terça-feira, dezembro 12, 2006

Nada na cabeça !

A decepção tem o gosto mais amargo dos sabores da vida.

64 Comments:

Blogger Jana said...

Imagina...

Tens tudo aí dentro...

Mas não tenha pressa, a fonte nunca secará!

Queres um cheiro de alecrim?
Então feche os olhos outra vez, e sinta com o olfato do pensamento...

*rs*

Abraços

8:47 AM  
Blogger Fabiana - rj said...

Aaaaah!!! Eu sabia q vc tava esperando só o meu comentario, e que não ia resistir ao pedido de uma fã dedicada e antiga... ahuhauuahauhah

Pronto... já parei com a brincadeirinha boba! ;p


Melhor dar sinal de vida, mesmo não tendo nada na cabeça, que ficar sumido! ;p
Não ter nada na cabeça às vezes é bom...


Bjooooooooooooos pra vc!

9:49 AM  
Anonymous Anônimo said...

Então vou comentar sobre ontem:

DEMAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAIS!!!!!!!!!!!!!!!!!

Sem adjetivos suficientemente bons pra descrever como foi aquela noite de segunda pra terça com o detonautas poema clube....

te admiro cada vez mais e cada vez mais compartilho com seus objetivos!!!

beijos!!!!!!!!
parabéns!!!!!!!!!!!
seguimos na mesma energia!

9:54 AM  
Blogger clave.de.sol said...

reparei mesmo que não há nada em tua abeça nos últimos tempos... sempre venho aqui e nada publicado!

em compensação a minha... está a mil!

Beijos de alguém com mta dor no corpo por estar TORRADA! ngm merece!

*rs*

11:41 AM  
Blogger Isa Ouro Preto said...

Escreverei portanto sobre o nada, o vaziu que abstrai a alma, e aquele vácuo absurdo, quando parece que afundamos num buraco negro, e´ tão, tão... obscuro o eco que soa para dizer que o vaziu casticante que nos atormenta sem nem partículas nem átomos sucumbe em um abismo fora da imaginação... Nada, palavra além do tempo, que ultrapassa as barreiras do pensar, nem ao menos o medo nos reconforta pois não há mais ...nada. Nunca A Distância Assuntou... Tanto, mas Tudo Aproxima... Nada Transcente... Óbito

1:21 PM  
Blogger Danielle said...

NEM EU..
risos...
DANNY

1:30 PM  
Blogger Clara Rocker said...

As vezes isso é profundamente necessário...
Curta o seu "nada na cabeça" !
Bjus

Saudades...

1:52 PM  
Blogger Raquel said...

Ola...bom vc não tem nada p dizer mais,eu tenho hehe.
É o seguinte,é engraçado como os fãs do DRC são realmente "roque clube" hehe,porque sempre qndo é para ajudar vcs em algo,como votação,ligações para rádios etc.
O pessoal já trata de mandar email,mensagem no orkut uns para os outros e reunirmos e um só objetivo,deixar os Detonautas na frente.
E sempre,sempre tem alguém q te mostra fotos de shows,fala do livro,qndo sera o proximo show,vc só precisa liga o computer entra nos seus email e ter a informação q vc quiser sobre os DRC.Não estou reclamando mais pelo contrário,estou mostrando q é só vcs pedirem q mechemos nossos "teclados" hehehe...Esses dias uma menina me add no MSN e eu nem conhecia ela.E perguntei "porque vc me add?" e ela disse: e que eu vi no orkut q vc é fã dos DRC,e te add para uns aos outros nós mander imformado sobre eles.
Isso é bom,mais mto loco porque cada um é de um canto do Brasil. Literalmente um "clube"!!
Há o nosso objetivo é esse agora:

http://www.universodorock.com/enquete2/index3.asp

Escolher a melhor banda de rock nacional de 2006.
Não tenho a minima idéia quem começou, so seu q recebi esta informação de votar.
É isso Tico, é tudo em alta globalização hehehe
Bjuxx se cuida

2:15 PM  
Blogger 100 %detonautas... said...

ahauhauaha...
quandu eu era criança eu ficava apostandu com a baba quem conseguia ficar sem nada na cabeça...quem conseguia deixar de pensar...imaginar...taralalala...

azhsuahsuah...sem graça neh?!mas eh interessante esvaziar a cabeça...eu nunk consegui..de 5 em 5 seg eu tô pensandu mil e umas besteiras diferentes...=PPPP
Sou uma maquina ambulante...


owowowowowow saudades de vcssssss!!
queru ver vcs logo..logo...nhaiiiiiiiiiiii Deus os abençoe ticoooooooo!!

ddzinha(são luis-maranhão)


xeilins nu core....

6:03 PM  
Blogger Carol said...

Todo mundo tem dias de nada na cabeça!

:}

6:27 PM  
Blogger Mariana Pacheco_DRC said...

olá...
como vai???
ou nao vai???
nada... nao sei o q chama de nada..
talvez nada seja tudo...ou tudo seja nada..
ou sei lá!!!
...
boa semana pra ti!
beijoss

6:53 PM  
Blogger PaZ & LuZ said...

