terça-feira, outubro 09, 2007

Há 40 anos.




Gostando ou não gostando, devemos respeitá-lo.


Quando nossos olhos se deparam determinadas notícias, devemos perguntar:


"A quem interessa isso?"





Numa guerra não existem bons e nem maus.
Guerra é Guerra.


Para equilibrar então :




Como são bonzinhos e generosos!
Pra quem não se lembra, a instituição acima foi quem patrocinou o GOLPE de 64 no Brasil.

É tanta bondade!!!!

Tico Sta CRuz

Aqui a DIREITA E A ESQUERDA andam de mãos dadas!!!!

51 Comments:

Blogger Tati Scoleso said...

É tudo uma grande conspiração!
Direita ou esquerda, nesse meio o que importa é o poder e o dinheiro, não existe mais respeito pelo povo, se é que um dia existiu.
Direita e esquerda andam de mãos dadas sim, e tudo liderado por um regime de aparencias.
¬¬
Tati Scoleso

3:30 PM  
Blogger Yáh said...

Che,acho de certa forma engraçada a idolatria que o cerca.

3:43 PM  
Blogger Stefano said...

O que faz de Che Guevara um herói?

No máximo ele ajudou Fidel a destronar uma ditadura e, no seu lugar, edificar outra mais feroz e assassina. As biografias de Che e de Fidel Castro são escritas com sangue. Não evocam a liberdade.

Che morreu há exatos quarenta anos, e o ditador embalsamado agoniza na Ilha-Prisão.

Nunca é demais lembrar que foi o Che quem criou o PRIMEIRO CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DAS AMÉRICAS, onde eram confinados os "inimigos da revolução": HOMOSSEXUAIS, POETAS, ARTISTAS, JORNALISTAS, PADRES.

Ambos são espantalhos sem função para um mundo em que o ímpeto revolucionário perdeu qualquer sentido, POIS NENHUMA, NADA, ZERO, JAMAIS, QUALQUER experiência socialista teve êxito. Todas ruíram. Desafio quem possa afirmar o contrário. E ruíram porque negaram a liberdade. Olhem bem para onde caminha a pobre rica Venezuela.

A natureza – atenção esquerdopatas – É DIVERSIDADE. Não essa apregoada como base para a luta de classes. Mas a diversidade pela qual todos os entes e coisas da natureza diferem um dos outros.

Isto explica, em rápidas palavras, a razão pela qual todas as tentativas de equalização social só tiveram algum êxito na base base da força, isto é, da ditadura.

A negação do individualismo é a proscrição da liberdade. O coletivismo que esses fanáticos pregam servem apenas para formigas e abelhas.

Estados totalitários se contrapõem, portanto, à natureza.

Che é um mártir de uma causa idiota. O seu legado é uma ilha miserável, uma Nação zumbi em decompasso com o progresso e o desenvolvimento. Que paraíso é este onde desde 1959 DOIS MILHÕES de coitados já fugiram?

Che Guevara e Fidel Castro são os dois últimos ícones da barbárie.

4:23 PM  
Blogger LETI said...

Mãos dadas é pouco,
isso é carne e unha
Ou melhor um é o sangue que nutre a carne do outro não deixando as células morrerem... se alternam nos poderes, mas nunca saem de lá.
E o poder... esse já é globalizado HÁ TEMPOS...
Disciplina é liberdade
Compaixão é fortaleza
Ter bondade é ter CORAGEM...

Abraços cheio de energia a todos que passam por aqui...

4:26 PM  
Blogger .Cah. said...

O regime de aparências é notavél!
Tudo anda junto,tudo se mistura.Mas quem tem mais poder,quem tem mais "bondade" sai no lucro.
Sempre...
Estranho!
E quem consegue explicar??rs
Sobre Che: Gosto da historia,gosto do homem que ele foi.

=)

4:35 PM  
Blogger O pensador said...

Significado de esquerda e direita antigamente pela posição no senado saberiamos quem é contra ou a favor do governo hoje uma nova ideologia quem ganha mas é direita menos esquerda...

4:44 PM  
Blogger Clube da Insônia said...

Acho válida sua colocação Stefano.
NO entanto, convenhamos, nenhum regime até hoje atendeu de fato as necessidades do homem. O imperialismo americano é honesto? Justo? Pratica a liberdade? Com suas ameaças bélicas, suas bombas que matam crianças, quantos conflitos são ocultados e patrocinados por nossos irmãos da América do Norte?
O que falar sobre o período da ditadura aqui no país, vários desaparecidos, vários artistas, poetas, músicos, intelectuais, exilados, mortos.
Ditadura nenhuma deve ser digna de exaltação. Mas não tem ninguém bonzinho.

Cuba tem seus problemas como todo país e ainda é refém de uma ditadura, mas não existem analfabetos por lá. A medicina é extremamente desenvolvida e procurada inclusive por americanos.
Muitos fugiram, muitos morreram, muitos ficaram, mas os AMERICANOS, não conseguiram derrubar a pequena ilha. O Boicote ao mercado e aos produtos fizeram com que o país obviamente sofresse as consequências de sua opção pelo lado vermelho. Se isolasse do resto do mundo.
Pra quem conhece história sabe que a ditadura BATISTA não deixa nada a dever para Fidel.
Mas e os massacres escritos com o sangue de inocentes que alimentam a mega potência abençoada, desejada, copiada, instalada, instaurada, por BUSH e seus antecessores trocando vidas por barris de petróleo?
O Mesmo Osama procurado vivo ou morto foi treinado por quem?

Che foi alvo de milhares de ataques por parte de uma revista no penúltimo fim de semana, o que fez com que aqueles que só conhecem um lado da história bradassem suas vozes. Mas as coisas não são bem assim.
Temos que ouvir todos os lados.


Aquilo foi uma guerra. Na guerra as pessoas dão flores aos inimigos?

Continuo na mesma tecla.
Todo mundo de mão dada.

Se eu não acho justo este sistema que ignora o povo e que só estimula o consumismo desenfreado, mas também não sou a favor de ditaduras radicais que inibam a liberdade alheia tentando igualar todos os indivíduos. Devo me considerar o que?

Bakunin ME SALVE!!!

Abs

Tico Sta CRuz

4:55 PM  
Blogger Kari said...

E como eles são bonzinhos, né?
Ajudam tanto...

O problema, é que parece que o amerciano, o país do capitalismo, não gosta de concorrência, e ver alguém lutando para devender o que eles tanto amam parecia inadimissível.

Quanto a "Che", para alguns um mito, para outros uma fotografia capitalista, para muitos um herói, para cinco, apenas um pai.
E não importa o que pensem a seu respeito, "Che" será sempre "Che"!

Um beijão
Kari

PS.: Fiz uma homenagem a ele lá no blog, afinal, o dia não poderia passar em branco, né?

5:19 PM  
Blogger Son Pedro said...

Quanto mais nos estudamos , mais fico discrente do ser humano

6:03 PM  
Blogger Danielle said...

PARAFRASEANDO O IGOR :
" JÁ NÃO SEI QUEM É DE DIREITA, DE ESQUERDA OU DE CENTRO.
TEM GENTE QUE É DE CENTRO QUE CAI PARA A ESQUERDA OLHANDO PARA A DIREITA.
TEM ESQUERDISTA QUE VAI PRO CENTRO PRA CHEGAR NA DIREITA "

DIREITA E ESQUERDA...
E EXISTE ISSO NO BRASIL ?

PARECE UM BALAIO DE GATOS MAS NA VERDADE É UMA GRANDE PANELA...DÃO-NOS A IMPRESSÃO DE QUE MORDEM-SE UNS AOS OUTROS MAS NA VERDADE ESTÃO É APERTANDO AS MÃOS POR DEBAIXO DOS PANOS E ...ULTIMAMENTE...NEM TÃO DEBAIXO ASSIM...

BJS

DANNY

6:22 PM  
Blogger Stefano said...

Caro Tico

Infelizmente o capitalismo, esse mesmo que incentiva o consumo desenfreado, exagerado e vazio, é o único capaz de distribuir riqueza e suprir as tais necessidades do homem...principalmente porque a alternativa socialista só distribuiu censura, miséria, indignidade, muro de Berlin e atletas cubanos escapando de delegações esportivas em busca de liberdade até que o capitão do mato (Lulla) os capture e devôlva-os ao Nhô-Nhô Fidel. E isto não é a opinião de um direitista ou esquerdista, é a opinião de qualquer um que tenha paciência e curiosidade para pesquisar, e que não aceite de bom grado o que os jornalões e a TV costumam maquiar.

