário, arco e flecha contador de lenda urbana, de lenda florestal, de lenda que faz bem e de lenda que faz mal, quem é igual e quem quer ser para participar da configuração padrão pré-estabelecida para dar sentido ao certo e ao errado, ética e moral, confusão mental em muitas mentes que mentem para obter reconhecimento, fama, grana, gramados verdes, mansões, aparelhos sofisticados, carro do ano, conta cheia no banco, saco cheio de problemas e esquemas e teoremas e dilemas, pois não sabe o que sabe o que não quer saber, escuta pensando no que vai dizer, não presta atenção, nem tem pretensão de me ensinar como morrer, como ressuscitar, como tornar-me evoluído, ouvido ouve, o que é dito quando as palavras interessam. Ajustar-se e conjugar o verbo correto no presente, passado passou e futuro ainda não veio.
Ninguém convence ninguém quando esse alguém não quer ser convencido.
Convertido, compenetrado, consumido, congratulado, consentido, controlado.
Falta equilíbrio e ser equilibrado em virtudes e defeitos em certezas e conceitos variáveis com o tempo e o que é o tempo e o tempo passa e o tempo vai passando e é a única certeza que temos mesmo quando não temos mais certezas a serem certificadas para dar sentido a uma confusão, crucificação, omissão, ladrão, turbilhão de palavras sem sentido.
Convido-te a pensar e refletir melhor sobre teus pilares.
Quem os construiu e o que vem depois que acabou.

Ninguém me convencerá se não quiser ser convencido.


Tico Sta Cruz

( pra quem está acompanhando a saga de Salinas existe um capítulo abaixo)

36 Comments:

Blogger borbô * said...

Aquele que n�o quer ser convencido muitas vezes consegue convencer porque geralmente apresenta um turbilh�o de id�ias que nos convidam a reflex�o, e a partir do momento que aceitamos refletir � porque aquele que n�o se quer ser convencido nos intrigou com suas palavras. Ser� que vai nos convencer ?

Texto sem muitos pontos finais me deixam angustiada. Risos.

Um carinho!

10:55 AM  
Blogger Bianca Xavier said...

Refleti bastante sobre esse texto!
Realmente faz sentido:"ninguém me convencerá se não quiser ser convencido."
Será que eu vou conseguir te convencer????????
Me da uma chance de tentar?
Abs,bjs...

1:06 PM  
Blogger Inamara said...

Meu genial Santo Forte....Minha Santa Cruz

Li váááriiiaaasss vezes este texto e não conseguia me ater precisamente na idéia....ia ficando deslumbrada...e pensando como gostaria de ser um dos neurônios desta cadeia pensante que ligada traz essa maravilha pensante que é esse ser que conhecemos por Tico (?)...e saber como é exatamente que ela funciona...porque é absolutamente louco... complicado e perfeitinho!!!
Fala sério...hj o cardápio foi sopa de letrinhas!!! ou de palavras!!! rsrs
Como é bom te ler (te ouvir....te sentir)....SEMPRE!!!
Tooodooosss os Beeeiiijooosss!!!

2:49 PM  
Blogger Borboleta Bia said...

Pobre Sócrates! O seu “conhece-te a ti mesmo” foi consumido pela sociedade descartável. A virtude humana se transformou em posse. Aliás o que é virtude, solidariedade, esse tal amor e ética?
Quem é essa tal realidade? Esse mistério, escravizadora qual esfinge que devora os incautos e os despreparados. Consumo conhecimento para buscar sentido da consciência crítica da realidade, até que eu bato de frente com o construtor desta tal realidade. Deixo-me consumir e morro. Penso, logo nasce um estranho.

Beijo,
Gabi

3:06 PM  
Blogger manuh said...

Ótimo texto, sempre bom poder ler um entre os capítulos da saga!
Talvez não tenha sido o maior, nem o mais interessante, nem o mais inteligente, nem o mais extenso, nem o mais comentado,mas pra mim foi um dos mais importantes que já escreveu por aqui. De vez enquando falo e escrevo desse jeito, com muitas palavras, pouca pontuação e gigantesco sentido. Perfeito.

Grande beijo.

3:19 PM  
Blogger Suelen DRC said...

Belo texto reflexivo, com este, é impossível não se convencer de pensar e refletir sobre a forma a qual vivemos e ainda pretendemos viver!!

Beijo querido!!

3:35 PM  
Blogger Cristal said...

