quarta-feira, março 14, 2007

As autoridades somos nós.

As autoridades estão pedindo ajuda as autoridades.

Dizem as autoridades que as autoridades não fazem
nada para resolver o problema das autoridades.

Autoridades discutem entre si seus interesses e não
dão a mesma atenção a quem não é uma autoridade.

Quando uma autoridade sofre algum ato de violência
outras autoridades resolvem rapidamente o percalço
e tomam atitudes radicais se a violência praticada
for uma afronta a seus protegidos, mas não demonstram
a mesma solidariedade quando o assunto é relacionado
a vida de quem não é considerado autoridade.

As autoridades bloqueiam projetos que beneficiam o povo,
para medir forças entre si.
E como se estivessem sozinhos
nesse mundo, as autoridades disputam num conflito sujo
para descobrir quem tem mais autoridade.

Sinceramente, quem acredita nessas autoridades ?

Não é nada, não é nada, quem as tornou autoridades
foi você.

Então mexa-se e cobre das autoridades seus
deveres, pois eles não estão lá fazendo favor para ninguém.

Eles são pagos e nós somos os patrões.

Não foi isso o que disseram nos comerciais de televisão,
antes das eleições ?

Se isso é verdade nesse caso a autoridade máxima é você
e sendo assim é preciso que exerça sua autoridade.

Faça com que as autoridades cumpram seus papeis ou então retiremos elas de lá .

Ok autoridade ??


Na sexta feira às 16 horas conto com a sua autoridade.
As escadarias da ALERJ vão receber nós, os patrões.
Vamos cobrar das autoridades, suas responsabilidades.


Pois nossas responsabilidades, são do tamanho dos nossos privilégios.

Um Deputado estadual, ganha mais de 20 mil reais com todos os benefícios incluídos.

Quanto você ganha ?

Não precisa usar escola pública para seus filhos e nem hospital público para seus entes.
Tem segurança particular e anda em carro blindado.

Mas e você ?





Tico Sta Cruz

24 Comments:

Blogger Fabiana - rj said...

Vídeo fodaaaa...

9:25 PM  
Blogger LiLiTh* Eliane said...

(...)
O que foi que nos aconteceu?

No Brasil, estamos diante de acontecimentos inexplicáveis, ou melhor, "explicáveis" demais.
Toda a verdade já foi descoberta, todos os crimes provados, todas as mentiras percebidas.
Tudo já aconteceu e nada acontece. Os culpados estão catalogados, fichados, e nada rola.

A verdade está na cara, mas a verdade não se impõe.
(...)

Terra Estranha!! Até quando, Brasil??

9:55 PM  
Blogger Mari Fontes said...

Sem comentários!!!

Ta foda a coisa..

Beijos Ticolino

Mari

10:15 PM  
Blogger Khalee Whiteagle said...

Até quando a gente consegue viver cometendo os mesmos erros sabendo que estamos errando? Sabendo que prejudicamos a nós mesmos e a outros?

O que nos leva a agir assim?
É estupidez demais...imaturidade demais.

O que fizemos com a nossa existência nesse planeta?

"como se estivessem sozinhos
nesse mundo" é assim que agimos todo dia...

a lista das insanidades absurdas feitas por nós aqui é grande demais.

claro que fizemos coisas boas também, afinal ainda não destruímos o planeta e existem pessoas atentas a esse fato, e agindo pra isso não acontecer.

onde foi que esquecemos o valor da vida?

em qual parte do caminho nos perdemos? o que aconteceu? o que deu errado?

precisamos falar sobre isso, TODOS NÓS, SEMPRE!!!!!!!!!!!

eu sempre, desde criança, pensei sobre isso, de alguma forma.

sempre quis fazer uma diferença positiva aqui.

é o que precisamos fazer, se sabemos das consequências dos erros que cometemos, dos desrespeitos que cometemos por aí.

temos chance de mudar. mas precisamos começar.

é aquela história, é um trabalho pra todo mundo, e se alguém não fizer, ninguém faz.


beijos, Tico!

10:22 PM  
Blogger Mari Fontes said...

Tico..