Cuba é uma tragédia. Sobre a educação, me desculpe, mas o que há na Ilha-Prisão é DOUTRINAÇÃO. Educação é uma coisa. Lavagem cerebral é outra. Quantos prêmios Nobel eles têm, mesmo? (a propósito, leia REINALDO ARENAS, escritor cubano homessexual que comeu o pão que o Diabo Barbudo amassou.Qual o crime pelo qual passou anos na prisão? já falei, pô...era homossexual.) Mas nem na famosa Medicina Cubana, nenhum nobelzinho? O que se sabe, de fato, é que sua única conquista de vulto na área da saúde foi um tratamento eficiente para o vitiligo. E basta. Se você tiver curiosidade (e estômago para as dezenas de fotos), quando puder dê uma olhada nos links abaixo, meu caro...e não é material forjado pelos neoliberais capitalistas fascistas malvadões...

Quando eu acuso as esquerdas de serem rigorsamente mentirosas ou hipócritas, eu gosto de comparar: A ditadura brasileira matou cerca de 400 pessoas (números confirmados pela Comi$$ão de Ani$tia, Grupo Brasil Nunca Mais e etc); A ditadura de Che e Fidel matou 70.000...a diferença, além da numérica, é que eu tenho nojo de ambas, enquanto os esquerdistas veneram a tirania cubana.

Sobre o Santo Guerrilheiro, se fosse para provocar, mesmo, eu perguntaria: quem, afinal, ajudou a alavancar o progresso da HUMANIDADE, de um modo geral: o Che ou Bill Gates?

OS LINKS:

http://www.midiasemmascara.com.br/artigo.php?sid=2761

http://www.therealcuba.com/Poverty.htm

SOBRE O CHE: http://www.therealcuba.com/MurderedbyChe.htm

...depois me diz.

Grande abraço


P.S. Mudando radicalmente de assunto & atmosfera: você tem alguma boa pedida para o Tim Festival?

7:11 PM  
Blogger Borboleta Bia said...

Confesso que conheço a história do Che de longe, mas vejo olhos brilhando quando ouso pais de amigos meus falando sobre o que viram e conheceram de perto a educação e saúde de Cuba. Detalhes estes que foram totalmente esquecidos na matéria tendenciosa que circula por aí. Ficou ainda mais claro que o quarto poder faz rasgar rapidinho camisas que antes eram ostentadas com orgulho.

Já que estamos falando no guerrilheiro fica a dica do filme “Diários de Motocicleta” de Walter Salles. Interessante e com uma fotografia linda.

Bjs,
Gabi

Ps.: Preferia que Bakunin, a mãe Dinah da estrela vermelha tivesse errado na previsão *risos*

7:25 PM  
Blogger eXpaço said...

Tico boa noite.

Muito pertinente sua colocação nesta data tão polemica..que remete a morte de Che.
Sou profundo admirador de Ernesto, li e reli todas a s suas biografias...inclusive as que mostram seu lado guerrilheiro, ou fracassao do COngo...porém não é possivel acreditar em uma reVistA que publica reportagens tendenciosas...apenas com o lado "negro" de che...e diria...lado de um ser humano na guerra. Admiro che não tanto por suas ações ou ideologias..mas por que ele tinha algo que nos falta: CORAGEM...buscar seus ideais..sair do conforto da familia....enfrentar as crises respiratorias....enfim....
Não sou socialista e tb não sou um capitalista mercantil....apenas estou como muitos em busca da chamada 3ª LINHA DE PENSAMENTO...quem sabe a encontraremos em um de nossos debates virtuais?
E que nela, o amor, a verdade, o ser humano e a paz sejam os grandes protagonistas...que saiam as armas e as ditaduras...e entre em cena o amor!

Abs a todos
Carlos/SP

7:41 PM  
Blogger Kari said...

Depois de comentar rapidinho, resolvi voltar e ler os comentários...

Tico, concordo com tudo o que você respondeu ao Estefano. Sobre muitas coisas eu não posso falar, mas sobre "Che" eu entendo, pois ele já foi motivo de inúmeras horas de estudos(um prazer pra mim). Nos quais pude perceber os dois lados da história.

Sim, a ditadura de Fidel não deixa tão atrás a de Baptista, no entanto, como você disse, o número de analfabetos lá é quase inexistente, o que não acontecia antes, pois enquanto dominada pelos EUA, Cuba tinha uma população muito mais pobre do que hoje, e o emprego dos cubanos era sempre trabalhar para os americanos. Coisa que admiro em ter acabado. Talvez, se nos "libertássemos" dos americanos, seriamos um pouquinho melhor.
E mais, "Che" fez parte da revolução cubana e apenas do início do seu governo, onde Fidel nem era ainda o Chefe de Estado, era apenas um Ministro como "Che" também o foi.
Logo, "Che" não pode ser culpado pela ditadura de Fidel. Talvez até, se tivesse continuado vivo, "Che" tivesse se tornado um ditador na Argentina, quem sabe?
Mas ele não o foi, e talvez por morrer cedo, tornou-se o que é.

Quanto a revista citada Tico, acho muito chato isso, pois várias pessoas que não conhecem a história, criam sua opinião baseada no que qualquer revistinha por aí diz. E não é assim, deve-se ver os dois lados da moeda, sempre.

Muitos o chamam de assassino, mas eu acho discordo, pois, se estava num revolução e numa guerrilha, não podia ficar parado assindo tudo de camarote. Tinha que participar também, né?

Sempre digo que algumas pessoas morreram na hora exata! E "Che" foi um deles.

E claro, acredito também que a esquerda e a direita andam sempre juntas, afinal, temos uma prova no nosso próprio país, né? Até porque, hoje, é até difícil diferenciar as duas...

Ah, e tem mais, se não entendem porque falam tanto de "Che", aconselho a pesquisar um pouco mais. Não pecisa gostar dele, mas só pra se informar, afinal, informação nunca é demais.

Beijos
Kari

9:05 PM  
Blogger Inamara said...

Meu Santo Forte...Minha Santa Cruz

Pra mim, esta se tornando sofrido escrever depois de vc...rsrsrs...”quase” (pq sou insistente com minha luta com as palavras) não sobra nada pra se dizer....
Vc foi PERFEITO em suas colocações sobre Cuba...tanto no que se refere ao lado bom como tb ao lado ruim!!!
Perfeito tb ao perguntar qual regime podemos considerar como exemplo a ser seguido...e aqui tb desafio ao Stefano – como ele fez em seu comentário para que citemos um regime socialista que deu certo – qual regime – de qualquer ideologia – deu 100% certo??...Penso que isso é como religião...qual é perfeita...e posso ainda considerar que assim como os regimes, todos/todas têm pontos bons e pontos negativos e uns mais e outros menos....Ninguém sabe e terá a verdade absoluta sobre NADA nesta vida!!!
Bem...de uma vez por todas pra esclarecer até pro Junior São Gonçalo no outro post...eu tenho 46 anos na certidão de nascimento, mas as vezes me sinto com 15 e outras vezes com 80!!! Normal...rsrsrs
Só que vi coisas que a maioria das pessoas deste clube nem eram nascidas para poderem ter visto, e como livros de história as vezes se tornam de estória....!!! Bem, na época da ditadura os paises da América Latina foram invadidos em seus governos, a mando do capitalismo, por ditadores caçadores de comunistas...e me lembro inclusive que quem nem ao menos entendia o que queria dizer “comunista” bradava em sua ignorância que “comunista come criancinha” (e não era no sentido pedófilo da frase e sim no sentido canibal!!!)...imaginem então como lutar contra essa lavagem cerebral toda??? Bem...quem se tornou guerrilheiro tinha por ideologia pegar em armas e tirar esses governos a bala...pra eles não havia outro meio...e se vc acredita na sua ideologia vc vai e faz...é como o Tico disse...ninguém dá flôres ao inimigo numa guerra!!!
Acredito sim que estas pessoas tinham boas intenções no que se propunham (apesar que sou mais Ghandi que fez mudanças/revolução/guerra – ou sei lá como se vai chamar - sem derramar sangue).
Na verdade o Che foi morto no dia 8 mas seu corpo “apareceu” morto no dia 9....e quanto a ele, acho que tem uma história bonita, deixou tudo ao qual comumente nos apegamos (era médico, tinha uma família) e foi lutar por um bem comum/social da maneira como ele acreditava ...apenas acho que em minha sem importância opinião...ele no fim da vida perdeu a “mão” .... queria fazer a coisa a força, obrigava os camponeses a se recrutarem contra vontade pra sua já enfraquecida guerrilha e meio que enlouqueceu...ensandeceu....mas é “normal” quando a gente não dosa as coisas, não sabe a hora de parar e apenas considera certo os nosso pontos de vista!!! Então cuidado com radicalismos!!! Tudo esta em constante mudança neste planeta e pode a qualquer momento ser revisto..o que não da é pra ser “em cima do muro”...ou incoerente mudando de lados a todo momento...sem pensar, sem considerar, sem analisar ou aceitar qualquer coisa goela abaixo!!!!
Bem...estou com o TICO...todo mundo de mãos dadas....SALVE A DIVERSIDADE!!!...porém entre estas duas péssimas escolhas, se fosse obrigada, preferia estar de mãos dadas com os cubanos!!!
Fiquem com Deus...NA PAZ....Beeeiiijooosss...TODOS!!!! e a todos!!!