Hummm... eu não tenho a pretensão de te convencer em nada, então... terei que ficar com a 2ª opção, ser devorada...

Brincadeiras a parte.
Entre todas as palavras separadas apenas por vírgulas, pontos e parágrafos, as que consegui identificar em ti são:
resistir, persistir, construir, reconstruir e como consequência: conseguir...
Bem, aqui só coloquei parte delas, porque senão o comentário ficaria muito extenso, mais te escrevi umas 10 páginas com o resto delas...

Com respeito e admiração, um abraço apertado...

3:37 PM  
Blogger **Renata Ferri** said...

É ninguém realmente pode te convercer a nao ser q queiras!
Talvez somente algum motivo ou situaçao muito complicada faça você se deixar levar e ser convencido!
Bêjo0s,
Rê!
Te amo MEU SANTO FORTE!

3:43 PM  
Blogger Auíri Au said...

Refleti bastante sobre o texto, mais ainda acho que com toda a tentativa de mudar...se o local onde você ergueu sua casa for ruim...você irá balancear para o mal : / e toda reflexão, tentativa, sonhos...podem cair em terra e serem esquecidos, apenas em alguns segundos!!!



Abraços



AUíri AU

1:46 AM  
Blogger Carla Aguiar said...

Aliteração! =)
Que belo texto! Além de propor uma boa reflexão, é delicioso de ler.
Beijo, querido! ;)

2:33 AM  
Blogger Tonnia said...

Vou responder esse texto maravilhoso com um texto meu okk?

Reflitam

Tenho medo de pensar muito,o pensar destrói nossa capacidade de criar coisas maravilhosas,de ter coragem para usar a coragem,de reinventar erros,transformando críticas em realizações!!
Tenho medo de pensar muito,acabo não fazendo o que sempre quiz fazer,acabo não descobrindo até onde posso ir,acabo não arriscando!!
Hoje sinto a falsa segurança da falta de atitude,amanhã o arrependimento bate em minha porta!!!
Tenho medo de pensar muito,com isso acabo fazendo demais e errando demais!!!
E esse medo me faz pensar e desestrutura minhas ações!!!
É preciso jogar o medo fora para agir com o coração!!!
É preciso jogar as experíências ultrapassadas fora para aprender coisas novas!!
É preciso pensar menos,julgar menos e fazer mais!!!
Coragem é para poucos ,covardia está em muitos!!!
"Amar é viver desaprendendo"
Relfetindo agora preciso aprender a parar de pensar pq:
"...só os covardes pensam nas consequências!!!"(Osho)
Quem quer faz,quem não quer pensa!!!!

As pessoas vivem sentido saudade do que não aconteceu!!!
EU não vou viver mais na saudade!!
E VC??

Tentar convencer alguém de alguma coisa é absurdo,a gente nasceu para escutar,aprender e não impor!!
Quem se deixa convencer muito tb pensa demais !!!
Beijusssssssssss

4:12 AM  
Blogger Junior São Gonçalo said...

Reflexão... reflexão...

Está ligado permanentemente o meu "botão de auto-reflexão".
Depois que passei a tomar essa postura,realmente muita coisa mudou e aconteceu. Mas é uma constante terapia. Não existem muitas respostas.

Não existe verdade absoluta.
Nem convencimento absoluto.

Vamos refletindo e aprendendo...SEMPRE!

Valeu Tico, forte abraço!

Por isso, aqui estou...

6:51 AM  
Blogger Danielle said...

SE TEUS PILARES
SÃO FORTES E DURADOUROS
COMO ESFINGES
SE RESISTIRAM AO TEMPO...
ÀS INTEMPÉRIES
ÀS AMEAÇAS EXTERNAS
ÀS TUAS DÚVIDAS

SE ESSES PILARES FORAM FUNDADOS E CALCADOS NOS TEUS SONHOS DE CRIANÇA
E NAS TUAS REALIZAÇÕES DE ADULTO

SÃO PILARES FORTES PORQUE RETÊM A TUA ESSÊNCIA NO QUE HÁ DE MELHOR E PIOR EM TI

ENTÃO...NÃO SE PREOCUPE COM CERTOS VIAJANTES QUE ENCONTRARES PELO CAMINHO...
ELES NÃO TE CONVENCERÃO...PORQUE JÁ FORAM CONVENCIDOS...

BEIJOS,

DANNY

6:56 AM  
Blogger Khalee Duranki said...