Num querendo "destratar" o seu lindo texto [não leia isso com um ar irônico!] , axo q vc deve deixar essa onda passar...não q ela tenha se acabado..mais q vc refresque a cabeça, pelo menos aqui, onde vc é o Luiz Guilherme, não o Tico do Detonautas.
Volta a falar de amor, paz....agente fazia uma viagem lendo os teus textos tão boniitnhos, tão complexos as vezes pra minha cabeça..mais q de certa forma, tinah seu sentido aqui, na minha cabeça.

Beijinho

Mari

10:59 PM  
Blogger *Elisa Falaschi* said...

Tico meu amor...

Tico naum...Luiz...

Eu concordo com a Mari plenamente...

Temos q gritar pra esses merdas o q sentimos, o q estão vivendo, a nossa realidade.Isso realmente nos deixa muito mal, é triste e nem sempre podemos fazer a coisa dar certo sempre!Mas pra isso lutamos e temos muita fé ^^

Te admiro muuuuuuuuito pq vc é um guerreiro, assume responsabilidades incríveis, toma atitudes q só quem realmente quer mudar as coisas ao seu redor realmente assumiria...
Estamos tristes, revoltados, cansados...mas nunka vencidos...mas cadê a sua paz anjo?

Vc é uma pessoa linda, escreve muito bem e já q está agindo e MUITO por todos nós e isso é maravilhoso e lindo...tente pegar mais leve no seu blog tb mostrar o seu lado filósofo q tanto gostamos pra tentarmos juntos lutar mas sem muita pressão entende Tico? :)

Ñ quero NUNCA q veja o lado ruim desse comentário, eu estou dizendo o q eu axo e estou com saudades do Luiz q escrevia sobre o amor, sobre a vida, sobre sexo...emfim...

Eu te amo como pessoa msm, ñ só como o Tico do detonautas, vc é um ser humano iluminado e merece mt luz, ou melhor vc tem mt luz e quero q continue passando isso a todos nós como vc sempre fez :)

Esperança, fé coisas q ñ faltam em vc...sei disso ;***

Mas eu te agradeço muito...escuta, ou melhor...leia...
"Vc abriu meus olhos pra sujeira desse mundo" te juro...Hj eu me preocupo muito mais com a importância de cada momento e com a violência q estamos vivendo graças a ti.

Desculpa escrever tanto :x
Queria q vc soubesse disso e entendesse!
Mas fike sabendo q te apoio no q for melhor pra ti, o blog é seu poste o q vc sentir o q pensar.
Afinal é isso q vc faz! =)
Só queria te dar esse toque e dizer:
Q VC É FODAAAAAAAAA! :P
Te amo Luiz Ticolino!

Elisa

11:18 PM  
Blogger Gabriela MKT said...

Li um artigo do Luciano Pires e acho interessante compartilhar aqui.

CAUSA E CONSEQÜÊNCIA

Vou contar umas historinhas do Brasil. E no final, farei uma pergunta:

História 1: Mariana Costa de Jesus, de 5 anos, morreu no Hospital Infantil de Duque de Caxias, no dia 15 de fevereiro, após ter sido estuprada e espancada pelo padrasto, Marco Antonio Nunes Gomes. Detalhe: ela foi levada ao hospital pelo próprio padrasto... O corpo de Mariana ficou abandonado uma semana no Instituto Médico Legal até ser reconhecido pelo bisavô, que disse à polícia que o padrasto da menina era um monstro que vivia na Favela do Lixão, em Duque de Caxias. Segundo o bisavô, Marco Antonio costumava espancar a menina. Algum tempo depois, a polícia encontrou o corpo de Marco Antonio abandonado na rua. Ele teria sido linchado pela população revoltada com o crime. E agora, o corpo abandonado no Instituto Médico Legal é o dele. Segundo a polícia, a mãe do acusado, revoltada com a morte da menina, se recusou a reconhecer o corpo do filho. Prefere que ele seja enterrado como indigente.

História 2: Társio Wilson Ramirez conheceu há dez anos Jerome, um dos franceses da ONG Terra Ativa, que se tornou professor e amigo dele. O garoto de infância humilde ganhou uma oportunidade na organização: ele comandava um projeto de educação envolvendo 50 crianças pobres, e graças à ONG, tinha uma bolsa e cursava faculdade de administração de empresas.
Segundo as investigações, Társio estava desviando dinheiro da entidade e o crime teria sido descoberto pelo contador. Para a polícia, esse foi o motivo para que Társio e outros dois bandidos contratados por ele matassem a golpes de faca os franceses Cristian e Delfine Doyere, e Jerome Four, no Rio de Janeiro.