9:18 PM  
Blogger Fabiana said...

"Se eu não acho justo este sistema que ignora o povo e que só estimula o consumismo desenfreado, mas também não sou a favor de ditaduras radicais que inibam a liberdade alheia tentando igualar todos os indivíduos. Devo me considerar o que?" [2]

Pois é... O que?

10:58 PM  
Blogger Voluntários da Expressão said...

Noto que h� pessoas que esperam de l�deres marcantes na forma�o da hist�ria uma perfei�o al�m da capacidade do ser humano.

Eles tiveram carne e osso, tiveram sangue e �dio, tiveram amor e f�...
Por que julgar suas a�es pelas fal�cias, e tamb�m por que julgar suas "vit�rias" como brilhantes? Toda pr�tica de guerrilha causa revolta, sempre tem algu�m que n�o tem nada a ver com a situa�o e se vai...

As figuras como Che, Bush, Fidel, Osama, Hitler, Reagan, Vargas, os generais do Brasil proibido e os futuros nunca estiveram t�o em comum quando se fala em agir com viol�ncia para se ganhar algo. O que provoca a indiferen�a em cada um � o seu modo de agir, que as pessoas consideram horr�veis, imperdo�veis, inteligentes e corajosas.

5:20 AM  
Blogger Carla Aguiar said...

Também não sei o que posso me considerar...
Quanto à direita e esquerda, aqui no Brasil, é tudo uma coisa só. Afinal, no fundo, ambas estão preocupadas apenas com seus próprios interesses.

Beijo, querido!

5:38 AM  
Blogger Kari said...

Ah não... preciso voltar mais essa vez, só pra que não é certo usar o termo "Ditadura do Che e Fidel", oras... Che foi apenas um Ministro e por muito pouco tempo. Tempo esse, quase imperceptível quando lembramos que Fidel está no poder há quase cinquenta anos. O que ambos fizeram juntos foi a Revolução Cubana e está foi uma revolução como tantas outras.

Acho que, se vamos criticar, ao menos, use um termo correto.

Beijos
Kari

5:42 AM  
Blogger MaRi LiLo said...

Ja assitiu Sicko??? Beijoooo

5:49 AM  
Blogger Priscila said...

Ol� TIco,
Na minha opini�o n�o h� bondade em qualquer que seja o ser-humano, regime, entidade, ideologia etc etc etc em que matar inocentes seja a solu�o.
O socialismo n�o deu certo mas e da� o capitalismo tamb�m n�o...
ambas as teorias me convencem ,ou qse me convencem mas ambas as pr�ticas n�o.
O problema � que a teoria � feita por mentes de homens inteligentes que querem e precisam convencer a todos de suas "certezas" mas na pr�tica s�o RAROS aqueles que n�o se corrompem ou que n�o usam a teoria apenas em benef�cio pr�prio.

A "beleza" que envolve um martir nos cega e normalemnte distorce a realidade.

ps- Ontem fiz YOGA ap�s qse 2 semanas sem fazer... estou mais calma e mais equilibrada novamente *rs
bjs

7:42 AM  
Blogger Stefano said...

Caro Tico

Segue um texto de Pedro Corzo, jornalista e documentarista cubano, autor de diversos documentários dentre os quais “Guevara: Anatomia de um mito” (já disponível no YouTube).

Este texto é a Parte I sobre a personalidade psicopática de Ernesto Guevara (que está dividida em três partes ou capítulos) de seu penúltimo livro “Cuba: Perfis do Poder” (o mais recente será lançado dia 12 deste mês, intitulado “Mártires do Escambray”).

Trata-se da biografia das cinco principais personalidades da revolução cubana, a saber: Fidel e Raúl Castro, Che Guevara, Camilo Cienfuegos e Ramiro Valdés, escrita com muito zelo e fidedignidade, pois traz depoimentos de vários cubanos que conviveram e conheceram pessoalmente estas personalidades.

Desfrutem e divulguem sem economia.

Ernesto Guevara: Apóstolo da Violência

Por Pedro Corzo

Primeira parte sobre Che do livro “Cuba: Perfis do Poder”


“Não sou Cristo nem um filantropo; sou todo o contrário de um Cristo”
Che


Não compreendemos como em um período histórico no qual a violência converteu-se em algo mais que detestável, existam “pacifistas” que elaborem apologias a Ernesto Guevara, um indivíduo que, independentemente de doutrinas ou ideologias, foi um dos teóricos mais conseqüentes que teve a violência como prática política, em uma das etapas mais convulsivas de nossa América no passado Século XX.


Sua identificação com uma das personalidades mais desapiedadas da História Moderna, a faz notar em uma carta que dirige desde a Costa Rica à sua tia Beatriz, em 10 de dezembro de 1953: “Em El Paso tive a oportunidade de passar pelos domínios da United Fruit convencendo-me mais uma vez do quão terríveis são esses polvos capitalistas. Jurei ante uma foto do velho e pranteado kamarada Stalin, não descansar até ver aniquilados todos estes polvos capitalistas”. (nota de S.: Stalin matou 70 milhões - 70.000.000 - de russos)

O indivíduo que alguns pretendem apresentar como um ser justiceiro e de profundo espírito cristão, escreveu uma carta à sua mãe, em 15 de julho de 1956 de uma prisão mexicana: “Não sou Cristo nem um filantropo; sou todo o contrário de um Cristo. Luto pelas coisas nas quais acredito com todas as armas de que disponho e trato de deixar morto o outro, para que não me preguem em nenhuma cruz ou em nenhuma outra coisa”.

Miguel Sánchez, “El Coreano”, um dos que treinou os expedicionários do (iate) Granma, conheceu Ernesto Guevara no México. Refere que Guevara era uma pessoa isolada, pouco sociável e que lhe chamava a atenção sua crueldade com os animais. Conta que ele pegava gatas grávidas para fazer experiências médicas e que quando acabava com os filhotes os colocava em um saco que lançava violentamente contra o chão. Guevara não tinha problemas só com os gatos; na Sierra Maestra disse a um de seus subalternos: “Félix, esse cachorro não dá um latido mais; tu te encarregas de fazê-lo. Enforca-o. Ele não pode voltar a latir”.

Outro exemplo de seu caráter vilento e até sádico, observa-se em uma carta que dirigiu à sua primeira esposa, Hilda Gadea, que se encontrava em Lima, Peru. Escreve ele em 28 de janeiro de 1957: “Querida velha. Aqui na selva cubana, vivo e sedento de sangue, escrevo estas ardentes linhas inspiradas em Martí. Como um soldado de verdade, ao menos estou sujo e maltrapilho, escrevo esta carta sobre um prato de lata, com uma arma a meu lado e algo novo: um cigarro na boca”.

Esta sede ele não demonstrou saciá-la. Segundo expõe Anderson em seu livro “Che”, várias fontes cubanas descreveram como ele assassinou Eutimio Guerra quando ficou evidente que ninguém tomaria a iniciativa. Isto ao que parece inclui Fidel, que após a ordem de matar Eutimio, sem indicar quem deveria cumprí-la, se afastou para proteger-se da chuva.

O assassinato de Eutimio Guerra foi presenciado pelo Comandante do exército rebelde, Jaime Costa, que refere que Guevara gritou: “se não fazem vocês, faço eu”, disparando de imediato no prisioneiro. Costa afirma que foi nessa ocasião que Guevara proferiu a frase “ante a dúvida, mate-o!”. Costa continua dizendo que os fuzilamentos sem julgamento que tiveram lugar na cidade de Santa Clara, nos primeiros dias de janeiro de 1959, foram decisão de Ernesto Guevara e não de Ramiro Valdés como afirmam alguns investigadores.