é..convencer não faz sentido.
=D

7:36 AM  
Blogger Kari said...

É, é impossível convencer que não se deixa ser convencido.
É por isso que eu concordo com aquela frase sobre não conversar sobre religião, política e futebol.
Pois ambas as religiões serão "a melhor", ambos os times também, e ambas as visõs políticas. E é quase impossível convencer aquele que tem as convicções fortes.

Mas esse é mesmo um texto pra refletir bastante... gosto dessas coisas que "embaralham" a minha mente...

Beijos,
Kari

7:54 AM  
Blogger Lulu said...

belo texto, forte musicalidade!
... ainda tô refletindo!

beijao :**

8:34 AM  
Blogger Clube da Insônia said...

Ótimo.
Kari, não concordo com não discutir religião e política.
Futebol é irrelevante, mas política e religião podem ser discutidos sim, aliás devem ser, principalmente política. Nós temos é que saber conversar sobre estes assuntos de forma racional e não passionalmente como é de costume dos brasileiros.
Religião tem um papel importante na história da humanidade e é preciso entendê-lo e refletir sobre tais pilares, a mesma coisa com relação a política. Política é tudo, a vida, o dia dia, a comunidade, o condomínio, o blog.
Sabendo respeitar o direito das pessoas de discordar, podemos debater sobre qualquer assunto relevante.

Tico Sta CRuz

9:14 AM  
Blogger Khalee Duranki said...

é isso aí...sabendo expressar o que pensamos e sentimos e sabendo conversar democraticamente dá tudo certo né?

não precisa convencimento nenhum.

é quando passamos a encarar as diferenças de nossos pontos-de-vista de uma maneira construtiva e não contra o que pensamos.
não existe competição, na verdade.

10:42 AM  
Blogger Cristal said...

Sabe Tico, com relação a importância da Religião e da Política em nossa vida, eu as vezes chego a pensar que a Religião é ainda mais forte do que a Política. Eu vejo, principalmente nessas novas religiões que tem aparecido, uma força muito grande em influenciar as pessoas, e o pior, é que nem sempre para coisas que vão melhorar a vida do indivíduo. Vejo que os Pastores tem pregado com muita ênfase de que Deus, Jesus, ou o Espírito Santo, vai resolver todos os problemas, ou seja, fazem a pessoa acreditar que basta ter fé, e dar a sua contribuição na Igreja, que tudo será resolvido.
Eu sou católica, já fui protestante, que pra mim é quase tudo a mesma coisa, acredito em Deus, tenho muita fé, e até faço meus pedidos, mas tenho consciência de que muitas coisas dependem de mim mesma e não posso jogar toda a responsabilidade para Deus.
Vou dar um exemplo meio besta, mais vai servir para ilustrar o que pretendo dizer.

No retorno da viagem que fiz recentemente, havia vários católicos, e pra eles era indispensável passarmos pela cidade de Aparecida, em SP, no nosso retorno. Tudo bem, eu também fui e fiquei totalmente “abestalhada”. Eram tantos ônibus que eu desisti de contar. Nunca fui ao Paraguai, mas minha companheira de viagem já foi várias vezes e ela disse que nem lá, que é o maior centro de compras da nossa região, viu tantos ônibus assim. O que quero dizer: que muita gente é movida pela religião, pela crença, pela fé, pelo que os Padres e Pastores dizem que é o certo e o errado, tu entendes o que quero dizer???