Coincidência!!!

Amo vc cara...
SUCESSO!

PaZ e LuZ*

8:33 PM  
Blogger Eu sou... eu! E vc quem é? said...

Oi...
Nada é nada.
Tudo é nada.
Nada é tudo!

Ao contrário de vc ando com muitas coisas na cabeça, até demais...

Sumi outra vez e tô voltando^^
Beijão insone!

LOVE (sempre!!!)
TRINITY

10:30 PM  
Blogger Matreya said...

EU ATÉ TENHO ALGUMAS COISAS NA CABEÇA...
MAS PREFIRO NÃO FALAR...
MATREYA

12:20 AM  
Blogger Reticências said...

Dois achados...

Trilhos da vida
Páginas viradas
determinam
o tudo e o nada.

Encontrei essa poesia na coluna do Gilberto Dimenstein na Folha de São Paulo, “A vida por uma poesia”. Ela foi escrita pela advogada Leide Consuelo Moreira.

(...)“Especializada em marketing de projetos culturais, Leide tinha como um de seus prazeres fazer longas caminhadas pela cidade de São Paulo, de preferência passando pelo parque Ibirapuera, próximo à sua casa. Escrevia poesias sem maiores pretensões. No ano de 2004, apareceram os primeiros sinais de que algo estava errado. Seus passeios a pé tornaram-se cansativos e, aos poucos, o corpo perdia movimentos como se ela estivesse vivendo em câmara lenta. Soube então que sofria de esclerose lateral amiotrófica - uma doença degenerativa incurável que paralisa o corpo, exceto a função ocular. Neste momento, a poesia deixou de ser uma brincadeira e virou uma forma de se manter conectado à vida.

Com a ajuda de parentes, Leide desenvolveu a habilidade de piscar para partes de uma tabela com letras, números e uma série de palavras, formando as frases -elaborar uma frase pode demorar muitas horas. Além de se tornarem mais curtas, quase telegráficas, do que as dos tempos sem doença, as poesias de Leide mudaram o tom e passaram a refletir a solidão.

Quando trabalhava, Leide viabilizava projetos culturais de seus clientes -e, agora, quer viabilizar o seu projeto cultural. Publicar um livro com suas poesias, intitulado "Letras da Minha Emoção".

Seus parentes fizeram um livro caseiro e o distribuem de mão em mão até que, quem sabe, algum editor se sensibilize -se o projeto não sair do papel, ela sabe que será mais uma de suas adversidades com as quais terá de lidar. (...)

* * *

O outro achado (já antigo) é no site Overmundo. Lá você encontra espaço livre para publicar e apresentar o seu mundo. Histórias incríveis aparecem todos os dias. Há também músicas da galera que está começando, fotos ... Não deixem de ir lá. O endereço é http://www.overmundo.com.br/.

Só por sugestão, ouçam a música Cabeça Dupla do grupo “O Incrível Mundo do Nada”.
http://www.overmundo.com.br/banco/o-incrivel-mundo-do-nada-cabeca-dupla

Depois das sugestões, conseguiu encher a cabeça por um momento?

Luz

3:07 AM  
Blogger Carla Aguiar said...

Se fosse eu dizendo isso, tudo bem. Já faz parte da rotina mesmo... *rs
Agora, você? Me recuso a acreditar... O que houve?
Se cuida, querido!
Saudade gigante!
Beijo bem grandão!!! ;)

3:34 AM  
Blogger Lê said...

Bem vindo ao clube...

4:01 AM  
Blogger Marcela said...

Engraçado como as pessoas passam por momentos diferentes. Já eu ando com a cabeça a mil e ao mesmo tempo vazia. Será isso possível?
Ando meio louca, meio aérea, meio perdida. Tenho vontade de conversar, mas não sei bem com quem. Muito trabalho, muito estudo e ao mesmo tempo não ando fazendo nada. Parece que vivo num marasmo louco e não consigo me lembrar o que fiz durante o dia. Os dias passam e nada muda. Sei que faço mil coisas ao mesmo tempo, mas tenho a sensação de que não tenho feito nada de bom. Pensamentos se confundem na minha cabeça... Tenho uma vida legal, pessoas que me amam e ao mesmo tempo sinto falta de algo. Não sei bem do que... Sabe aquele vazio que bate de repente? Pois é, vivo nesse vazio ultimamente.
Queria poder me abrir, de preferência com alguém que não fosse me julgar, nem me achar louca. Alguém que não fosse me dizer: “Mas você tem tudo, o que te falta?”, nem eu sei a resposta para essa pergunta.
Mas enfim, queria apenas desabafar...
O natal está chegando e um novo ano se aproxima, tomara que com ele meus pensamentos oprimidos e aflições acabem...
Tico, não me ache louca, escrevi isso no meu blog hoje e queria dividir com alguém como estou me sentindo...

5:47 AM  
Blogger Caroline said...

sem nada no meu comentario...

6:39 AM  
Blogger Fabiana - rj said...

Eu adoooooooooro esses textos q vc vai completando aos poucos! \o/

O espaço existe?


Bjos.

8:55 AM  
Blogger Insano said...

