domingo, novembro 25, 2007

Capítulo 10,9

(Seguimos com a trama)


Quem sabe Rogério não me aparece com novidades?

Fiz um crediário e dividi meu novo celular em 12x. Um aparelho muito bacana, poderei usá-lo como MP3, máquina fotográfica, câmera de filmar, jogos, gravador e mais um monte de coisas interessantes. Mentalizei que por ele receberia muitos convites de trabalho. Aproveitei uma ida ao banheiro e testei todos os toques para ver qual combinava com o quê. Passei os números para agenda e deixei por precaução anotado num papel para o caso de alguma pane. Estava com um pequeno problema burocrático e resolvi ligar para a operadora para tentar resolvê-lo queria começar com o aparelho novo totalmente do zero. Operadora de celular é tudo igual, só muda a porra do nome. Quando é para vender o plano os filhos da puta te atendem rapidamente, depois qualquer merda que você precisa fica um bom tempo esperando com aquela música nojenta no seu ouvido repetindo freneticamente um bilhão de vezes as mesmas palavras. Acho que eles já fazem isso para deixar o cliente irritado e quando a voz do outro lado atende como se fosse um robô então tudo fica mais chato.Você acaba perdendo a paciência mais rápido e com isso perde a razão também. O curso oferecido para os atendentes não permite a utilização de pouco mais de 15 palavras. Sim senhor, não senhor, espere um momento, por favor, estou transferindo a ligação para o setor responsável, blábláblá. Contei no relógio o tempo que demorei para conseguir resolver a porcaria do problema, muito mais de 30 minutos. Se já não tivesse acontecido isso em outras operadoras poderia até pensar em mudar meus planos, mas daria um trabalho enorme ligar para todo mundo e passar o telefone novo.
A falta do que fazer é foda. Internet, Orkut, Msn, televisão, nada de muito instigante para quebrar a rotina. Escuto o som do meu aparelho novo tocando. Ele vibra junto no sofá. Corro e atendo. É Rogério. Será que conseguiu alguma coisa?
Alô. Fala Anselmo. Porra Rogério, vou desligar e tu vai me ligar de novo e me chamar de Flávio. Desliguei e depois pensei melhor, caralho o cara ta tentando me ajudar e ainda bato o telefone na cara dele, que merda e se ele ficar puto e não retornar? Acho melhor ligar e pedir desculpas. O telefone toca novamente. Alou, desculpa Rogério, estou um pouco nervoso. Fica tranqüilo Fláaaaaavio, (ele deu uma gargalhada) é à força do hábito. Tudo bem e o que me contas? Flávio é o seguinte, deixei o teu material com o meu empresário, mas ele achou que ainda é pouco para oferecer aos produtores de novela, mas como te disse, ele conhece muita gente do meio e acho que numa conversa de bar com amigos surgiu o papo de uma promoção na ilha das celebridades em Angra dos reis. (Meu coração bateu com força). E ai? Quero saber o seguinte, ele me pediu para perguntá-lo se queres fazer parte de um grupo que passará o fim de semana na ilha. Lógico (respondi imediatamente). Calma amigo, preciso explicá-lo melhor. Conte-me então. É o seguinte. A &^%$#@ vai fazer uma promoção de um leite desses saudáveis e oferecer para os convidados, então estão precisando de pessoas para servi-los e alguns outros para receber o pessoal que chega, sabe esses recepcionistas de feiras e eventos?
Eles se autodenominam promoter. Não pagam muito, serão 100 reais para o fim de semana todo, mas acho que é uma boa oportunidade conhecer um lugar legal, como fui convidado estarei lá e quem sabe não pinta uma chance de apresentá-lo ao alguém?
Lógico Rogério, me coloca nessa parada ai, to dentro. Então tá, vou passar teu telefone para a Bianca, ela é secretária do meu empresário. Vai te colocar a par do procedimento todo, é já nesse fim de semana tudo bem? Tem algo marcado. (menti) Tenho, mas desmarco, acho que é mais importante estar onde as coisas acontecem. Anota o telefone dela ai caso queira tirar alguma dúvida. Anotado, muito obrigado Rogério, acho que vai ser excelente para nós dois. Com certeza Flávio. Me liga depois e diga o que ficou combinado valeu? Te ligo sim, valeu mesmo, abração.
Aprendi uma coisa, não devemos esperar a oportunidade, temos que criá-la então imediatamente liguei para Bianca.
Bianca, tudo bom? Quem fala, por favor? É Flávio Salinas, amigo do Rogério. Oi Flávio, estava para te ligar. Eu sei, mas acabei de falar com ele e resolvi não te dar o trabalho. Flávio, o Rogério te explicou como será o serviço e do que se trata? Me explicou sim, está tudo certo, vou nessa. Tudo bem, me passa o seu e-mail que vou encaminhar a mensagem com os horários e tudo mais. Anota ai. Anotado.