Ao crime somava a crueldade. Guevar conta em seu livro “Passagens da Guerra Revolucionária”, que haviam processado e executado dois indivíduos que haviam cometido vários assassinatos na Sierra, porém que depois simulou a execução de outros três que tiveram um grau menor de responsabilidade. A experiência que deve ter sido extremamente traumática, é descrita por Guevara com a frieza de um forense: “Depois se realizou o fuzilamento simbólico de três dos rapazes que estavam mais ligados às trapalhadas do chinês Chang, porém aos quais Fidel considerou que se devia dar-lhes uma oportunidade; os três foram vendados e sujeitos ao rigor de um simulacro de fuzilamento. Depois dos disparos no ar, quando os três se deram conta de que estavam vivos, um deles me deu a mais estranha e espontânea demonstração de júbilo e reconhecimento em forma de um sonoro beijo, como se estivesse em frente a seu pai”.

Esta prática se repetiu inúmeras vezes depois do triunfo da insurreição; junto a pessoas que eram fuziladas se colocavam outras com as quais se simulava a execução, com o propósito de que se convertessem em delatores.

A disciplina que Che impunha entre seus homens era inflexível e cruenta. Sua falta de sensibilidade e misericórdia é percebida em um relato do seu livro “Passagens”, no qual ele descreve com orgulho como encontrou moribundo um combatente rebelde que, cumprindo ordens suas, foi enviado desarmado à primeira linha de frente, para adquirir um fuzil, já que o havia castigado tirando-lhe o seu porque havia dormido em uma guarda. Isto ocorreu durante os enfrentamentos que tiveram lugar na cidade de Santa Clara.

Sua conduta para com os militares do regime antigo foi ainda mais cruel. Procedeu execuções sem processos judiciais e sem garantias processuais. Afirma Jaime Costa que o responsável pelas primeiras execuções na cidade de Santa Clara foi Guevara e não Ramiro Valdés.

La Cabaña, seu primeiro comando depois do triunfo insurrecional, foi o bastião militar onde mais ex-militares e colaboradores da ditadura derrocada foram executados. Segundo a jornalista Hart Phillips, do New York Times, foram “uns 400 nos dois primeiros meses”; e testemunhos do jornalista Tetlon do London Daily Telegraph, “às vezes funcionavam quatro tribunais simultaneamente, sem advogados nem testemunhas de acusação, chegando a se julgar, contemplando a pena capital, até 80 pessoas em julgamentos coletivos”. Tetlon relata que ele (Guevara) ordenou pessoalmente, entre outras, a execução do tenente José Castaño Quevedo, cujo único crime foi ocupar a direção do Birô para a Repressão de Atividades Comunistas – BRAC -, uma vez que no processo não se efetuaram demandas contra o tenente.

Apesar das inúmeras afirmações e investigações que concluem que em La Cabaña foram executados várias centenas de pessoas, dezenas sob a responsabilidade do próprio Guevara, o ex-sacerdote Javier Arzuaga, paróco de Casablanca da Ordem de São Francisco e que assistiu espiritualmente a muitos dos fuzilados, refere em seu livro “Cuba 1959: A Galera da Morte” que, “não houve mais de cinqüenta e cinco fuzilamentos em La Cabaña” entre janeiro e junho de 1959. Segundo Arzuaga, que teve com Guevara várias entrevistas, o comandante era um homem incisivo que desde o primeiro encontro lhe afirmou que em seus prédios, La Cabaña era o único que dava formação política, religiosa e ideológica a seus soldados e que afirmou que haviam usado os capelães na Sierra Maestra porque neessitavam deles, porém que nesse momento não era assim, e simultaneamente lhe advertiu que havia muito o que julgar e fazer pagar, e que para isso haveria um paredão.

O ex-sacerdote, que evidentemente sentia algum tipo de admiração por Guevara e pelo processo revolucionário, um sentimento muito normal na época, o descreve como um indivíduo de muitas facetas. Segundo refere, o primeiro era um idealista radical que estava disposto a transformar tudo ou eliminá-lo segundo o caso. “O outro, um Che obsesionado pela justiça igualitária que sem o menor reparo e sem se preocupar em absoluto pelos efeitos colaterais e as últimas conseqüências, irá aniquilando até reduzi-lo a pó, quando se lhe cruze o caminho, e pela justiça exemplarizante em cujo exercício a crueldade será um mal menor imprescindível” e o terceiro, um indivíduo que só pedia a alguém que fizesse o que ele também estava disposto a fazer.

Ele conta que as visitas de revisão de causa sempre eram presididas por Ernesto Guevara e que terminavam às vezes com algo mais que uma ratificação da pena de morte senão que lhe agregava, “a execução terá lugar esta noite”.

O padre Arzuaga, um homem muito bondoso, tratou de ajudar na medida do possível as pessoas que iam ser executadas e em seu livro há relatos realmente fortes porém, sem dúvida, o que melhor expõe a natureza violenta e sem piedade de Guevara foi o caso de Ariel Lima. Conta o padre que intercedeu em favor de Lima, 21 anos, que havia sido condenado à morte e que Guevara lhe disse que quem decidia esses assuntos era o Tribunal de Apelações. Afirma que presenciou a revisão da sentença que só durou meia hora, com a alegação de que fosse executado nessa mesma noite e que, terminada a sessão, Guevara caminhava pela rua cheia de pedras quando uma mulher correu e se prostrou ante ele; era a mãe de Ariel Lima. “Che deu-lhe a volta e uma vez do outro lado lhe disse: ‘senhora, lhe recomendo que fale com o Padre Javier que dizem que é um mestre consolando’. E dirigindo-se a mim, entre mandão e burlão, disse: é sua”. Conclui o ex-sacerdote escrevendo: “essa noite odiei o Che”.

Guevara era vingativo, não esquecia as ofensas porém só as cobrava quando estava seguro de ganhá-las sem conseqüências. Vários oficiais do exército rebelde confirmam as diferenças entre os comandantes Guevara e Jesús Carreras. O comandante Carreras enfrentou Guevara quando este chegou ao Escambray, a discussão foi muito forte, Carreras o desafiou e Guevara aduziu que entre revolucionários não havia que combater. Depois do triunfo da insurreição, Carreras foi perseguido por mais de dois anos até que foi envolvido na conspiração do também comandante William Morgan e foram executados os dois. Os comandantes Lázaro Asensio e Armando Fleites estão convencidos de que Guevara foi quem ordenou a execução de seu companheiro Jusús Carreras.


Como resenha interessante, pode-se destacar que em 1959 Guevara criou uma força subversiva na Bolívia através do embaixador cubano em La paz, José Tabares del Real. Este esforço desestabilizador estendeu-se até junho de 1961 e desdobrou-se contra o governo democrático de um político de forte aval revolucionário, Hernán Siles Suaso. Mais tarde tentou organizar uma revolução na Argentina para a qual se aliou com elementos peronistas. Este broto abortou quando as autoridades argentinas descobriram duas escolas de guerrilheiros e detiveram um instrutor militar cubano, José Ramón Alejandro. Posteriormente, a autoridades bonaerenses apresentaram documentos que mostravam que a Embaixada de Cuba em Buenos Aires era um centro subversivo que Guevara dirigia desde Havana.

Anos depois, através de Jorge Ricardo Masseti, fundador do Prensa Latina, Che organizou uma força guerrilheira identificada como Exército Guerrilheiro do Povo que, segundo alguns analistas, incorreu nos erros táticos que ele repetiria na Bolívia. Junto a Masseti, morto no Chaco argentino, - Che morreria no Chaco boliviano -, caíram dois oficiais do exército cubano que haviam sido homens de confiança de Guevara: Hermes Peña e Raúl Dávila.

Não resta dúvida de que Ernesto Guevara possuía uma imerecida reputação nos aspectos teórico e prático na guerra de guerrilhas, que Castro não tinha. Foi um dos propiciadores da Conferência Tricontinental de Havana, em princípios de 1966, que seria, segundo seus planos, o vetor para as revoluções que convulsionariam a América, a Ásia e a África.

Suas freqüentes e longas viagens pelo estrangeiro nas quais proferia incendiários discursos revolucionários, o foram convertendo em uma espécie de porta-voz da Revolução Mundial e seus contatos diretos com Ben Bella, Gamal Abdel Nasser, Sekou Toure, Joseph “Tito” Broz, Ahmed Sukarno e as cúpulas do poder na República Popular da China e Vietnã, acrescentavam seu prestígio de indivíduo comprometico com mudanças políticas radicais.