Pois é, um rapaz de uns vinte e poucos anos me chamou a atenção. Ele estava com uma mulher, que deveria ser a sua mulher, e um bebê. Ele comentava com um amigo que tinha vindo até ali pra pedir a Santa que o ajudasse a conseguir um emprego. Disse que estava 1 ano desempregado, que os irmãos e os vizinhos tinham conseguido emprego e ele não. Bem, quando ele sorriu, eu percebi que ele estava com um dente bem estragado, tanto que deu pra ver de longe. Aí eu pensei, na Empresa onde eu trabalhava, junto com o exame médico que era feito a toda pessoa que se candidatava a uma vaga, era feito também, um exame com um dentista e se a Empresa realmente se interessava pela pessoa, por alguma qualificação que ela possuía, ela dava um prazo de x dias para arrumar os dentes e voltar a fazer o exame. Isso parece meio preconceituoso, mais não é. Já li a respeito dessa exigência que as grandes Empresas estão fazendo, é que, além de contraírmos várias doenças através de dentes com cáries abertas, o funcionário que está com dentes com cáries, é um sério candidato a vir a faltar no emprego por causa de dor de dente, etc. Não é uma questão de estética, e sim, de saúde.
Bem, aonde eu quero chegar com esse exemplo: Pensa comigo, se esse rapaz tivesse usado esse dinheiro que ele gastou com a passagem para ele e pra família ir até a cidade de Aparecida, fora os gastos com alimentação e as lembrancinhas que acabem dando um jeito de comprar no Shopping que existe lá, bem na saída da Igreja, bem, se ele tivesse usado esse dinheiro para arrumar os dentes, as chances dele conseguir um emprego seriam bem maiores. Pelo menos nesse item, “saúde dos dentes”, como é chamado nas Empresas, ele passaria. Quanto a rezar para a Santa, ele poderia rezar da sua própria casa, ou será que eles pensam que a Santa, ou que Deus, só houve quem vai fazer o seu pedido lá na Catedral???
Volto a dizer, acho essencial que tenhamos fé, mais não podemos querer que Deus, ou os Santos, resolvam todos os nossos problemas, até mesmo porque, como é que Deus vai arranjar emprego pra tanta gente, se não existe tantas vagas assim???
Aí entra outro fator: a Política. Se tivéssemos políticos honestos, existiriam mais empregos, mais pra ter políticos mais honestos dependemos de vários fatores, um deles é a importância do povo em todo processo eleitoral, inclusive pós-eleição, mas daí já chegamos em outro fator, a educação e a cultura, e assim vai... porque as pessoas que tem pouco, as vezes quase nenhum, acesso as informações, são mais influenciáveis, como até pode ser o caso desse rapaz que eu citei no exemplo acima.
É um círculo que não sei exatamente onde começa e onde termina, se é que podemos encontrar um ponto de partida e de chegada em um círculo, pelo menos quando o relacionamos a partes sociais.
Mas, com certeza, é muito importante que se fale cada vez mais sobre tudo isso, sabendo, como vc disse, ouvir a posição do outro.
Mas... seguimos em frente...
Beijo de Boa tarde pra ti...

10:54 AM  
Blogger Kari said...

AAH! Tico,
Sabendo respeitar, de fato, deve-se conversar sobre qualquer assunto relevante.

Mas é difícil uma conversa sobre religião e política seguir apenas como uma conversa, ao menos com as pessoas que encontro por aí.
Não tenho nenhum problema quanto as opiniões diferentes das minhas, sabe? Mas ninguém parece respeitar minhas opniões religiosas e muito menos a política, e é por isso que não gosto de começar a conversa sobre esses assuntos.


Era isso!
Beijão,
Kari

11:24 AM  
Blogger BigTwo said...

Muito interessante esset texto Tico !!!
Esse jogo de palavras vai dando um nó na cabeça, nos pensamentos, mudam-se os assuntos, as palavras e o modo de pensar o texto tambem !!!
( foi o que aconteceu comigo )

E Tonnia...
Como eu n consegui acessar o seu perfil, gostaria d dizer q seu texto tb eh maravilhoso !!!

Parabens ao Tico, parabens à Tonnia, parabens aos escritores... !!!!

3:42 PM  
Blogger Palavras de um mundo incerto said...

Pensar, agir, praticar, exercer o que se pensa e o que se quer. Viver, fingir, ouvir não ouvir, reclamar ou se calar, quem quer falar ou não. Respeito, senso, amor, afeto, tudo pode ser carinho.

O que tenho que pensar?
Em tudo, em todos, em mim, nos meus ou eus que existem por aí.

Escrever, ler, entender, rasurar folhas, apagá-las com a borracha e se for de caneta a rasura, passar o corretivo.

O que faço? Se tudo que é ruim ou bom demais, enjôa. Entra naquela acomodação, com o "Tá bom assim".

Parto pra guerra ou fico com a bandeirinha branca pro ar? Se na guerra é guerra e não presente como caixinhas de bombons Ferrero Rocher para comer e se lambuçar e poder dizer: 'É muito delicioso este bombom'.

Dentro de mim uma bomba está armada e pronta pra explodir a qualquer momento, e então:
Bummmmmmmmm!!!

Abs!!!!!




Marcos Ster

3:56 PM  
Blogger Inamara said...