Sexta feira às 6:30 da manhã saindo da praça %^$#@. Uma Besta transportará todos os promotores que participarão do fim de semana do lançamento do Super-leite-saudável da &^%$#@. Procure a Marcilene Govea. Abraços Bianca.
Sexta feira às 6:30 estava a espera da Besta. Éramos um grupo de seis pessoas. Dois homens e quatro mulheres. Normal, esses eventos tendem sempre a apelar para os encantos femininos. Sheila me disse certa vez que os homens de negócio caem feito patinhos nessa armadilha óbvia. Primeiro porque as mulheres chamam sua atenção e acabam seduzindo o possível cliente para o estande de vendas. Segundo que muitos desses empresários, coroas, senhores, homens mais velhos que se acham garanhões querem sempre mostrar virilidade e atitude e ficam dando cantadas patéticas na tentativa de comer as menininhas para isso não é raro que acabem ouvindo todas as vantagens do tal produto, muitas vezes sem prestar atenção em nada. Terceiro que para mostrar que tem poder ou dinheiro muitas vezes fecham o negócio visando impressionar a “modelo” e quem sabe assim conseguir algo mais depois do expediente. Se você acha isso ridículo, Sheila dizia conhecer muito bem a natureza dos homens.

Nos primeiros quilômetros um silencio constrangedor perdurava na Besta. Foi então que um dos caras resolveu perguntar a Marcilene como seria o trabalho na ilha. Ela foi bem objetiva. As mulheres receberão os convidados na porta e vão lhes oferecer um copo de leite, terá uma maravilhosa mesa de café da manhã montada para eles. Você e Flávio ficarão vestidos com uma roupa da promoção somente transitando pelo local.
Transitando por onde? Perguntei. Transitando por alguns pontos da ilha, quando chegarmos lá lhes entregarei um mapa com suas posições.
Credo, aquilo parecia até operação de guerra.