Oiiiiiiii meu amor.Só te digo para aproveitar bem as estrelas,pos,não existe nada mais lindo a não ser o brillho delas nessas suas noites tristes!!!!um beijo.

8:58 AM  
Blogger *Carol Carolina* said...

Quero como quem não quer nada!

Tô com a mente cheia de tudo!


REPARE que até o seu "nada" já significa alguma coisa...

sinta-se a vontade, aqui é seu espaço....
deixe que o público "dome" as expectativas.

beijo sabor milkshake do américa
hummmmmm morra de inveja *rs*

9:12 AM  
Blogger *Carol Carolina* said...

O nada seria o espaço entre as estrelas????

é isso????

Vejamos:

A astronomia usa a palavra espaço para se referir à porção vazia do universo (espaço sideral) onde existe apenas o vácuo, além das atmosferas dos planetas. (Usa-se o termo "espaço externo" ou "espaço sideral" para distinguir-se do espaço com ar e o espaço na Terra).

Espaço Interestelar. As porções de quasi-vácuo existentes entre as estrelas. Diz-se sobretudo com relação aos espaços entre as estrelas da nossa própria galáxia, a Via Láctea.
Fonte: indispensável google, wikipédia!

coisa de quem não tem nada p/ fazer sabe?!

bjoooo

9:20 AM  
Blogger tico said...

Só se a estrela for vc.
TE AMOOOO....AMO DETONAUTAS!

9:27 AM  
Blogger Rosa Acordada said...

[b][i]Ter tem né...sónão tá afim de falr!Epra não ficar muito tempo off deixa um textinho assim pra dar sinal de vida.. bjus té mais!

4:25 PM  
Blogger Renato Junqueira said...

Fala Tico, blz? Bom, sobre o espaço, vc me fez pensar numa coisa...a única coisa tão infinita quanto o espaço é a nossa mente...que bom que pelo menos em nossa mente não há limites,serve pra se distanciar um pouco das questões terrenas quando necessário...nossa Tico,cadê os textos políticos,os de amor, ou mesmo de tristeza, tá meio desanimado com o blog ou sem tempo mesmo, nossa faz tempo que não consigo postar algo descente no meu, todo mundo elogia os textos, poemas e tal, mas de que adianta se não houver uma realização própria, não tenho gostado do que escrevo, mas deixa rolar, espero voltar ao normal logo...até a próxima cara, abração!!!

Renato,RJ.

4:52 PM  
Blogger Estrela D'agua said...

Num suspiro foste
Num suspiro,
Largaste a mão e foste.
Tu que és dono das ondas
Que me atormentam,
E contra as quais insisto em nadar.
Tu que és chefe deste barco sem destino
Onde embarco dia após dia
Sem duvidar…
Tu que és o meu sol,
O meu sonho,
Meu amor…
Te despediste num suspiro
E foste.

Suspiro curto,
Rápido, inaudível
Com sabor a saudade e a sal.
Adeus sem mais nada,
Até sempre.
O passado passou,
Num suspiro.

Não houve vento,
Tão pouco chuva,
Não existiu nada…
Só os teus cabelos mais longe,
Só o sabor dos teus lábios
Em recordação,
Apenas os teus olhos
Nos meus…
Pura ilusão.

Dono do meu destino,
Encenas o meu luar,
E declamas o meu corpo.
Dono do meu sonho,
Preparas o meu leito,
Com chuvas de sorrisos e de carinho
E rios de suor e de amor.
Dono de mim,
Foste-te num suspiro,
Num momento,
Num retiro…

Digo-te adeus e um suspiro.


***

6:57 PM  
Blogger Mariana Pacheco_DRC said...

EH...

QUEM SABE.. NAS ESTRELAS!?!?

COM VOCE.. VOU AONDE FOR.. SINTO DO AR.. SINTO NAS ESTRELAS... VOU ALEM.. VOU ALEM DO CEU.. E POSSO ME PERDER E AONDE VC FOR, EU VOU ESTAR COM VOCE! ATÉ NAS ESTRELAS

TE AMO!

BESSOSS

MARIANA

7:20 PM  
Blogger *cL@üD!NhA* said...

Saudações!!!

Pois é, pessoalemente também não tenho nada à acrescentar; nem de opinião e nem conhecimentos astrônomos que levem á resposta deste... **Risos**
Deixo a seguir uma mensagem interessante do que buscamos pelo mundo todo e parece que se encontra muito longe, até mesmo no espaço (espaço em que ocupamos...?):