História 3: Em Mauá (SP), Paulo André dos Santos chega em casa e ao abrir o portão da garagem, dois indivíduos anunciam um assalto, repetindo o que havia ocorrido uma semana antes. Apavorado, o rapaz joga-se no chão. Um dos assaltantes atira e a bala atinge Vitória Gabrielly Silva de Carvalho de 3 anos, sobrinha do rapaz assaltado. Vitória estava no colo do avô, que tinha vindo abrir a porta para o filho. A menina morre pouco depois no hospital.

História 4: João Hélio, um menino de 6 anos, preso ao cinto de segurança do automóvel, é arrastado por sete quilômetros de ruas do Rio de Janeiro. O carro havia sido roubado da mãe do menino, que não teve tempo de soltá-lo do cinto de segurança. Os ladrões, entre eles um menor, arrancaram com o veículo, mesmo com os gritos da mãe pedindo que esperassem ela soltar o garoto. O menino morreu de forma estúpida e os bandidos não pararam o veículo mesmo com os avisos dos populares que assistiram estarrecidos à cena.

História 5: Durante um evento em Ipojuca (PE), o presidente Lula mais uma vez criticou os que defendem a redução da maioridade penal. Segundo ele, é um engano pensar que o problema da violência se resolve punindo. E coroou sua fala com uma frase antológica: "Muitas vezes a violência é questão de sobrevivência". (um infeliz argumento)

História 6: Bandidos capturam e incendeiam ônibus no Rio de Janeiro, com os passageiros dentro. Vários passageiros conseguem escapar, mas o saldo até o momento é de nove mortos. O ônibus era de outro estado e estava de passagem pelo Rio, quando foi atacado pelos bandidos, que aparentemente cometeram o ato por vingança ou protesto contra ações de repressão ao crime que vinham sofrendo.

História 7: O Supremo Tribunal Federal retomou dia primeiro de março o julgamento de recurso destinado a garantir o foro privilegiado a "agentes políticos" processados por improbidade administrativa, mesmo que já tenham deixado o cargo. Dos 11 ministros do STF, seis já votaram a favor dos políticos e um contra. Restam votar quatro ministros. A medida, se aprovada, impedirá que ministros de Estado e o presidente da República sejam fiscalizados por procuradores na primeira instância da Justiça, como ocorre hoje. Além de paralisar os processos em andamento, a decisão do STF permitirá que administradores já condenados possam pedir a restituição de valores que foram obrigados a devolver aos cofres públicos. Cerca de 10 mil inquéritos e ações judiciais contra autoridades acusadas de corrupção podem ser arquivados. Os defensores do foro privilegiado querem que presidentes da República, ministros, governadores e prefeitos envolvidos em corrupção não sejam mais atingidos pela lei.

Quer mais? Posso continuar indefinidamente, pois temos historinhas para uma enciclopédia. Mas eu cansei. E vou logo pra pergunta.
Das sete histórias apresentadas, qual você classificaria como causa e qual como conseqüência?
Ei, calma, ô! Perguntar não ofende...

.......

Só para não esquecer... Collor, 17 anos depois, diz que errou e sobe à tribuna hoje, às 15 horas, para tentar desconstruir o processo de impeachment de seu governo, reconheceu que, em sua passagem na Presidência, errou em pelos três momentos: ao confiscar o dinheiro da poupança dos brasileiros, ao entrar em confronto com o Congresso e ao optar em morar na Casa da Dinda, e não na Granja do Torto - já que à época o Palácio da Alvorada se encontrava em reforma. Nesse caso, segundo o ex-presidente, o erro teria sido involuntário - não haveria outra opção.


E mais... Ex-deputado Roberto Brant se aposenta na Câmara com R$ 8 mil mensais. Lembram dele??? É aquele "fofo" citado pelo relatório da CPI dos Correios como suposto beneficiário do mensalão, ele foi acusado de ter feito o saque na empresa do publicitário Marcos Valério, no valor de R$ 102 mil. E mesmo assim foi absolvido pelo Plenário da Câmara.

Será que os brasileiros não gostam da verdade??? Estão cegos???