As meninas preferiram descansar com exceção de uma delas que foi ouvindo música nesses aparelhinhos que imitam o Ipod na verdade lá onde moro, chamamos isso de Ipobre. Não deram muita bola, eram bem bonitas realmente. O cara ao meu lado tentou puxar alguns assuntos, mas preferi ir me distraindo com o lindo visual do litoral carioca. Aquele mar imenso e azul, o céu estava com um sol de rachar, a manhã prometia. Imaginei que depois de receber os convidados talvez pudesse mergulhar na praia um pouco. Acabei dormindo e acordando com a voz de Marcilene nos chamando para embarcar na lancha que nos levaria até a ilha. Juli era uma loira bem bonita, com seios grandes e siliconados, enfiada num shortinho bem apertado e mostrando suas formas de tirar o fôlego foi quem me chamou mais atenção. Vilma era uma morena falsa magra, destas que quando ficam de biquíni acabam por provocar pensamentos libidinosos em qualquer um. Dava para ver que estava bronzeada, pois sua marca de biquíni estava bem visível na altura se seus peitos. Katilene a menina do Ipobre, parecia a mais tímida e a que menos chamava atenção.Cabelos castanhos, vestida com uma roupinha bem sem graça, deveria ser amiga de alguém. De óculos escuros não conseguira ver seus olhos, mas era um tipinho bem comum. Enfim, quem nos escolheu deveria ter seus critérios e aos poucos começamos a trocar algumas palavras.
O motor da lancha e o vento na cara me transportaram diretamente para a posição de convidado da revista para a promoção na ilha. Por alguns instantes me imaginei importante e fiz como o livro dizia, pensei com toda a força para que aquilo se repetisse um dia me colocando na posição de famoso. Imagine chegar às 10:30, ser recebido por estas gostosas, tomar um café da manhã espetacular, colocar minha sunga branca, tirar fotos e mais fotos com meus amiguinhos célebres e depois passar o dia na piscina, mergulhar com os mergulhadores profissionais, receber uma massagem relaxante, almoçar lagosta, dormir no ar condicionado numa cama de rei, depois fazer uma sauninha e quem sabe trocar caricias na baladinha a noite com alguma das convidadas. Se bem que sendo eu um cara influente numa situação dessas, acho que tentaria dar uns pegas na Juli. Adoro mulheres com peitos grandes. O silicone é uma grande invenção, aliais a cirurgia plástica como um todo. Pega estas mulheres que muitas vezes passariam despercebidas e as transformam em máquinas dos sonhos. Hoje em dia estão quase todas assim, lindas, com lábios carnudos, cinturinhas finas, seios duros. Só fica feia quem quer ou não tem dinheiro para fazer as reformas.
Voltando a vida real, chegamos à ilha e logo Marcilene nos encaminhou para tomarmos nosso desjejum, foi como ela mesma disse. Um restaurante bonito com uma mesa linda, variedades e mais variedades de pães, bolos, frutas, sucos, enfeites, tudo mais. Pena que essa não era a nossa, a nossa também era bonita e possuía bastante comida. Obviamente nem se compara a daquelas pessoas mágicas que estavam sendo aguardadas.
Tudo naquele lugar parecia um sonho, ainda mais para um cara como eu que sempre dividiu a realidade com a falta de dignidade oferecida aos moradores de comunidades carentes. Aposto que qualquer um deles daria qualquer coisa para passar um dia, somente um, com tanto luxo e tanta oferta de comida e tudo mais que muitos de nós só encontramos nas revistas, na TV ou nos filmes. Deve ser por isso que tanta gente cultua esse universo da fama e do luxo. Talvez se coloquem no lugar dos famosos ou mesmo os tratem como deuses por terem tantos privilégios enquanto tantos não tem quase nada. É uma relação estranha que confesso que também me seduz.
Alimentei-me bem e fomos até o alojamento onde Marcilene nos apresentou os aposentos. Homens de um lado e mulheres do outro lado. Lógico. Deixou bem claro que estava estritamente proibida qualquer tentativa de aproximação com os convidados e não seria permitido também envolvimento íntimo entre os que estavam lá a trabalho. Que merda, pensei, tudo isso e não poderemos aproveitar nada?
Marcilene podemos usar a piscina ou a praia nos intervalos? Vocês não vieram aqui para se divertir, estão aqui a trabalho, sendo assim, só fica autorizada a utilização da praia e mesmo assim não pensem que terão muitos intervalos. Ao longo do dia existirão atividades onde será necessária a presença de todos.
Aquilo estava parecendo mais um quartel, mas o pior ainda estava por vir.
Marcilene chamou o monitor responsável para nos vestir e foi ai que percebi que entrara numa furada dos infernos. Eu e o garotão recebemos como presente uma roupa de caixa de leite. Consegue imaginar isso? Pois bem, imagine uma caixa de leite gigante com braços e pernas e uma cabeça. Foi o que me tornei naquela ilha. Enquanto as meninas receberam biquínis e shortinhos, camisetas leves e sensuais, nós nos tornamos duas caixas de leite ambulantes. O mapa foi distribuído e os horários também. Teríamos que ficar em pontos estratégicos para que as fotos tiradas mostrassem discretamente a propaganda do produto que estava bancando toda a mordomia.
Olhamos um para a cara do outro e por um momento achei que Rogério tivesse feito isso para me sacanear. Mas agora era tarde.
Encontramos as meninas que não pouparam gargalhadas ao nos verem vestidos assim. Até Katinele deu uma grande gargalhada. Me enganara a respeito dela, depois de produzida e bem vestida pude ver o quanto era bonita e gostosa. Todos juntos para a entrada do evento. Os primeiros convidados começaram a dar o ar da graça.

20 Comments:

Blogger Junior São Gonçalo said...

Putz...rsrs...
Coitado do Salinas, só se mete em furada...Caixa de leite perambulando pela ilha? rsrs

Pelo menos ele tinha que "conseguir" uma dessas gostosas...rsrs

Valeu! A saga está fluindo.

Abraço Tico!

JUNIOR

5:17 PM  
Blogger **Renata Ferri** said...