{*Felicidade*}

Aqui
Nesta celestial vacuidade
Onde tudo é provisório
Nasce acabado e corroído
Cada qual à sua maneira
Contorce-se e se reinventa
E morre sem ter vivido
Grande ou pequena
Cada qual abraça sua quimera
Nessa dança ridícula da vida
Onde se chora para então sangrar todos os dias
Quando a infância se despede
Deixando as lembranças
Levando uma amplitude de ser
Delas retiramos descrições
As mais belas invenções
Nutrindo toda beleza
Profusão de ideais
O dobro de tudo
Pintado em todas cores
Num quadro num quarto da memória
dos plágios
Ao meu lado, vida real
Algumas variedades
De perspectivas delirantes
Três sentidos da vida:
Tomar banho, beber café ou dormir
Enfado...
O problema não é a cura
– dizem –
Nem é a doença
O problema escapa pelas mãos:
As coisas pequenas demais
Onde dizem estar a felicidade
– serão aleijados voluntários
ou incapazes do que é grande? –
Seria isto, então, o problema:
Nascemos sem os óculos – da alma?
Nascemos sem os nervos – dos heróis?
Quem cresceu para aprender
A ver com o coração
Quem esqueceu para voltar
A ver com os olhos
Conhece as minas da fascinação
Os espelhos que ofuscam a razão
Os espelhos que refletem a ilusão
O espaço vazio entre tudo – o vão
A repulsão entre tudo – a contradição
Será que ela se abraça
Ou ignora a explicação?
Que culpa teria o erro?
Prometeu alguma verdade?
Que prometeu um sentido?
Que trocaria a escolha
Pelo sorriso plastificado
Da felicidade obrigatória?
– se é que vale a pena –
Vai e mira qualquer coisa
Além dela mesma
Pois como é triste viver
Em meio à matemática
Sem nenhum enigma[sem resposta
Sem nenhuma paisagem
Lançando véus e enigmas
A cobrir este lamaçal de vida
Toda solução indica o nada
– o fim prematuro da jornada –
Que dá numa encruzilhada
Onde há um milhar de duas placas:
Seja bem-vindo! Boa viagem!
(aqui é o começo)
(aqui é a chegada)
Somente resta a disposição
[indisposta
Em explicar o porquê de uma rota
O porquê de um passo, do movimento
[dessa música
De somente uma nota
Digo isso porque, nesta cadeia
Encontrei a minha resposta
(de longe, era tão bela...)
Não era igual a todas:
(um meio) – Era o derradeiro
Âmago do absurdo
O cerne a contradição
As vísceras dos átomos
Entoando uma melodia pródiga
Tão amarga, verdadeira
Que me fiz prisioneiro
(seria um eremita
se houvesse um caminho
pelo qual regressar)
Forjei minhas correntes
E espero: um há de ceder
De se decompor primeiro
Em meus sonhos
O detector de metais acusa:
Uma arma apontada à cabeça
(como invejo esta máquina...)
Este é o único sonho
Em que sei ser feliz:
Sentindo a liberdade
Rasgar as couraças do peito
As mãos, os pés – obedecem!
As cores sonhadas, renascem
De uma memória abandonada
Por um segundo, um vislumbre:
Tenho todas as escolhas
Mas por que nenhuma?
Sonhos são para um só dia
Nunca chega a hora
Mudo, nada muda
Volto, nada muda
Avanço, nada muda
Desisto, e me empurram
Mas não aprendi a dançar
Não aprendi a caminhar
Não aprendi as certezas
Dos passos firmes
(sabe lá para onde)
(sabe lá para quê)
Cada movimento
Em tudo que tem valor
Só me gera a sensação
De que nunca saí do lugar
De que me comportei
Devidamente: como um aleijado
Nunca chega, hora nenhuma!
Não que, no fundo, seja diferente
Não que, no íntimo, seja especial
Como exemplar dos qualquer-um
Sou também uma pequena merda
E será minha felicidade evaporar
[todo o esgoto das veias
Tudo aquilo que se ensina a calar
Vazio
Procuraria pelas palavras
De uma despedida tão altiva
Que a arrogância das máquinas[se curvaria
E me daria boas-vindas
E me abraçaria o rosto[decomposto
E o germe estéril
Que criou o homem
E uma realidade insólita[nele
E uma inquietude estúpida[em nós
De não querer não desejar[não sofrer
Permanentemente
Suicida potencial
Sufocando a cada respiro[frustrado
Somente na morte
– entrementes –
Entre mentiras e entorpecentes
(mas não é preciso escolher o fim
podemos optar pelo medo cansado
baixar a cabeça, suspirar, esperar:
– acorrentados ou caminhando –
no fim, não temos escolha
sonhamos no mesmo lugar...)
Seja bem-vindo!
(aqui é o começo)
Abrace sua quimera!
Boa viagem!
(aqui é a chegada)
Hora nenhuma!

{*André Díspore Cancian*}"

.
.
.

"...vivemos suspensos, perdidos no espaço..." (Legião Urbana)

Seja ele qual for, aproneite seu espaço, e faça suas próprias estrelas...

Fique bem.

Cordiais cumprimentos.. t+.

7:41 PM  
Blogger Danielle said...

PODE SER...
JÁ QUE O ESPAÇO É INFINITO
ASSIM COMO A MENTE...
BEIJO
LUZ
AMOR
DANNY....

8:13 PM  
Blogger Carla Aguiar said...

Eu devia ter imaginado que você iria completar...
Sobre o espaço, pode ser. As possibilidades são infinitas.
Depois de séculos, assisti "Quem somos nós?".
Impossível não lembrar de você! ;)
Beijocas!!!

2:19 AM  
Blogger Matreya said...