Bjs,
Gabi

4:08 AM  
Blogger Danielle said...

"
Autoridade é um tipo de poder e baseia-se no reconhecimento da legitimidade ou na legalidade da tentativa de exercer influência. Os indivíduos ou grupos que tentam exercer influência são percebidos como tendo o direito de fazê-lo dentro de limites reconhecidos, um direito que decorre de sua posição formal numa organização. "

SEXTA-FEIRA, DIA 16/03 :
* EXERÇAMOS NOSSA INFLUÊNCIA
* TEMOS O DIREITO
* A SOCIEDADE É NOSSO LIMITE RECONHECIDO
* ESSA É NOSSA POSIÇÃO...
NÃO A DELES

ATÉ AMANHÃ

COM AMOR

DANNY

5:48 AM  
Blogger Danielle said...

A GABRIELA DA COMUNIDADE
" GABRIELA SOU DA PAZ " CONSEGUIU DIVULGAR ONTEM EM MAIS DE 30 COMUNIDADES RELACIONADAS À VIOLÊNCIA E EM ALGUMAS UNIVERSIDADES !
BOM NÉ ?

ESPERO QUE TENHAMOS UM BOM RESULTADO !

BEIJOS

DANNY

6:00 AM  
Blogger Naty said...

Que ótimo esse video rsrsrs
Lembra muito o que eu escrevi ontem rsrsrs
'Macacos'
Parece até que eu vi isso antes..
*risos*
Vou colocar esse video depois no meu blog junto com a poesia rsrsrs
VAMOS MANIFESTAR!!!!!

Até amanha querido.
beijo grande
Naty

8:22 AM  
Blogger *¢£@üD!NhA" said...

Saudações...

"Cada movimento doce me tortura
Porque a ação maldosa me sufoca

Farta de tomar o problema alheio como o meu
E de querer mudar o mundo que acredito, mas é tarde e parece que sou só eu

Esse egoísmo frustrante não toma força pra se auto-realizar

É a comédia vivente do homem
Em risos de pranto, na tragédia que está a se formar

Perdi o tempo, pois só espero por ele
Perdi o conceito, pois já não vejo mais razão
Perdi o senso, pois não sinto mais meu coração
Perdi o que tinha em minhas mãos, pois tomaram minhas forças
Perdi a esperança, pois a vontade não quis abrir a porta
Perdi a calma, pois a palavra se tornou comodismo
Perdi o que nunca ganhei, pois a ilusão dormente despertou aos gritos da realidade.

Estou farta de estar parada por estar me movimentando no mesmo lugar

Mesmo achando que não tenho nada, uma dor aguda me faz casa
E pelo menos uma vez, me sinto morada."


Força, muita força meus queridos.


Cuide(m)-se.

Cordiais e necessitados cumprimentos t+........

9:51 AM  
Blogger M. said...

e nessa hora...
tá difícil,né?
pelo menos eu não me sinto sozinha... sempre tive e tenho tudo...mas não me conformo de ver tanta injustiça..tanto descaso...sou humana..sou macaca do bem...
não desista nunca pq eu não te abandono nessa causa!Sexta estarei lá...vou fazer o possível pois tenho um seminário na facul...mas farei o possível...força pra gente!

Um beijo na nuca, Guilherme.

M.

9:57 AM  
Blogger Cristian. said...

o certo é que todos falamos,mas poucos fazem,todos dizem saber que tem o poder nas mãos mas não usam,e tu cara,pode bater no peito e dizer que fez tua parte.Até porque tu além de tudo sabe o que é perder alguém e consegue ver que o problema é bem mais complexo do que a maioria pensa.Parabéns Tico!
Daqui do RS te apoio!
Abraço!

12:48 PM  
Blogger Ruan said...

O mundo é tão do avesso que os "funcionários" ganham muito, mas muito mais que os patrões.
Como pode isso?!
UASUAUSAHUSUUAUHS.
Sei que a coisa é séria e tal, mas meu, por mais vontade que eu tenho de ir lá e "demitir" as autoridades que as autoridades elegeram, eu não posso... PORQUE MENOR DE 18 NÃO TEM VEZ NESSE PAÍS.
Isso me dá uma leve pontinha de desgosto. Eu tenho várias "pontinhas de desgosto" toda vez que eu ligo a TV e vejo o jornal.
É tudo tão deprimente, 45min de violência e 15min de política e se fosse ainda pra "soluções sociais", MAS NÃO, só se vê debates e eleições internas e corrupção e milhões de falcatruas que já estamos casnsados de saber.
Se eu pudesse eu iria lá na escadarias de não sei aonde, mas eu moro longe, bem longe.