Uma anedota que Carlos Franqui conta em seu livro “Cuba, a Revolução, Mito ou Realidade”, reflete até que ponto Guevara acreditava nas medidas extremas como índice do progresso do projeto que defendia. Conta Franqui que durante uma visita à República Árabe Unida, Egito e Síria, Guevara perguntou a Gamal Abdel Nasser quantas pessoas haviam abandonado o país depois do triunfo de sua Revolução, ao que o líder egípcio respondeu: “Muito poucas”, ao que o guerrilheiro retrucou: “Isso significa que em sua revolução não aconteceu grande coisa; eu meço a profundidade de uma transformação social pelo número de pessoas afetadas por ela e que pensam que não têm lugar na nova sociedade”.

Entretanto, este homem que mataria e morreria por suas convicções, assume durante sua juventude uma conduta inexplicável. Nunca participou ativamente contra os movimentos fascistas e anti-judeus que existiam na Argentina, nem tampouco se vinculou aos que combatiam diretamente a ditadura de Juan Domingo Perón.

Apesar de sua condição de membro da Federação Universitária Buenos Aires, organismo dirigido por socialistas e comunistas, não leva vida de militante nem são conhecidos artigos ou discursos nos quais ele exponha suas opiniões sobre os problemas que seu país enfrentava naqueles dias. Em suma, não se conhece de sua parte ações contra os atos de força do governo de Juan Domingo Perón.

Nos primeiros meses de 1965, Guevara visita vários países africanos, entre eles a Argélia e a República do Congo, Brazzaville, e oferece a Massemba Debat seu apoio na formação e preparação das forças guerrilheiras que estavam se formando nesse país para atacar o antigo Congo Belga, que estava sob o comando de José Mobutu. A proposta de Guevara é aceita, situação que põe de imediato ao conhecimento de Fidel Castro que, sem duvidar, lhe facilita os meios e recursos necessários. Nesta viagem Guevara também oferece ajuda ao movimento independentista angolano, dirigido por Agostinho Neto.

Para Castro e o “Che”, esta colaboração se emoldura perfeitamente em seus projetos de desestabilização e subversão, que por sua vez era uma ferramenta a mais para aumentar o protagonismo político e a hegemonia da Revolução e de seus líderes.

A cruenta guerra africana se acentua com a partida de Guevara para o Congo com um contingente de 125 guerrilheiros, perfeitamente treinados e melhor armados, todos veteranos da luta insurrecional contra o regime de Fulgencio Batista. Segundo Jorge Risquet, membro do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba, os internacionalistas cubanos no Congo só perderam seis homens, sem dar detalhes de quantos guerrilheiros africanos morreram sob o comando de Ernesto Guevara.

As forças cubanas chegaram a Kinshasa depois de atravesar o lago Tanganica. Seis meses mais tarde, em dezembro de 1965, Guevara regressa a Havana com o resto de seu contingente, decepcionado com as guerrilhas congolesas. De todas as suas fracassadas ações bélicas, a menos conhecida é a do Congo. Nesse país africano ele cometeu erros táticos e estratégicos que repetiria uma vez mais na Bolívia.

Porém, bem, para asseverar seu apostolado de violências, reproduzimos algumas de suas proposições:

A – Durante sua intervenção na Assembléia Geral das Nações Unidas, em 11 de dezembro de 1964, Guevara expressou: “Nós temos que dizer aqui o que é uma verdade conhecida, que sempre expressamos ante o mundo: fuzilamento, sim, temos fuzilado, fuzilamos e continuaremos fuzilando enquanto for necessário. Nossa luta é uma luta de morte. Nós sabemos qual seria o resultado de uma batalha perdida e os “gusanos” (Che foi a primeira pessoa a usar esta expressão, que significa literalmente “vermes”, ao referir-se a qualquer inimigo. Hoje, é um chavão usado pela Nomenklatura cubana especificamente em relação aos dissidentes cubanos, sobretudo aqueles residentes em Miami. G.S.) também têm que saber qual é o resultado da batalha perdida hoje em Cuba”.


B – “O caminho pacífico está eliminado e a violência é inevitável. Para conseguir regimes socialistas deverão correr rios de sangue e deve-se continuar a rota da libertação, mesmo que seja a custa de milhões de vítimas atômicas”.


C – “O ódio como fator de luta, o ódio intransigente ao inimigo, que o impulsiona além das limitações naturais do ser humano e o converte em uma efetiva, violenta, seletiva e fria máquina de matar. Nossos soldados têm que ser assim; um povo sem ódio não pode triunfar sobre o inimigo brutal. Há que levar a guerra até onde o inimigo a leve: à sua casa, a seus locais de diversão; fazê-la total. Há que impedi-lo de ter um minuto de tranqüilidade, um minuto de sossego fora de seus quartéis e ainda dentro dos mesmos: atacá-lo onde quer que se encontre; fazê-lo sentir-se uma fera perseguida por cada lugar que transite. Então, seu moral irá decaindo. Se fará mais bestial ainda, porém, se notarão os sinais do decaimento que lhe assoma”.



Fontes: “Ernesto Guevara, Mito e Realidade”, Enrique Ros.
“Passagens da Guerra Revolucionária”, Ernesto Che Guevara.
“Che”, Jon Lee Anderson.
“Cuba: Perfis do Poder”, Pedro Corzo.
Documentos, cartas, discursos e ensaios de Ernesto Guevara.

Pedro Corzo é jornalista e presidente do Instituto de la Memoria Histórica Cubana contra el Totalitarismo, que produziu, com a direção do cineasta Luis Guardia, o documentário sobre Ernesto Guevara intitulado: “Guevara: “Anatomia de um Mito”.

Artigo publicado originalmente por http://www.gentiuno.com

7:59 AM  
Blogger Junior São gonçalo said...

Como em tudo na vida, toda situação,EXISTE SEMPRE ALGO DE BOM para ser citado, aproveitado...

Do "CHE", fala-se muito, uns o têm como héroi, como mártim, outros, como um sanguinário,revolucionário a qualquer custa, enfim.

Para mim, o "CHE" nos mostrou uma total "doação" de sua vida, na luta por um ideal, um ideal de liberdade numa nação castigada, onde não podia se falar nada, onde não se difundia nenhum pensamento, a não ser o que importava ao governo.

"CHE" teve um lado guerreiro aflorado, sempre, um lado revolucionário, um lado guerrilheiro.

E com isso, ele começou a "incomodar" muitas "pessoas", dentres essas, os nossos amiguinhos dos EUA. A difusão dos seus pensamentos, suas idéias, representava uma ameaça grande.

Aí, como eles sempre gostam, "ajudaram", mandando 2 ou 3 agentes da CIA, infiltrando-os na bolívia para treinarem os soldados do exército e assim conseguirem de vez, acabar com a guerrilha de che que já perdurava aos trancos e barrancos...

E assim foi: com a "ajuda" dos amigos da CIA, Che foi capturado e assassinado no dia seguinte.

É impressionante o "espírito de solidariedade" dos "irmãos americanos":

"AJUDAM" O IRAQUE A REESTABELECER A "PAZ SOCIAL", A "DEMOCRACIA"...

***NÃO VAMOS PENSAR QUE ELES ESTÃO FAZENDO ISSO, UMA VERDADEIRA "RECOLONIZAÇÃO À FORÇA", PORQUE ESTÃO DE OLHO NO PETRÓLEO, NAO HEIM!*** rsrs

Mas faço uma pergunta:

PORQUE ELES NÃO OLHAM TAMBÉM PARA A ÁFRICA, POR EXEMPLO, ONDE MILHARES DE PESSOAS MORREM DE FOME, DE DOENÇAS...????

***SERIA PORQUE NAQUELAS TERRAS NÃO EXISTE PETRÓLEO???*** ah, que isso, né..não vamos pensar assim...

ELES JÁ FIZERAM O "USA SALVE AFRICA" : Michael Jackson e cia, cantando, "ajudando" o povo da África... Quase me esqueci...Realmente, foi um "GRANDE" feito...rssrs

EU VOMITO COM NOJO DA IDEOLOGIA AMERICANA, QUERENDO DOMINAR O MUNDO, DANDO ESMOLA EM TROCA, QUERENDO CADA VEZ MAIS, NAÇÕES NA SUA MÃO, SENDO VERDADEIRAMENTE COMANDADAS POR ELES!!!

Os seus recursos naturais já estão praticamente esgotados, os combustíveis, a água... E ELES VÃO AVANÇANDO, TOMANDO A FORÇA, OU ENTÃO COM "TRATADOS" MUUUITOS HUMANOS, OUTRAS NAÇÕES...

SÃO PRAGAS QUE USAM, USAM, USAM E QUANDO ESTÁ ACABANDO, PARTEM PARA OUTRO LUGAR PARA FAZER A MESMA COISA...E ASSIM VAI...