Nada na cabeça
Quando o mar lambe tuas pernas, me afogo em inveja.
Não sou nada além de imaginação.
Tranco-me em suplício por respostas que não existem.
Não curvo de angústia.
O ESPAÇO,
SERIA O ESPAÇO ENTRE AS ESTRELAS ?

O ESPAÇO DA MESMA INFINITUDE QUE TE ALCANÇA
NO MAR QUE TE BEIJA
NA AREIA QUE TE TOCA
NO CÉU QUE ASSOPRA
EM TEU ROSTO
A POEIRA DAS ESTRELAS
O VENTO GOSTOSO
QUE ME LEVA A SONHAR..
E VIAJAR
POR ENTRE TI

MATREYA

3:39 AM  
Blogger Sil said...

Ser apenas imaginação é ser tudo...
Muito mais do que uma mente vazia!!!

E ñ vou ficar babando ovo de seu projeto!!!
Adorei a idéia do Detonautas Poema Clube... Mas, como tudo na vida, pode melhorar!
Aceita conselhos???

Ah! E aí garotão, gostou daquela proposta??? hahahahahahaha

Beijão

10:41 AM  
Blogger rose=maluquynha said...

espertinho né
deixou só o comecinho só pra ver o que o povão aki ia achar né
depois completou
será que gostou do que o povão pensou antes do complemento???
vai saber...
O ESPAÇO,SERIA O ESPAÇO ENTRE AS ESTRELAS ?
será?
me pegou
hauhauha
fuiiiiii
sempre estarei aqui
mesmo como hoje
pra ñ ajudar em nada
bjs

11:14 AM  
Blogger clave.de.sol said...

Não há quem possa me guiar
Com meus instintos vivo bem
Do egoísmo tiro meu melhor prazer
Se ando em linha reta
Curva é para me perder
Do egoísmo tiro meu pior prazer

Lembra que eu disse que tava torrada? Fiquei com insolação!
tsc tsc ¬¬
mas já tô boa!
o que te importa né? rs


Beijos, fica com Deus

2:54 PM  
Blogger Cristal said...

Tu dizes que não és nada além de imaginação, mas será que não sabes mesmo que podes ser???

5:43 PM  
Blogger Mariana Pacheco_DRC said...

OIE...

POR ENQUANTO TUDO BEM...

MANTENHA-SE TRANQUILO E CONFIANTE.

TE AMO!

6:28 PM  
Blogger Eu sou... eu! E vc quem é? said...

Inveja...
Ilusão...
Angústia...
Todos são VENENOS mentais e acho que vc sabe disso!
Só não deixa a imaginação se transformar puramente em ilusão, tá?!
Muita 'prana' pra ti!!

LOVE
TRINITY

(gostei da estratégia de aumentar o mesmo texto, traz curiosidade rs)

6:35 PM  
Blogger Danielle said...

TODOS OS CAMINHOS LEVAM
AO FINAL DAS PÁGINAS DA REVISTA
OU AO PRÓLOGO DE UM LIVRO
VOCÊ ESCOLHE...

BEIJO
DANNY

8:52 PM  
Blogger *cL@üD!NhA* said...

Repetidas saudações!!

Realmente, só na Psicodeliamor&sexo né..?** Rsos**
Veja o que publiquei em meu blog hoje (especialmente em homenagem á ao projeto):

"Pedra Poesia

É a bruta matéria-prima que naturalemtne se transforma

É arte, é cor, é a flor,é estar em Marte, é não sentir dor

É a pura solidificação do solo que se pisa

É a dança, é música, é não ser criança, e nunca perder a esperança

É a constante indiferença da força que nunca cessa

É voz, é grito, é espanto, sussuro, suspiro

É a frieza de um sentir que nunca mantêm sua chama acesa

É a tela vazia, o filme sem roteiro, o desabafo da vida, a despedida de solteiro

É a imobilidade da idéia que sua cabeça busca e seu coração não aceita

É tristeza, é alegria, é a chama apagada de uma vela, é a alteza de cada dia

É a espera sem expressão que só assim você consegue ver

É a lama na calçada, é o pé descalço, é a crítica, a filosofia, é aquela forte nostalgia

É igualdade da existência que somente idêntica você faz acontecer

É a paixão que enlouquece, o terremoto que estremece, o tempo que envelhece, o adulto que nunca cresce

É o que está no chão, e que seu orgulho procura nos céus

É o punhal em seu coração
É sua imaginária libertação
É seu vício mal-dito
É seu desencargo de mal-utensílio

É a morbidez fria que lapida seu dia-a-dia

É o que mantêm a firmeza de suas pernas

no sustento de seu equilíbrio
no valor de seu sorriso
no pilar de sua posição
na sua não-aceitação

É a inspiração idêntica que fortifica a base e a história que destrói a fase

É o retrato e a forma aue se torna palpável da mais simples e complexa vida

O pão de cada dia e o chão sem cor
Desequilíbrio perfeito da nossa
imensurável e bela;
fria e eterna;
aquecida pelo fim;
eterna em seu confim:

pedra poesia.












.
.
.