Sou exatamente da mesma opinião do Tico e digo sempre isso quando escuto a tal frase!!!
Tudo podemos discutir...e jamais me furto quando tenho a oportunidade...apenas, quando não domino o assunto ou não tenho pontos de vista formados ou ainda quando desconheço....me calo ...ouço para aprender e depois busco mais para numa próxima vez poder debater tb....
Essas palavras "debater"..."discutir" as vezes remetem à nossa lembrança, coisas desagradáveis....mas em qualquer embate ou discussão o que devemos priorizar é o respeito ao outro....a gente sempre pode divergir, mas respeitando...e as vezes até uma colocação feita de maneira respeitosa, porém diversa da nossa, nos faz mudar o ângulo que estamos vendo determinadas coisas e assim poderemos até rever conceitos!!
O risco de não discutir é não "andar" e sim ser levado...e as vezes como um robô....e não é o que queremos!!!
Beeeiiijooosss a todos

4:11 PM  
Blogger borbô * said...

visões, opiniões, maneiras diferentes das nossas só nos traz benefícios.

não existe assunto que não possa ser discutido, desde que as pessoas que o discutem aceitem que nem todos pensam da mesma forma.

o que é mais interessante ainda, que após uma discussão tudo pode mudar na nossa maneira de pensar, ou não.

mas de nada adiante impor uma opinião e tentar convencer de qualquer maneira...isso não é o ideal.

:)

5:11 AM  
Blogger Junior São Gonçalo said...

A vida é um eterno aprendizado. Conforme caminhamos vamos aprendendo seja com os erros, experiências e convivência. Isso é ser inteligente, ao meu ver. Aprender a escutar...
Tirar conclusões e pensar a respeito? SEMPRE!
Mas sempre com argumentos. Falar sem argumentar e algo meiio "vazio", muito "vago".
Se por acaso não tenhas de imediato um argumento, procure depois pesquisar e estudar sobre o fato.
É realmente mágico e interessante quando as pessoas simplesmente não dão as costas para um determinado assunto somente pelo fato de não conhecê-lo. Esse é o verdadeiro aprendizado.

E desta forma podemos realmente conversar e expôr opiniões sobre qualquer assunto.
Não precisar ser pós-graduado, doutor em nada...

Apenas ouvir, refletir e falar no momento certo.

Falando na religião, por exemplo, Jesus nunca fez faculdade ou elaborou "teses" sobre fatos. Simplesmente transmitia a sua mensagem com muita sabedoria e simplicidade.

Simplicidade, essa é a palavra.

Infelizmente, as pessoa se atém muito ao "título" que alguém detém, para somente assim "achar" que o que aquela pessoa fala é "correto" e condiz com a verdade.
Não valorizam o simples.

Será que se Jesus, nos dias atuais, fosse um desconhecido e tentasse transmitir seus ensinamentos, ele conseguiria?
Ou o perguntariam: O Sr. é formado em qual área? Já fez faculdade em Oxford? Possui quantas "horas" de palestras e seminários?

Pois é. Temos que primeiramente saber ouvir para depois falar. Assim, a recíproca será válida.

Sim, às conversas e aos debates!

NÃO, AO SENSO COMUM!!!!!!!!!

Forte Abraço!!!

JUNIOR

5:54 AM  
Blogger *Carol Carolina* said...

ngm me convence, e tbm nao quero ser devorada!!!!


e agora?????

9:44 AM  
Blogger Pauline T.n.T said...

texto maravilhoso.

6:08 AM  
Blogger Eric said...

Olá Tico ! Acabei de ler seu artigo publicado no globo online e o jogo que vc gostaria de comprar existe e está a venda, minha agência (raven10) criou o jogo. www.raven10.com.br/escandalo . Nele, juiz vende sentenças, fazendeiro usa trabalho escravo, senador altera o painel, .... Se puder, dá uma olhada. Grande abraço, Eric (ericsaboya@raven10.com.br) . Na luta !

8:14 AM  
Blogger Noli said...

Ola
Falo de mim e de mais ninguém

Quero ser convencida de que ha solução pra tamanha perdição e confusão interna, que ha caminhos a serem trilhados com um enorme arco iris enfeitando o céu... isso é impossivel no dia de hj, então devora-me por inteiro,de uma vez só, afinal nada mais me convence...

Esta tudo tão estranhamente cansado por aqui, preciso de banho quente, sal grosso pra levantar o espirito, um bom santo pra me guiar e proteger e uma noite de sono sem insonia...