Esse mundo de fama, de ter mordomia e tudo nas maos é ótimo, mas cansa....nao consigo ficar nele por muito tempo.
As coisas sao muito fúteis e artificiais.
Flávio..vestido de caixa de leite...visualizei agora..interessante..vamos ver se ele nao vai aprontar nenhuma nessa ilha!?
Bêjo0s,
Rê!
Te amo MEU SANTO FORTE!

5:25 PM  
Blogger Khalee Whiteagle said...

Tico, ainda não li nenhum dos capítulos, pq confesso que quando vejo esse mar de palavras sem fim me dá uma preguiiiiiiiiiiiiça.......rs

mas me diz uma coisa: você escreveu isso tudo quando? quantos capítulos são?

talvez fosse melhor eu ler tudo impresso mesmo, vamos ver.

beijos!!!!!!!!!

6:36 PM  
Blogger manuh said...

Não consigo escrever muito essa noite, meus olhos ardem, mas consegui ler tudinho, dei sorte de encontar o capítulo quentinho! A saga está ótima, uma comédia, Salinas é engraçado!

Beijo grande querido,
Boa noite.

6:44 PM  
Blogger the tonautas said...

Oi, Tico.

Bom capítulo esse. Mas a parte em que o Flávio iria se vestir de caixa de leite tava meio que na cara já, pelo menos pra mim. Enfim, é só a minha opinião crítica.

Adoro seus textos e te acompanho desde 2001. Quando a Detonautas lançou o Silver Tape.

Tico. Dei uma olhada no capítulo 1 da novela e vi que no final você diz que aceita sugestões de continuidade. Li também que você tem tido dificuldades pra dar continuidade à novela(apesar de não parecer).

Então aqui vão algumas sugestões.
Eu achei que você fugiu um pouco da questão do crime da Sheila. Ficou em aberto essa questão. Tenho notado que você se focou demais na vida profissional do Flávio, deixando "esfriar" essa parte do crime.(Se você está trabalhando pra divulgar esses textos ainda, descarte esse comentário então).

Em sumo, a minha singela opinião é que eu acho que a vida do Flávio é muito manjada, ele sempre tá em busca de uma vidinha padrão, de coisas fúteis e pelo jeito que você retrata, ele não passa de um play boyzinho "fudido" do RJ. Não é rico, mas nem tão fodido assim.

"Talvez você queira exatamente passar essa imagem do seu pensamento à nós" (pensei comigo).

E a propósito... qual o nome da novela?

Abraços!

9:36 PM  
Blogger Carla Aguiar said...

Já que não dá pra comentar lá no outro blog...

Transmissão de pensamento? *rs
Ontem mesmo pensei em te pedir a letra de "O Retorno de Saturno".
Tava com ela direto na cabeça, mesmo entendendo (através dos vídeos) pouca coisa da letra.
Depois de "Canção do Horizonte" (que a grande maioria já sabe), poderia ser "Eu vou/quero vomitar em você", que eu gravei em Vista Alegre e que entendo menos ainda...*rs
Beijos, senhor barba verde! ;)

2:50 AM  
Blogger Alessandra said...

estou mandando 2 fotos sua que minha amiga tirou lá em Minas uaiiiiiiiiiiiii....bejo Alessandra.
Há eu passo aqui para ler só ñ deixou recadinhos mais está muito boa a novelinha

7:01 AM  
Blogger Lulu said...

Sua imaginação é forte até pra os nomes da saga, né? Katinele?
hahaha

Acho que ainda vao vir muitas risadas na capítulo da Ilha!
Fiquei imaginando os duas caixas de leite! :)


beijao

8:13 AM  
Blogger borbô * said...

Risos.
Sabia que algo na roupa dele ia ser engraçado.
Visualizei ele agora como o leitinho do clipe do Blur, Coffee & Tv, hehehe.
Mas trabalho é trbalho né ?
Será que ele vai conseguir contato vestido de leite? Tadeeenho.

Já vi que Salinas gosta das siliconadas. Ainda bem que ainda existem homens que gostam de peitos pequenos. Risos.

Beijos amore.

8:46 AM  
Blogger (( Brunosauay )) said...

Essa foi boa; está no paraíso cheio de gostosas e vestido de caixa de leite.....rs

Vamos ver agora se o Rogério fez isso mesmo para sacanear, creio que não.
Agora e só aguardar os convidados, quem sabe ele não receba uma proposta melhor e tirar lucro disso.