____________PONTE LITERÁRIA_____________

Belíssimas e excêntricas poesias:

Obra: Flores do Mal
Autor: Charles Budelaire


*********ANEXO MUSICAL********


Música: Dia Comum
Banda: Detonautas Roque Clube
Álbum: Psicodeliamorsexo&distorção
Faixa: (06) "

O interessante é que nem precisei fazer muito esforço... Suas pelavras soam de forma tão envolventes que a luz ilumina e transpassa rapidamente meu estado de espírito... fantástico isso.

P.S.: Um dia lhe darei a verdadeira Pedra Poesia. ;)

Fique bem.

Cordiais cumprimentos... t+.

9:37 PM  
Blogger Matreya said...

TRÊS ? DUAS ? UMA ?
UMA EDIÇÃO EXTRA
NA EFEMIRIDADE
DE QUALQUER BANCA DE JORNAL
DE REVISTA
REVISTANDO E REMEXENDO
A VIDA DE TUDO E DE TODOS
DIANTE DOS OLHOS ÁVIDOS E CANSADOS
DE UM ESPECTADOR QUALQUER

BOM DIA...
EU...MATREYA

3:42 AM  
Blogger Cristal said...

Tens toda razão.
E não estou sendo irônica e nem brincando.
Brincar com o coração pode doer muito.
Eu poderia até sugerir que todas as pessoas que estão amando alguém em que as circunstâncias e condições indicam que esse relacionamento dificilmente poderá dar certo ou poderá durar + que 3 edições, que tenha uma conversa séria com o seu coração e ordene a ele que a partir daquele momento passe a sentir tudo aquilo por outra pessoa, alguém em que a situação transmita a impressão de que dará certo, de preferência alguém que já te ame e que esteja, ali, bem do teu lado,
mas sei que será inútil tal sugestão, porque, qual é o coração que obedece o que a razão lhe sugere??? E, provavelmente, ele (o coração), vai travar uma batalha com a mente, defendendo a idéia de que não sabemos de nada, e que muitas vezes somos surpreendidos por reações e atitudes nossas e das outras pessoas, mas a mente também terá os seus argumentos, tentará nos convencer de que poderemos nos arrepender, utilizará, inclusive a nossa consciência, lembrando valores, responsabilidades, respeito e uma porção de outras coisas, que também são muito importantes.
E aí, resta saber quem é que vencerá esta batalha.

PS.: Muito bom o texto que escrevestes lá no site www.laboratoriopop.com.br.
Mais tarde vou ler novamente pra
depois comentar.
Beijos!!!

8:13 AM  
Blogger Mariana Pacheco_DRC said...

nao mesmo!
nosso romance pode até começar em uma revista de fofocas... mas como nossos sentimentos são infinitos vao virar uma enciclopedia maravilhosa contando nossas aventuras alucinantes dentro de nós mesmos e ao mesmo tempo profundamente será "nós"..

te amo!
me ame!

6:13 PM  
Blogger Daia Santo Forte® said...

=D te amo!

estou com saudades de vc*

Bjos!

8:27 PM  
Blogger Fabiana - rj said...

To comentando aqui, pq a caixinha de comentários do site não tá abrindo, só pra variar! *rs

Eu realmente não tive DÚVIDA nenhuma ao votar em você como nome do ano!!! *rsrsrs
Juca Müller q me desculpe, mas o prêmio é TOTALMENTE seu! =D

E acho q por ser pelo orkut, não vai dar pra votar mais de uma vez! ;/
Vou dar uma olhada melhor. Se puder, votarei mais! Lóóógico! ;)


Beijão pra vc, nome do ano!
Amo-te muito³!


ps: To indo pra minha colação de grau... finalmente vou poder frequentar os Circuitos quando eu quiser, sem preocupação de aula no dia seguinte!!! =D
Nunca mais ir ao colégio!!! Ô belezaa!!!
*Feliiiz!* ;)

10:00 AM  
Blogger Lua Lá!! said...

Oi, querido!! estou sempre aqui, apesar do sumiço presencial.



tive um sonho ruim contigo, espero que vc esteja bem!!! =)

saudades de tudo. bjão!!

6:43 PM  
Blogger _KaRi_ said...

não sei se um amor com data pra acabar seria uma boa idéia.
mas talvez ajude pra ninguem sair machucado, né?

um beijão pra tu

Kari Mendonça

8:03 PM  
Blogger Wolf_Angel said...

*_*
marcado pra acabar nas próximas três edições, feito pra ser capa de uma tragédia pública, programado pra mudar de idéia no meio do caminho, dissumulado pra ser corajoso de arrebentar corações, dilacera, acelera, o revisor tem que aprovar, vai depressa, que a revista tem q publicar, vender, controlar.

tudo de bom, cada vez que leio me impressiono, parabéns.

4:45 AM  
Blogger Mariana Pacheco_DRC said...

Oi!!

Entao...Vai demorar??
Estou esperando...Cada segundo...
Cada suspiro alucinante...Me deixa mais a vontade...

Me espera!
Ja estou chegando!

Beijoss

Mariana

11:10 AM  
Blogger carlinha kriok said...