DEMONSTRAM O SEU PODERIO BÉLICO, IMPONDO AOS MAIS FRACOS UM MEDO...MAS QUANDO O ASSUNTO É DE IGUAL PRA IGUAL (QUANDO PAÍSES TEM TAMBÉM BOMBAS NUCLEARES, CAPAZES DE TRAVAR UMA BATALHA DE VERDADE), AÍ ELES FALAM SOBRE TRATADOS DE ENERGIA ATÔMICA, NUCLEAR, ENFIM....

De heróis, os americanos não tem nada...
Mas tem um algo que falta, infelizmente, à muitos brasileiros:

SÃO PATRIOTAS!!!!!!!!

E que faltou também, naquele momento, ao povo de CHE, que disse:

"Não podemos libertar sozinhos um país que não quer lutar".

O CHE foi um guerreiro sim. Lutou contra tudo o que está aí até hoje.

E FICA ESSE EXEMPLO, ESSA IDEOLOGIA, PARA TODOS NÓS...

"ATÉ A VITÓRIA, SEMPRE"

Forte Abraço Tico,

JUNIOR

8:16 AM  
Blogger Gean Queiroz said...

estive por aqui....bom estar na sua companhia.....te ler e ter e sentir sempre por perto...te deixo um poema.

URGÊNCIA

Viver é urgente.
Não temos asas, mas é preciso permitir-se o vôo,
montados sobre o tempo, este sim,
que passa feito um pássaro.
É preciso estar atento, se não, perde-se de vista tão rápido,
é natural, somos todos parte do mesmo organismo, o mesmo ciclo e planos superiores,
alheios que estamos a tudo nos entregamos,
e atiramos o olhar na distância, esta sim,
infinita, intocável.
Até que nossos passos desliguem-se de gravidades
e caminhem sobre as nuvens, que passam
desenhando sonhos. Nuvens são urgentes. Sonhos são pássaros, tão rápidos.
É preciso estar acordado, se não, a vista não alcança a distância,
é natural, somos todos limitados seres humanos,
paralisados ficamos de cansados que estamos,
alheios a velocidade de nossos desejos,
intântaneos são esses, deliciosos de tantas descobertas, tudo o que buscamos,
na paisagem,
que mostra-se feito mágica, cegos não estamos.
E quando tudo acende-se de tanto sol,
o pensamento atira-se no horizonte, e o horizonte é lindo, é aberto,
é perfeito de tantas não certezas, e tudo vem
tão imenso de tantas possibilidades,
que não precisamos esticar um dedo, é só deixar-se ir.
Ir é vital. Imóveis não podemos estar.
Certezas são tristezas.
O horizonte é alcançável.
Nuvens são instântaneas.
O tempo passa montado num pássaro.
É preciso estar atento.



O olhar agarra a distância na velocidade do instante em que a paisagem se abre no horizonte entre as nuvens que o pássaro atravessa com o tempo montado nas costas.

g-ã

9:33 AM  
Blogger Marcello Bento Mendoza said...

Faaala Tico...

Quem vos escreve é o Marcello, primo do Gabriel e, por tabela, do Tiagão Mocotó. Estive participando com vcs no Voluntários da Pátria, em Porto Alegre. Enfim, muito bacana este teu espaço. E sobre o projeto, sem palavras... um grande exemplo de ação. Parabéns.

Estou indo ao RJ para talvez ficar. Se Deus quiser nos pechamos entre os amigos em comum, mas nada comuns.

Abraço
E muita luz em teu trabalho.

Marcello

4:53 PM  
Blogger Suelen DRC said...

Direita e esquerda, essa separação existe??
Pq ambos os lados estão com o rabo preso, sem pudor algum pra falar do outro,formando cada vez mais os seus "bandos" e se preocupando apenas com seus próprios interesses.

Bjão querido, força pra seguir adiante!!
Te amo!!

5:38 PM  
Blogger (d)efeitos said...

GUERRA É GUERRA...
OCASIONA: MORTES,DOR,MEDO,PERDA,RENUNCIA.... E CONCORDO PLENAMNETE COM VOCÊ: A BALANÇA DA JUSTIÇA INDICA QUE O PESO DA MALDADE É POR IGUAL DE AMBAS AS PARTES!!

=***

7:00 PM  
Blogger Inamara said...

Stéfano
Acho que estou ficando chata e repetitiva neste blog, mas mesmo assim preciso me manifestar...
“Vejo” em vc uma fúria contra tudo e todos que um dia disseram ou ainda dizem pertencer a esquerda deste país e tb de qualquer parte do mundo...e sinto por suas palavras esse furor com muita intensidade!!
Antes de falar sobre o assunto em si quero te dizer que em minha modesta opinião isso não é bom nem pra sua saúde física....eu que nem cheguei a tanta fúria em nenhuma questão de minha vida, mas sempre fui bastante combativa com as coisas que acreditava, hj (ou melhor há 11 anos) “ganhei” duas agulhadas de insulina por dia...e isso é até o menor dos problemas, pois tomaria 20 injeções por dia se me garantissem que não sofrerei dos males futuros que esta doença traz – cegueira, amputação, falência renal, problemas cardíacos....and so one!!!...as vezes ataca-me tb uma gastrite braba....mas como quando se aprende pela dor o entendimento é melhor absorvido....gostaria então de deixar meu exemplo a vc para que não precise chegar a tanto!!! O corpo sofre quando a mente o castiga!!!
Hj aprendi a ser mais suave e tentar sempre ver outros lados de todas as questões a que me disponho a debater, então veja: (e vou aqui repetir várias coisas que já disse neste espaço....me desculpem!!!)
- Nenhuma verdade é ABSOLUTA...CREIA, e a quem não acredita nisso não será dado créditos e nem ouvidos....simplesmente será tachado de “dono da verdade” e isso todos sabemos que ninguém é....exatamente pelas primeiras palavras deste parágrafo!!!
- Respeitar a “verdade” (entre aspas pq como já disse ela é relativa tb) do outro é fundamental...Vc dá ouvidos a quem não te respeita??? Isso é empatia...colocar-se no lugar do outro...acho que com sua inteligência aguçadíssima não preciso ficar aqui discorrendo mais sobre isso!!!
- O que vc acha de um gênio consagrado neste século conhecido como Einstein??? Ele elaborou a Teoria da Relatividade....e realmente acho isso genial...pois TUDO É RELATIVO, depende do ângulo em que nos posicionamos para analisar...vc concorda???
Se respondeu sim, então pode compreender que estes textos que vc transcreveu foram escritos por pessoas sob o ponto de vista delas...o que vc acha que os judeus escreveriam sobre Jesus?? Algo como o que conhecemos pela Bíblia?? Acredito que não e tb acredito que eles tb não estariam escrevendo mentiras sobre o mesmo “tema” ....é só uma questão de como se vê a coisa!!!
Não sou nenhuma defensora de Che, aliás nem li esta tal entrevista que foi citada aqui nos comentários, mas conheço uma pessoa de minha família que por 8 anos foi paraquedista do Comandos no RJ e vc não acreditaria nas coisas que a mãe dele conta (pq JAMAIS o ouvi contar nada sobre o que ocorria lá dentro) e apenas pelos relatos de sua mãe, tb acredito que os horrores que ouvi são ínfimamente a parte de toda a história...mas só pra que vc saiba de alguns deles e “entenda” como funciona o treinamento de pessoas para a guerra....não se treina santos acredite!!!
Depois do primeiro treinamento de guerra pelo qual ele passou, quando retornou a casa, passou 15 dias comendo apenas líquidos de tão quebrada que sua cara ficou.... e sabe pq?? Eles acham que devem fazer isso para saber o quanto a pessoa agüenta apanhar no caso de ser pega pelo inimigo numa guerra, que certamente fará pior!!! No site de relacionamentos dele tem fotos de dois colegas que morreram em treinamento...um num salto livre e outro numa travessia a nado no Rio Negro...vc ouviu algum jornal noticiar isso, alguma mãe reclamar do Comandos do Exército pela perda de seus filhos em treinamento de guerra??? Vc sabe uma das frases colocadas por ele lá tb?? “Não existe paz, somente a ausência da guerra” e outra “Morte ao maldito guerrilheiro, aos comandos, boa caçada”....será que isso explica pra vc o que acontece numa guerra/guerrilha???
Repito ....como Tico disse...não são flores o que se recebe numa guerra!!!
As coisas têm que estar contextualizadas...eu até posso acreditar nas palavras dos autores que vc colocou...lendo sentada aqui na minha cadeira, parecem (e são) horrorosas e completamente distantes dos meus conceitos de vida.....mas na guerra o mais fraco morre, apanha é torturado e todo o tipo de atrocidades, que pra quem esta ali naquele momento deve ser o que deve ser feito...não sei...espero nunca saber....mas tendo a acreditar que dentro do contexto...é isso!!!
Tem mais...hj ele não é mais do Exército e se o conhecesse não diria que foi uma pessoa treinada dessa maneira...é um cara trabalhador ao extremo, não sei te dizer até como ele agüenta trabalhar TAANTOO....Mega calmo, que até irrita e como minha filha diz, quando conversamos com ele nunca temos certeza se ele esta ouvindo ou se esta em transe ou outro planeta (rsrs) e um pai amorosíssimo com seus 3 filhos...gentil e cordialíssimo com todos...não dá pra acreditar...só vendo!!!
Mas como já disse (de novo me repetindo)....sou mais Ghandi...e acredito que exista sim a PAZ, pois não fui treinada para a guerra...e nem quero!!!
Não vim aqui te criticar, espero apenas que vc reflita as palavras de alguém que te respeita e que esta tentando ver o mesmo assunto de outro ângulo....aliás continue sendo essa pessoa que parece ser, sedenta de conhecimento pois o saber não ocupa espaço dentro da cabeça....exatamente pq não existe verdade absoluta e a busca é constante e infinita!!! Pra quem quer...é lógico, e sei que é seu caso!!!
Fique em PAZ e Beeeiiijooosss