Um abraço Tico.

1:04 PM  
Blogger Marcella sobral said...

Tico,

depois que te vi no jornal comentando sobre o descasos dos brasileiros com relação ao violência eu comecei a ler o seu blog.

Detalhe, este espaço e para escrevermos sobre estes descasos da sociedade. E um absurdo a violência estar da maneira q esta.

Sou uma pobre mortal como qualquer uma, trabalho e faço pós, etc. ontem estava saindo da pós as 21:00h estava indo para a casa detalhe moro na taquara( nunca ouvimo nenhum tipo de vandalismo, de violência nesta redondeza. Ultimamente a nossa região esta sendo alvo desta bandidagem).

AS 21:20 a taquara estava vazia tudo fechado. E com Policiais nas ruas fazendo barragem. me senti mais insegura.

Tico temos que fazer algo, mobilização, passeatas, caras pintadas, enfim qualquer merda que possa mobilizar a mídia. Não dá para eleger bandido de colarinho enquanto eles tem dinheiro para pagar carro blindado, seguranças, etc

Fica aqui o meu apelo. Enquanto ficamos sem proteção.

Bjs e esperança a todos.

Marcella Sobr.

1:35 PM  
Blogger *Carol Carolina* said...

eu discordo de algumas pessoas daqui;

acho que tudo tem seu tempo; não se pode forçar uma inspiração a determinado assunto, quando se esta com a cabeça em outro.

viva o momento agora.
permita-se pensar e expor o que lhe der vontade; mesmo q seja tristeza.

temos que saber interpretar e compreender cada fase, cada ciclo.
eu estava vendo um filme agora pouco, para fazer meu documentário do TCC; é um filme sobre o processo de parto de uma colega que frequenta uma religiao africana aqui em sp, adepta de rituais da Ayahuasca(planta); para o nascimento do bebe que durou mais de oito horas, ela tomou o chá, e concentrou toda sua força, e sentiu cada segundo da dor do prato normal.
Para alguns isso poderia ser loucura, mas para ela, foi um momento único, onde ela pode sentir desde a dor à alegria; contato espiritual direto com seu filho q estava vindo.
ps: vc ia gostar de ver o filme.

o que eu quero dizer com isso?
que cada um sabe o quanto deve viver seu momento.o tamanho e complexidade.

quando vc estiver preparado para virar o ciclo, saiba que poucos estarao por perto, pois as pessoas comuns se cansam; nao sabem dividir. e vc seja forte para voltar a sorrir e então falar só de amor, sexo e devaneios!

Bom, eu pelo menos vou estar por aqui.
pode apostar.

beijo enormeeeee cheio de sorrisos pra vc

1:42 PM  
Blogger Roberta Fernanda said...

Querem ser outra coisa, mas não são.

O video ja disse muitas coisas, e o texto tbm.

Prefiro não acrecentar nada.


Bjuzx!!!

6:13 PM  
Blogger Cristal said...

Sabe Tico, hoje, quando acordei, lembrei que era o dia da manifestação que tu vais participar. Na hora senti um medinho, acho que é porque tenho assistido muito o Jornal Nacional.
Fiquei pensando em te dizer: Te cuida!!!, mas aí me veio a pergunta: existe alguma maneira de se cuidar com relação a essas balas perdidas que tem se tornado uma rotina no dia de vcs aí do Rio??? Acho que só se vcs começarem, todo dia, ao acordar, colocar um colete a prova de balas e uma máscara ou capacete de ferro, já que até dentro das casas e aptos essas balas tem chegado.
Meu conceito de "corajoso" mudou. Para mim, corajoso não é aquela pessoa que vive no mundo do crime e sempre anda com uma arma na mão, tirando a vida de outras pessoas, até mesmo, daquelas que eles nem sequer conhecem, e pior: não é pra levar comida pra casa não.
Corajoso pra mim são todos vcs que precisam conviver diariamente com esse clima de insegurança e medo, e não só por vcs, mais principalmente pelas pessoas que vcs amam.
Torço pra que dê tudo certo na manifestação de hoje, no show...
Torço pra que dê tudo certo, em todos os dias da tua vida, e das pessoas a quem vc ama.
Abraço apertado...