Convença-me por favor ou devora-me


Bjos Santa Cruz...


Ja estou desacredintando que a minha cruz seja santa .... affff

12:35 PM  
Blogger Mariana Pacheco said...

Salinass??

=)

Vou ler.

Beijos!

;*

8:52 PM  
Blogger Sofia Brant said...

Não quero tentar convencer ninguém, senão primeiro a mim mesma. Mas acredito que alguns são convencidos por inocência, principalmente os com menos acesso à educação...

NUm Sábado insone , lembrei de uma entrevista recente sobre os Voluntários da Pátria e da minha vontade de fazer parte deles, de fazer parte de algo que me identifico. Se puder me dar coordenadas, tem meu contato abaixo...

Segue um texto desabafo, caso queira/concorde publicar nos comentários do Blog:

"Tenho um grande problema para quem faz parte da humanidade: mesmo que ela me aceite, nunca me sinto parte dela. Aprendi a ceder para sobreviver, mas sempre pensei ser um vírus de computador nessas horas, que ia me infiltrar no sistema e depois detruí-lo, modificá-lo.
Devagando sobre meu emprego medíocre, que mesmo assim, e o que é mais engraçado, me dá certo status(mas já me levou a inúmeras crises de pânico por ter que comparecer lá...) e revoltada por passar 99% do meu tempo dedicado a ele sem necessidade(só para cumprir hora, bater ponto, mesmo sem nada para fazer), percebi que entorpecer a população com trabalho por necessidade emburrece-os e privelegia quem não quer dar o poder(nem fazer nada pelopovo) custe o que custar.
Sem me estender sobre meus problemas pessoais: Dentro da realidade do país tenho que agradecer o ‘emprego’que tenho. Lembrando que emprego não é trabalho. É difícil conseguir outro igual, e se sair deste não sei o que faria nas horas vagas, pois meus projetos são lentos, difíceis e não tenho capital para bancá-los e nem pra me bancar direito. Não ligaria de fazer uns bicos pra viver até meu sonho chegar, mas até este está tão desconcreto para realização que não sei o que faria por eles exatamente. Já tentei tanta coisa que me perdi...Sou realista com as ações que podem dar certo.
Não sei mentir pra mim mesma. Agradeço aos céus por ter uma vida mais confortável que muitos, mas também percebo que os muitos estão mais satisfeitos com o pouco que tem que eu...Agradecem mais e são mais felizes.
Sempre chamei estes muitos e mesmo outros que nadam na corrente que os é imposta, sem questionar onde o rio vai desaguar, de soldados. E acho que eles não são soldados só por opção, mas também por não terem consciência que são soldados. Esquecem que podem mudar suas vidas, fazer suas escolhas, ir atrás dos seus sonhos, contestar o que os é imposto e não ter medo de não ganhar o pouco que lhes dão, que para eles é muito.
Já reparou que os ‘humildes’ vendem seu voto por um “Piscinão”? Pra quem não tem lazer é muito...E também não conseguem enchergar além do que está logo a sua frente, como o Piscinão que fica perto de casa. Por que? Se precisam de tão mais que isto, como educação e saúde – e sabem disto?
Nesses 99% de tempo que dedico a este trabalho medíocre que devo agradecer, vi que os que me rodeiam também os dedicam, ou até mais tempo. Sinto muita falta de viver, já que aquilo pra mim não é vida. Se não tenho tempo para viver fora de lá, então não tenho vida...E não me refiro a lazer especificamente, mas dentre outras coisas, tempo para ler as notícias do jornal, para cuidar da vida pessoal, mesmo problemas, e principalmente para pensar: questionar a mim, o mundo, o que faço, para quem e para que, etc...Um ser consciente faz diferença para o país que vive. Principalmente no que diz respeito a como este tem sido conduzido por governantes que são pagos com nosso suor para fazer nossa vida melhor.
Dia-a-dia, com 99% dedicados à mediocridade e sem tempo para outra coisa, pois o cansaço físico impede, você acha que um ser “soldado sem escolha” tem tempo para pensar, questionar, principalmente se ele não foi treinado para isso? Eu me sinto emburrecendo às vezes...se eu não me forçar e viver além da rotina que me é imposta viro um “soldado por opção”, já que tive a oportunidade de aprender a questionar e já vivi com 100% do meu tempo aproveitado em outras épocas menos necessitadas...