Tico
Acho que viajei na sua frase “de mãos dadas”...foi uma ironia sua, mas acho que preferi (e vou continuar preferindo...rsrs) a proposta de nos unirmos!!!!....mesmo na diversidade!!!
Beeeiiijooosss

8:25 PM  
Blogger Grunge ^Â^lado said...

Prêmio Nobel? Precisa?
Educação? Os camponeses, que antes da Revolução Cubana, e na Ditadura de Fulgêncio Batista, eram analfabetos, desempregados, morriam de fome ou tinham empregos temporários, hoje discutem sobre Filosofia, no atual Regime. Involução?
A concetração de riqueza do país, estava nas mãos dos norte-americanos, enquanto milhões de outras pessoas, moravam em barracos, passando fome. "Che" foi atrás de seus ideias, com o apoio de Fidel, indo contra as injustiças e hipocrisias, que pairavam por Cuba, na Ditadura Batista, que após o golpe, saiu correndo com o rabo entre as pernas...deveria ter morrido junto com os outros! Guerra é guerra! -Ou você mata, ou você é morto. Isso faz de "Che" um assassino?
Cuba lutava para ser independente, e justa socialmente, e conseguiu seus objetivos. Mesmo isolada economicamente, mantem-se firme e forte! Cubanos fugindo? Plin Plin!

10:41 PM  
Blogger Voluntários da Expressão said...

Se voce admira Che, admire os EUA tb, ambos nao sao brilhantes e usaram a cruel e infalivel capacidade humana de vencer?

Se voce odeia as atitudes de Che, odeie os EUA tb, pois qual a diferença?

Quem precisa dizer mais sobre quem esteve certo ou errado? Quanto mais surgem historias sobre um lado ou outro neste blog, fica muito clara a certeza de que eles sao assustadores e inteligentes!

De que adianta ter odio de um pais que usa da violencia pra conseguir o que quer e idolatrar um grupo que usa as mesmas formas de matança? Ambos deviam ter a mesma derrota. Um se foi, porem ainda resta uma naçao matando em busca de capital e desenvolvimento.

O que acontece eh que nao se tem ingenuidade em nenhum dos lados! Ninguem dali era capaz de ser um Gandhi, entao usaram o outro lado de humanismo para pregar a "justiça"! A violencia, todo mundo sabe, eh uma açao ultima do ser humano. Che e os EUA nao esperaram por isso, fizeram-na em primeiro lugar.

NINGUEM MERECE APLAUSOS. OU VOCE QUANDO APOIA UM APOIA O OUTRO, OU CONDENA TODA FORMA DE VIOLENCIA.

AS OPÇOES SAO ESSAS.

5:10 AM  
Blogger auau said...

Preciso de herois
preciso ter alguem para ter como exemplo, talvez Che tenha morrido na hora certa, e por isso esse nome tão forte, porém a sociedade necessita de pessoas como ele, para que os jovens possam ter em quem espelhar, em quem olhar, em quem seguir o exemplo!

"Meus herois não morrerão de overdose"

Ele soube o que o povo precisava, muitos sabiam, porem ele e Fidel fizeram, diferente de tantos outros, eles lutaram por isso!!!


Luz


Auíri

9:44 AM  
Blogger Nadine said...

Como em toda guerra, que nunca é santa, os inimigos sempre são mortos. Che não é mais ou menos herói por ter derramado sangue. Nelson Mandela, que tentou por longos anos, não conseguiu manter-se na luta sem usar armas. E fica a pergunta, alguém até hoje conseguiu?

Cuba não é uma filial do céu, ninguém afirma ser um país perfeito, mas muita coisa conquista por eles deve ser admirada... e com certeza só foram conquistadas pois a ilha não se curva.

Nós deixamos de ser colônia de Portugal para virar o quintal do Tio Sam. E estamos muito bem, não?
Miséria, violência, desigualdade não existe aqui. Nossa saúde, educação são exemplos para o mundo!

Sou freqüentemente tomada por uma falta de esperança muito grande.

O Grande Irmão Stalin já não tem mais poder. Agora, a bola da vez é o Grande Irmão Bush. E que venha os dois minutos de ódio ao grande inimigo e traidor do mundo, o Goldstein (Osama).
Será sempre assim?
Viveremos sempre em um mundo manipulado por quem detém o dinheiro e com ele o poder?
Quantos "Big Brothers" ainda veremos surgir?

Até a penúltima eleição presidencial eu ingenuamente ainda acreditava na existência de direita e esquerda, mas já não me resta mais nem a lembrança de como era esta distinção.

“Tudo é igual quando se pensa em como tudo deveria ser;
Há tão pouca diferença e há tanta coisa a fazer.
Esquerda e direita, direitos e deveres, os 3 patetas, os 3 poderes,
Ascensão e queda, são os dois lados da mesma moeda.”
Humberto Gessinger

10:19 AM  
Blogger Grunge ^Â^lado said...

Concordo com você, Nadine.
"Che" não foi menos, ou mais herói do que ninguém, mas ainda assim, um herói, como tantos outros, que arriscaram suas vidas, por seus IDEAIS, numa GUERRA. É engraçada a generalização pífia de Che, com o Demônio-mor do CAPEtalismo.

"Nós deixamos de ser colônia de Portugal para virar o quintal do Tio Sam. E estamos muito bem, não?
Miséria, violência, desigualdade não existe aqui. Nossa saúde, educação são exemplos para o mundo!
" [2]

Condenam Cuba por ser independente, e forte, mesmo depois de ter sido bloqueada economicamente umas 15 vezes. Muitos aderem o sistema, outros não...Isso é anormal? Você concorda com o sistema em que vive? Há mortes todos os dias, milhões de pessoas morrendo, de diferentes formas. Os assassinos, de todas as cores, e classes sociais, estão cada vez mais criativos, em suas "articulações" Milhões de idosos e crianças, jogados na rua, continuam sendo vítimas do negligente, e engenhoso sistema que nos circunda. E o que fazemos?
Cuba CONTINUA FORTE, e nós?
A maior prova de que não há DOUTRINA, é que muitas pessoas, não concordam com o sistema, como em todos e qualquer país. Mas, lá as coisas funcionam.

"Acima de tudo procurem sentir no mais profundo de vocês qualquer injustiça cometida, contra qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo. É a mais bela qualidade de um Revolucionário." [Che Guevara]

Luz e Saúde

Wil

3:27 PM  
Blogger Zuza_Brasil said...

Merece respeito, admiração, e que as pessoas conheçam sua historia. E nao saiam falando merda, nao importa o lado.
É triste ver a mídia, tao torpe,expoe suas oponioes como se fossem verdade absolutas e fazem àqueles leitores fracos e que nao conhecem nada acreditarem na sua versão.
Eu ando por aí reparando nas capas das revistas..nas manchetes de jornal.. como pode?! Ver como eles influenciam na cara dura.. e o pior eh que ainda tem pessoas, que nao tem instrução que vao la e assimilam aquela merda toda!
isso eh revoltante!
(Estou falando disso pq vi uma capa com uns dizeres nao mto amigaveis em relação à esse nosso revolucionario)

Fica na Paz Ticolino!!!!
Te adoro, respeito, admiro mto mesmo!
Como pessoa,idolo,profissional e cidadao!
;)

Beijos

7:15 PM  
Blogger Stefano said...