8:12 AM  
Blogger Manú said...

Pois é Tico.
Aqui na minha terrinha(Natal/RN) as coisas AINDA estão calmas mas vejo a população muito apática diante de certas coisas. Agora a pouco soube que um amigo foi assassinado num assaldo no interior(Mossoró). Uma amiga que está morando em Recife, diz que vê os noticiários e tem medo de sair de casa... Muita violência. Mas o que as pessoas fazem para protestar? NADA ou MUITO POUCO.
Ví pela TV a falta de interesse da população do Rio com o pequeno número de pessoas na missa e isso me entristeceu um bocado. Tenho um filhinho de quase 2 anos e fico pensando o que "sobrará" do meu mundo pra ele...

11:11 AM  
Blogger Egeu Laus said...

Tico,
Veja materia sobre a manifestação aqui:
http://www.overmundo.com.br/overblog/sala_edicao.php?em_edicao=3754

abraco!

Egeu Laus

8:09 PM  
Blogger Andersonm said...

*história fictícia

Caro Sr. Santa Cruz

Sou uma autoridade citada pelo senhor, fui alertado e li alarmado o ponto de vista nos seus relatos diários na rede.
Bem interessante mesmo, faz as pessoas pensarem, algo que está tão fora de questão atualmente.
Será que não podemos chegar num consenso, afinal todos tem seu preço, não digo somente monetário.
Veja os exemplos: eu tenho o meu preço alçado no poder, na ganância, na riqueza.
A população em geral também tem, é só dar uma lixa de unha, um porta-título e uns adesivos nas proximidades das eleições que eles sentem-se dignos de uma aproximação conosco, as autoridades.
Quando está muito alto o preço, somos obrigados a dar apertos de mão, abraços em idosos e beijos em tenras criancinhas. Mas posso lhe garantir que vale a pena, os números não enganam, como esses citados pelo senhor em seus comentários anteriores.
Talvez a vossa senhoria tenha o seu valor, a sua cotação, o que me diz?
Já que não foi atingido pela mesma aura que domina a maioria. Digo-lhe que é a carência que me eleva em meio a essas pessoas, sentem-se necessitadas nem tanto de provimento, afinal já estão acostumadas a terem tão pouco, querem é o meu carisma.
Nós, as autoridades, temos feito a nossa parte, conseguimos deixar essa população bem distante do ato de raciocinar, veja o exemplo da qualidade do ensino, não existe presente maior para nós, como a baixa qualificação daqueles que depois irão nos escolher para governá-los.
Não posso lhe dar o nosso segredo detalhado, isso jamais. Somos auto-confiantes, sabemos que nossos estratagemas são infalíveis e já estão arraigados na cultura e no íntimo dessa gente toda que nos mantém onde estamos, mas preocupei-me com o fato de uma(s) pessoa(s) estarem escapando a nossa teia.
Por isso lhe pergunto novamente, qual o seu preço?
O de ver um mundo melhor? Esse preço é muito alto, nem tanto se fosse pelo valor a se pagar, pois verba para garantir uma condição de vida e maneiras de se fazer um povo pensar, até poderíamos garantir, e ainda assim amealharíamos fundos altíssimos aos nossos bolsos.
Mas e a auto-realização, o nosso egoísmo, a nossa volúpia onde conseguiremos longe do poder? Não isso nunca.
Até que o senhor e todos aqueles que pensam, que usam da cultura a fim de se tornarem expoentes em meio a tantos, tentam bravamente (diga-se de passagem), fazem atos públicos, protestam pacificamente, estão nos importunando.
Vou lhe ser sincero, até nos pegaram desprevenidos, nós as autoridades, devido a seu arrojo. Pensávamos que já não havia mais capacidade lógica de antever as nossas artimanhas, mérito seus, mas não estamos dormindo não.
Nosso troco é fazer com que essa realidade se torne banal, que o povo não se importe com o cheiro da carne exposta nas suas vidas, que o sangue que lava as vielas das suas cidades seja tão corriqueiro quanto a chuva que vem a terra pra refrescar um dia quente.
O nosso maior triunfo, que isto tudo já citado seja tão trivial quanto a incapacidade de pensar do povo.
Bata palmas e assista resignado a nossa conquista, quem hoje em dia empunha um livro nas mãos?
Só vejo passivos, seja mais um.
Qual o seu preço?
Ou então forje outras armaduras para nos enfrentar, bravo guerreiro.