É do interesse da minoria que controla o mundo que desde cedo as pessoas abandonem os estudos, pois precisam trabalhar para sobreviver. Na necessidade, a esmola é uma dádiva. Aleluia para a esmola dos políticos!!! O tempo vai passando e as pessoas continuam soldados cada vez mais obedientes. Soldados bons, honestos...mais limitados, incultos,...
Quero muito ajudar este país, mas não sei como. Gostei muito quando li uma afirmação sua que dizia que não há Revolução com Paz, e dos seus métodos para chamar a atenção do povo. Conhecia sua luta, mas li uma entrevista com você e me identifiquei. Sou revoltada com o mundo internamente. Às vezes nem me dou conta que minha depressão é causada por isso, acho que eu que sou incompetente. É uma revolta inteligente, creio. Sei que sozinha não chego a lugar algum... É a história do vírus de computador...Posso até ganhar prêmios, conseguir certo status...mas sempre me sinto a parte daquele meio que quer me acolher.
“I’m a creep...I don’t belong here...” Não quero ser igual a eles, hipócritas...

“Ideologia, eu quero uma pra viver...”
“...cansado de correr na direção contrária...dias sim, dias não, eu vou sobrevivendo sem um arranhão...da caridade de quem me DETESTA...”.

Bom sei que nada sei...e estou aberta à críticas sobre meu modo de pensar. E queria que fosse só o início de um debate para me convencer de soluções...

CAROLINE DARRRIEUX
emails para darrieux@hotmail.com

P.S.:MEU BLOG NÃO VALE, ERA UM TESTE PARA UM PERSONAGEM DE UM ROTEIRO MEU...

8:39 PM  
Blogger Carla Aguiar said...

Obrigada por postar a letra "mais indecifrável dos últimos tempos" *rs
Já a coloquei lá na descrição do vídeo: http://br.youtube.com/watch?v=gnsysV0RFy0

Beijo, querido! ;)

5:25 AM  
Blogger radik said...

(Pigarro)
Com lincensa, posso me sentar?

Qualquer um que se fecha em seu ser, não é invadido.
Ninguém fará, se não quiser fazer.
Ninguém será se não quiser ser.

To adorando estes textos aqui.
Tico peço licensa pra participar desta roda de comentários sobre uma obra conjunta (ou conjunto de obras) sua que é este blog.

Me faz pensar em Raul Seixas e seu Baú do Raul. Textos e poemas madrugada adentro, e em dias turbulentos.
Sou fã de "baús".

Acho que não vou embora, vou ficar por aqui.
Me senti em casa.

9:05 AM  
Blogger Cinderela Compulsiva said...

lindo, lindo, lindo!
Sua mente é brilhante.
Uma ótima semana meu rei
beeejos ;*

9:26 AM  
Blogger Nadine said...

Então, com pesar concluo que só nos resta ser devorados, já que convencer-te depende apenas de tua vontade.

Alguns chamam isso de ser "cabeça-dura". Outros dizem que é "personalidade forte". O nome certo não sei e nem me interessa, mas me identifico com esse perfil.
E eu confesso, em algumas situações, não há nada mais delicioso que deixar-se ser convencido, mas em todas as outras admiro esta postura, quase sempre repleta de convicção. Acredito que esta vida é mais dura. Quem não concorda geralmente destoa e "prego que se destaca leva martelada", ao passo que quem é sempre convencido não incomoda e portanto quase nunca é incomodado. De qualquer forma, prefiro levar uma vida mais dura, rs

Texto complexo para a minha (pouca) quantidade de neurônios. Reli algumas vezes mas aposto que ainda não compreendi todas as passagens. Mesmo assim, gostei!

Beijos

1:59 PM  
Blogger edilene said...

O Ser Humano tem de ser seguro, para não precisar ser convecido, parabéns pelos seus pensamentos, pois acredito que à maior riqueza que carregamos conosco é a nossa mente, desde de que saibamos usar, cada um de nós recebe a sua luz de acordo com os seus ensinamentos, e você tem a sua que brilha, passando para muitos seres pensamentos que despertam a vontade de explorar o seu próprio ser. Aprendi de que não adianta ser GRANDE se não possuí nobreza. E você tem muita nobreza, pela postura que você exerce perante a sociedade.Que toda Força Universal te proteja na sua caminhada.Beijos

10:10 AM  

Postar um comentário

<< Home