Me olho trinta mil vezes no espelho?
isso tá quebrando!

acho que se enganou, com alguma coisa q fez e não correspondia ao seu modo de ser.
está confuso, cometendo erros com relação a você, arrependido???
se enganou com você mesmo?

"TUDO É TRANSITÓRIO, TUDO É ILUSÓRIO"!!!
cuidados?

11:54 AM  
Blogger fansdonetto said...

Oie

Dúvida....
não sei se comento a minha visão do texto ou se digo (pela 10000000000000ª vez) que sou fã de seus textos. Que adoro completamente o jeito que eles mexem comigo, de uma maneira boa! Me fazem pensar, me fazem agir. É muito bom!

Mas então penso: "já disse isso tantas vezes, vou acabar enchendo o saco dele de tanto repetir a mesma coisa".
Só que sabe o que eu descobri? Que eu posso até estar enchendo o seu saco falando isso (desculpa se estou!), mas eu tenho que falar porque, embora as palavras que eu digo sejam parecidas, ou ate iguais, seus textos não são! E muito menos a forma como eles mexem comigo então...

Continuo a te atormentar!!!
uahuahauhauha

Beeeijos ;*
Amoo pra sempre!
Saudades que apertam cada dia mais! :(

1:25 PM  
Blogger *cL@üD!NhA* said...

Saudações!

'"(...) Mas libertação veio e ***** tremeu ao seu impulso...por que branda e doce como um amanhecer num bosque, nasceu a inspiração... Então ela inventou o que deveria dizer. Os olhos fechados, entregue, disse baixinho palavras nascidas naquele instante, nunca antes ouvidas por alguém, ainda eram tenras da criação - brotos novos e fragéis. Eram menos que palavras, apenas palavras soltas, sem sentido, mornas, que fluíam e se entrecruzavam, fecundavam-se, renasciam num só ser para desmembrarem-se em seguida, respirando, respirando... (...)"
(Perto do Coração Selvagem - Clarice Lispector)





Me desloque sem seus movimentos
Me mostre o quanto ese receptáculo de matéria vazio,
frágil, entupido, morto, morto que é o corpo pode ser
sensível, paradoxal, indescritível, estimulante...

Traga a alma à viagem de libertação
Dê asas a imaginação
Sinta a alucinação

Fodam-se os conceitos
Foda-se a razão

Nem que seja por esse instante
Quero viver em minha ilusão
quero minha mão repleta de sentimentos
quero o controle da situação
Que não existe e
voar ao ar que brota numa sensação triste, deseperadora,

quero um refúgio de encontro
quero quero o perigo do precipício
quero o desgaste da erosão
quero o desejo preso
quero a evasão
quero a loucura
quero a falta
quero o querer
quero

Tudo o que me passa que nada é o que se faça
Não é isto aqui, é uma farsa,
é a tua culpa, é desgraça

Posso ser alucinada, mas realizada
nem que seja por esse instante
Na plenitude vazia da consagração distante
nem que seja por esse instante

depois retorno à angústia que a existência mundana me reserva em sua farda; realidade.


"(...) Se eu me visse na terra lá das estrelas, ficaria só de mim (...)"
(Perto do Coração Selvagem - Clarice Lispector)



***Insignificance - Pearl Jam***"

Tenha uma boa semana...

Cordiais cumprimentos, t+.

4:14 PM  
Blogger Danielle said...

DESCONSTRUÇÃO
SONHOS DISFORMENTE
EM EDIÇÃO
EM QUE CADA PARTE DO SEU CÉREBRO
INSISTE EM DIZER NÃO
EM RECUAR
PASSO ANTE PASSO
PARA O QUE FICOU PARA TRÁS
PARA O TEU CANTO
TEU DESENCANTO
TEU REFÚGIO
TEU QUARTO ?
TEU BANHEIRO ?
TEU RECREIO
DO DIA A DIA
E TU CRIANÇA
NA TUA CASA VAZIA
PROCURA
POR ENTRE AS CORTINAS
AQUELA LUZ
QUE UMA VEZ
JÁ TE MOSTRASTE A SAÍDA....

COM AMOR
DANNY

6:20 PM  
Anonymous Anônimo said...

O que é que a gente busca na vida, Tico?
O que você busca?
Seja o que for, tá mesmo fora de você? Ou longe de você?

O que você quer encontrar?
O que quer ver?
O que você quer?

Parece que você sempre se decepciona com tudo...é assim mesmo?
Se for, tem que ser?

às vezes a gente se acostuma a carregar uma melancolia/tristeza na gente e não deixa nada exterminá-las completamente..

porque a tristeza é poética..é bonita..e estamos acostumados a cultuá-la.

digo isso porque eu ajo assim muitas vezes. e você?

gostaria de conversar sobre isso pessoalmente com você.

aliás, gostaria de conversar muita coisa pessoalmente com você.
porque em 5 meses a gente nunca conversou de verdade..

beijos

6:22 PM  
Blogger rose=maluquynha said...

tico olha o que eu achei vasculhando a net
te tu tiver triste lê
esse blog aqui antigão da banda 2002
http://www.detonautas.blogspot.com/
(se esse blog ñ for da banda me avisa tá)

lendu os textos da banda me deu aki um ataque de risos
nuss tu antigamente amava falar vai se fuder em??
reelembre um pouco as doideras que vcs postavam lá
cada conversa!!!!sem noção
bjão

8:14 AM  
Blogger Cristal said...