ABRAÇO!

9:02 AM  
Blogger Danielle said...

POBRE SALINAS...
AINDA NEM É CARNAVAL
E ELE JÁ ESTÁ FANTASIADO...rsrs..

BEIJOS,

DANNY

10:16 AM  
Blogger Carla Aguiar said...

Ué, eu tinha deixado um outro comentário antes do que se refere ao post do outro blog...
Será que pensei que enviei mas não enviei ou será que o senhorito pulou na hora de aceitar? o.O
Eu, hein...*rs

Vamos tentar novamente, então:

Coitado do Flávio. Ficar na beira da praia vestido de caixa de leite é foda... hahaha
Mas, mesmo só se metendo em furada, ele tá correndo atrás do sonho, né? Sonho é sonho, ainda que em alguns casos (como no dele) seja fútil.

Ótimo show hoje!
Incendeiem o Circo! =)

Beijo grandão, querido! ;)

10:17 AM  
Blogger Suelen DRC said...

Caixinha de leite andante... isso realmente é engraçado!!
Coitado do Salinas sempre se metendo em furada pela tal sonhada fama!!
A saga está maravilhosa... estou adorando!!

Beijão!!

2:50 PM  
Blogger Tita. said...

Haha, coitado do Flávio, virou uma caixa de Leite ambulante, mas isso é bom tbm, pq ninguém cmeça de cima!
Haa e ele tbm é meio preguiçoso, tudo bem q essas ilhas são lindas e tudo mais, mas ele tava trabalhando e não tava ali pra usar a piscina ou a praia.

Gostei do capítulos Tico, vamos ver o q acontece nos outros, quero logo ver o que vai acontecer nas investigações!

Beijos Tico, ótimos próximos shows e PAZ pelos palcos do Brasil!

4:12 PM  
Blogger Fabiana said...

Dia Comum no Circo Voador

http://www.youtube.com/watch?v=AnpRD_Q5ox0

Algo nada a ver com nada.
Só pq eu me perdi no 4º capitulo e to com preguiça de ler tudo... rs


Beeeeeeeeijos ;*

10:08 PM  
Blogger Tati! said...

Nãooooo creio...

O Flávio bem pensando que iria circular livremente pela ilha com sua sunguinha branca ,desfrutar de todas as comodidades que as celebridades têm acesso e quem sabe ...dar entrevista para o TV fama ...( iludiiiiiiiiiiido o coitado ) teve que se contentar em servir os convidados trajando sua fantasia super- mega- ultra- master- blaster style.... de leitinho ...Hauhauahuahuauahuahauhahuahuaua
Pô Sacanagem pura do Rogério , hein?
Hmmm mas deixa estar...o mundo dá voltas... e o jogo vai virar...
O Salinas ainda vai se dar bem !


beijos Tico.
=)

5:48 AM  
Blogger sao29502 said...

O Flavio Salinas é um guerreiro! Independente da classe social, idade, sexo, cor, religião, não estou aqui para questionar a atividade exercida por ele. Ele é um cara de ATITUDE. Sabe o que quer, persegue o sonho, não se inibe quando exposto ao ridículo. Acho isso bem legal!Muito positivo. Ir atrás do sonho, fazer virar realidade! Não ter preguiça, se arriscar. Além de tudo ainda se mostra um carinha bem humorado e versátil vestindo a tal fantasia de embalagem de leite. Fiquei curiosa para ver onde vai dar esta história... Genial e divertido. Tudo de bom esse capítulo!

9:06 AM  
Blogger Kari said...

Demorei, mas finalmente li esse capítulo.
Poxa! Que sacanagem do Rogério em... coitadinho do Anselmo, só se lasca....

Quero saber como terminou esse fim de semana na ilha...

Beijos

5:27 AM  
Blogger DÉIA said...

GALERA DOMINGO NOSSO SANTO FORTE SE APRESENTA NA XUXA, POR FAVOR NA]ÃO PERCAM!!!!!!!!!!!
BEIJOS JÁ TAVA COMSAUDADES
BEIJOS

5:06 AM  
Blogger Rositah said...

Oiii Ti...

coitado do Flavio...

pensou que ia dar uma de bonitão e acabou virando o toscão

pelo jeito ele ainda passará por poucas e boas

=D

Que venha o proximo capitulo

Bjos**

3:39 AM  

Postar um comentário

<< Home