9:37 PM  
Blogger Paganini said...

Caro Tico,

Não conheço sua arte, seu trabalho; na verdade, nada sei sobre sua carreira. É provável que já tenha ouvido algumas de suas músicas acidentalmente no rádio ou em programas de televisão, mas não saberia associar a obra ao autor; não sou seu fã, enfim. Entretanto, sua tenacidade a respeito do tema violência me chamou atenção e eu me junto a você e compartilho, com a mesma intensidade, a dor e a indignação por estarmos vivendo nas trevas. Eu tenho idéias a esse respeito. E acredito muito nelas, Tico, especialmente por que deram certo em várias épocas e em várias partes do mundo. A questão é que para implementá-la é necessário alguém com muita energia, alguma notoriedade e um certo poder de persuasão. Sim, é necessário um líder. E, dando-se conta ou não, você já assumiu este papel. Eu perguntaria, entretanto: até onde você está disposto a ir? As passeatas te abriram mais espaço na mídia e hoje muitos homens e mulheres de meia-idade, como eu, sabem que há um jovem insistente por aí mobilizando pessoas, ainda que seja, ao meu ver, para uma forma de protesto que já se provou absolutamente inócua, pelo menos para o antiquíssimo tema violência. Tico, sendo objetivo, eu proponho que você pesquise e estude bastante uma forma de protesto que julgo mais eficaz que as passeatas e que talvez você já a conheça, dada a sua inteligência e engajamento: a desobediência civil. O nome - e a prática - foi cunhada por Henry Thoreau no século 19 e, muitos anos depois, adotada por Luther King e Ghandi. Considere, com bastante serenidade, um programa coordenado de ações de desobediência civil - você mesmo pode imaginar muitas ações (a minha preferida é não pagar impostos por algum tempo. Pense seriamente nos desdobramentos que poucos meses de uma ação desta natureza, pacífica, traria e que pressão fantástica e genuína sobre as autoridades o povo estaria exercendo). Não se precipite com a resposta em aceitar a liderança de algo assim, creio que inédito neste país. Por favor, estude com afinco o assunto e consulte advogados para se proteger. O que eu garanto é: se você queria baruho e ser ouvido de verdade, acabou de descobrir uma fonte infindável. Eu acredito que é uma chance real de alguém puro e verdadeiramente motivado, sem os vícios e interesses de um político típico, tentar resgatar o amor-próprio de um povo tão entregue.

Um abraço.

7:19 PM  
Blogger Carla said...

E aí, Tico, td blz?
Volto a repetir o q uma outra pessoa já escreveu: O QUE ACONTECEU CONOSCO?? sERÁ QUE FOMOS NÓS QUEM DEIXAMOS CHEGAR A ESSE PONTO??
Não moro no Rio de Janeiro, minha cidade é pequena, mas aqui tmb há violência. Tenho duas filhas pequenas e temo pelo futuro delas.
Não me sinto tranquila nem quuando elas saem para ir para a escola!
Até quando as autoridades vão deixar, no caso do Rio, que os traficantes tomem conta de tudo? Agora, estão matando policiais!!
Meu Deus! Quem deveria nos proteger tem de se esconder para, no mínimo, chegar devolta em casa vivo.
Que Deus nos ajude!
Forza Sempre!
Paz!
Um abraço.
Carla.

11:00 AM  
Blogger Gabriel said...

Tico Santa-Cruz,

o q vou fazer aqui é um pedido de um fã, de um admirador de música de qualidade e de um grande admirador da banda Detonautas. Estou sabendo q vcs vão fazer um show na Lona de Realengo, eu tenho uma banda e seria a realização de um sonho abrir o show de vcs, isso é algo que estou fazendo de coração e por acreditar nesse sonho eu te peço isso, desde já agradecido,

Gabriel

esse é o som da minha banda http://tramavirtual.uol.com.br/artista.jsp?id=43935

5:45 PM  

Postar um comentário

<< Home