Depois de tanta mistura de sentimentos, acredito que seja o PAPAI NOEL, e se for, ótimo, porque sabe o que ele vai te dizer??? - Não tenha medo meu filho, porque o "teu" presente está bem guardado, ou seja, ninguém vai receber o que por merecimento é teu, e assim é com todos os meus filhos, só que o que as pessoas ainda não perceberam, é que nem sempre eu os entrego no Natal.
Luz e Amor pra todos nós...

9:56 AM  
Blogger Danielle said...

ME PARECE TÃO FAMILIAR
QUE CHEGO QUASE A LEMBRAR
QUASE A CHORAR
POIS ME RECONHEÇO EM CADA SOM
EM CADA TOM
CADA EMOÇÃO
NAQUELA VOZ REFLETIDA
QUE ME TRAZEM
ME ACALMAM
E ME FAZEM
NÃO ESQUECER
A VOZ DO MEU EU MENINO
QUE NÃO IMPORTA O QUE ACONTEÇA
ESTARÁ PARA SEMPRE VIVA
DENTRO DO TEU SER...

BJSS MENINO !
DANNY

6:00 PM  
Blogger Mariana Pacheco_DRC said...

hum...

talvez seja as vozes do seu subconciente avisando q num eh bom fazer isso....

talvez seja normal....

ou impossivel acreditar q exista algo tao forte assim...
tao profundo...

te amo!

Mariana

6:21 PM  
Blogger Nina said...

Oii
puxa, há quanto tempo eu não vinha aqui.. rsrs
Cojntinuo adorando seu blog e apreciando seu jeito de escrever.
Um beijo

6:33 PM  
Blogger *cL@üD!NhA* said...

Saudações...

À você:

" Amigo

-----------------------------------

Amizade é o valor individual dentro da convivência mútua.

-----------------------------------


Não quero que me adores
Nem que me aceites
que me sejas recíproco
ou ainda conveniente
Nem tampouco desejo tuas palavras
ou de teu entendimento

Não quero que me agridas
Nem que me exponhas os defeitos
Nem que repartilhes idéias
ou teus feitos

Não quero planos
nem promessas
Não quero tua exclusividade
Nem que nos tornemos necessidade

Não quero teu nome
Não quero teu apreço
Nem uma hora marcada
Nem teu endereço

Não precisa de tempo
Nem de empatia
nem de flores
ou poesia

Não quero teus conceitos
nem nossas definições
Nem teus dscos
nem teus livros

Não há partilha nem mutualidade
Há um momento a ser vivido
dentro de sua modalidade
Que vai além de teu nome
e de tua função
Veja que no dicionário não há exata explicação

Não quero o por quê
Não quero o pra quê
Não quero a história
Não quero te dizer



Quero apenas que me acolhas;



o resto, é resto.
[De nosso condicionamento, e escolha]


-
-
-

"Caro amigo:

Se estivesse confiante de ti, certo de tua capacidade, certo de harmonizar meu humor com o teu, nunca mais consideraria bobagens relativas a tuas idas e vindas. Sou pouco sábio, meus estados de ânimo são bastante acessíveis e eu respeito o teu gênio; para mim ele permanece desconhecido; entretanto não ouso acreditar que possuis uma perfeita compreensão sobre quem sou, e assim te tornas pra mim um delicioso tormento.
Teu, para sempre, ou nunca."
(Ralph Waldo Emerson) "

E no mais, nada de compatível na cabeça...

Cuide-se.

Cordiais cumprimentos... t+.

7:25 PM  
Blogger M, said...

não respire fundo, então!

10:05 PM  
Blogger Cristal said...

Tinha que te dizer algumas coisas que não "caberiam" neste espaço, por isso te passei um email, e que é muito importante pra mim que tu leias.
Beijos...

8:33 AM  
Blogger Eu sou... eu! E vc quem é? said...

A decepção é o pior sentimento que tive no decorrer dos meus longos 25 anos... (mas vc é forte e saberá sair dessa)

6:37 PM  
Blogger CléliaDRC♥♥♥♪ said...

A DECEPÇÃO TEM O GOSTO MAIS AMARGO DOS SABORES DA VIDA?????????
OH MEU ANJO, AGORA DE TI DISCORDO... A DECPÇÃO PROVEM DA ILUSÃO CORROMPIDA, SE HOUVE ILUSÃO, FOMOS FELIZES, MESMO QUE APENAS NA NOSSA IMAGINAÇÃO, E ISSO JÁ É SUFICIENTE... UM MINUTO DE FELICIDADE VALE MAIS QUE ANOS DE TRISTEZA PROFUNDA...
MIL BEIJOS...

PS: COMENTARIO UMPOUQUINHO ATRASADO, MAS... DEIXA PRA LÁ
TE AMO...

9:07 AM  

Postar um comentário

<< Home