Caro Tico

...olha que quanto mais eu penso ("grande bosta", diria um maldoso), mais eu me convenço de que o anti-americanismo reinante é apenas mais um sintoma de nosso Coitadismo histórico...do "Somos Pobres porque Eles São Ricos e Maus", essas tolices que são pensadas, pior!, repetidas sem jamais levar em consideração nosso centenário patrimonialismo, coronelismo (saca os Sarney, que em 40 anos deixaram o Maranhão em último lugar no IDH no país? esse tipo de gente; Saca Lulinha, aquele que era monitor de jardim zoológico quando papi foi eleito presidente da República e agora é um próspero dono de canal de TV? esse tipo de gente também) e o maldito populismo, que só alimenta uma custosa, corrupta e ineficiente burocracia assistencialista. Cadê o Fome Zero? Cadê o Primeiro Emprego? Acabaram. Mlhões de reais torrados em publicidade. Soube do Pronasci (outra Bolsa-Esmola), que foi lançado com o habitual estardalhaço na SEMANA PASSADA? Tarde demais...ANTEONTEM FOI CORTADO PARA GARANTIR A VOTAÇÃO DA CPMF.

Mas eu ia falar sobre a propalada violência e beligerância dos norte-americanos...Bom, honestamente, eu não quero nem saber...sério...Tô me lixando muita coisa para o quê ou quem Bush vai bombardear amanhã...tá bom, me preocupo sim, mas depois...porque eu nasci e sobrevivo no ÚNICO país do mundo, em guerra ou santa paz, onde mais de 70.000 pessoas são assassinadas por ano... porque eu queria é que meu governo, alí ó, Brasília, tomasse uma posição definitiva em relação as FARC's, por exemplo, aqueles narcoterroristas-pela-causa que entopem livremente o Brasil com armas e cocaína (e adestramento para o pacífico MST - e PCC também).

Queria que o Cabralzinho mostrasse ao que veio, além daquele perene sorriso cretino, e reformulasse corajosamente as polícias do estado...Queria que o Viva-Rio propusesse uma política ANTI-CRIMINALIDADE ao invés de sua notória política de PRÓ-CARINHO-E-PACIÊNCIA-PARA-COM-AS-MINORIAS-DELINQÜENTES...enfim, acho bom cuidarmos de nossos narizes, enquanto temos...

Para Ilustrar: Quando da visita do Bush em Sampa, os manifestantes portavam cartazes que eram engraçadíssimos...mais ou menos assim: "A SAÚDE ESTÁ UM CAOS! FORA BUSH!!" ou "CHEGA DE CORRUPÇÃO! FORA BUSH!!" ...não sei porque essa gente não está marchando em Washington, pô...suas cabecinhas e seus coraçõezinhos humanistas estão lá, afinal...Eles são bons demais para se preocuparem com brasileiros.

7:53 PM  
Blogger Stefano said...

(...e na primeira guglada, olha o que achei:)

EM 24/11/2006

No Estado de SP:

"Em longa carta dirigida ao Palácio do Planalto, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) saudaram ontem a vitória do presidente Lula em outubro e pediram apoio à sua causa. Hoje com 17.000 homens e de olho em uma pesquisa segundo a qual 70% dos colombianos querem o fim da guerra civil( HAHAHAHAHAHA), o grupo diz contar 'com o apoio do governo e do povo do Brasil, assim como dos demais países vizinhos', na sua esperança 'de fazer prevalecer a força da razão sobre a razão da força' na Colombia. A nação, segundo o signatário do texto, o líder guerrilheiro Raul Reyes, está 'necessitado como nunca de um governo que a reconcilie e reconstrua'.Como pano de fundo, a mensagem do grupo - divulgada também em seu site na internet - ocorre num momento em que Colômbia e EUA continuam atuando juntos no combate às organizações esquerdistas do continente (AH, COITADOS..COMO VÃO REFINAR COCA?). Reyes queixa-se de que 'não existem vontade política nem gestos concretos nos governantes de turno que deixem entrever a possibilidade de troca de prisioneiros nem a retomada do diálogo'.Em outro trecho, as Farc prometem não criar problemas na fronteira:("A GENTE ENTRA E SAI QUANDO QUER, BELEZA?") 'Manifestamos nossa disposição de nos manter firmes em nossa política de fronteiras, fazendo da boa vizinhança a razão para respeitar sua soberania territorial e da fronteira de 1.645 quilômetros um lugar de pacífica convivência entre os dois povos'."

8:07 PM  
Blogger Stefano said...

Inamara

Só hoje li teu comentário...Agradeço as palavras e sugestões, de coração. Mas tenho umas observações, também. O "Tudo é relativo" não funciona comigo. Crime é crime. O tal do Ferréz dizendo que "o bandido levar o Rolex e o Huck, sua vida, é uma troca justa" é safadeza, apologia do crime, canalhice. Censura é Censura. Guerra é guerra, entre dois (ou mais) estados. Guerrilha é a tentativa de tomada do poder interno, através da violência e da morte de inocentes. O che meteu-se na Bolívia, não teve NENHUM apoio dos camponeses que ainda o entregaram. Não é culpa minha se a história do comunismo/socialismo é feita com muito sangue. Tem um comentarista que sugeriu que cubanos em fuga são uma armação da Globo...esse nível, de jardim de infância, não dá pra "relativizar" também. Não é culpa minha se 2 milhões de coitados já fugiram da ILHA-PRISÃO. PESQUISEM. A internet taí pra isso mesmo. Deixei alguns links, atrás, inclusive...O que não pode, meeeesmo, é achar normal que um cidadão honesto e sem pendências jurídicas não possa sair de seu país, como em Cuba. "Relativizar" isso é de uma desonestidade intelectual enorme, além de uma covardia e deboche para com aquele povo sofrido.

E sobre meu texto hmm, como direi?, exaltado, sou assim mesmo...mas pode acreditar que a ênfase emocional não compromete meus argumentos...e a saúde vai bem, obrigado.

Abraços e um bom feriado pra você & demais amigos

7:40 AM  
Blogger Reticências said...

Fico chateada quando tem posts e comentários tão ricos de debate. Mas estou numa correria danada por uns projetos bem bacanas. Mas enfim, serei breve: há uma história escondida entre aquela que eles nos apresentaram daquele q não quiseram ou não puderam nos contar.


Quero falar sobre o Che também. Vou ler comentários e voltar.

...

4:44 PM  
Blogger Clube da Insônia said...

Este comentário foi removido pelo autor.

2:54 PM  
Blogger Clube da Insônia said...

Caro Stefano,
Dizer que a política americana não influencia em nossas vidas é no mínimo desconhecer qualquer valor histórico das atitudes praticadas por nossos governantes, desde que JK resolveu por exemplo construir Brasília e fazer o nosso país crescer 50 anos em 5. O dinheiro investido aqui, foi praticamente todo "emprestado" de nossos vizinhos queridos, gerando uma dívida externa absurda que culminou com diversos problemas que vão nos levando ao caos atual.
Hoje em dia o problema do Brasil esta relacionado com os altos juros que pagamos aos bancos na dívida interna que rende lucros estratosféricos para os banqueiros.
Mas a questão não é só essa.
Toda e qualquer imposição do imperialismo americano ( e acho essa expressão duvidosa, porém útil) repercute diretamente em nossas vidas, de forma que deveríamos ter um título de eleitor daquele país para que pudéssemos participar mais ativamente da política internacional tendo em vista o poder que vossas decisões tem em nossa economia e consequentemente na política do nosso país.

Quanto a questão da criminalidade, é bem simples de entender, quem foi que misturou PRESO POLÍTICO COM PRESO COMUM?
Quem foi que proporcionou o crescimento da miséria e a falta de investimentos em EDUCAÇÃO E SAÚDE?
Também acho que esses assistencialismos não adiantam em longo prazo, ajudam por um curto período mas não oferecem condições para que estas pessoas venham a se tornar cidadãos, pois continuo questionando a existência de uma política pública voltada para o ENSINO das camadas mais pobres da sociedade.

Já ouviram HAÍTI do Caetano e Gil?
Então escutem.

Cada um defende o seu lado, o fato é que na prática, não estamos vendo nenhum governo melhorar nada a longo prazo, as soluções são sempre para acalmar os ânimos.

Tudo a mesma bosta.

Tico Sta Cruz

2:58 PM  
Blogger DÉIA said...

depois de ler tanta coiza meu olho está ardendo e estou sem raciocínio para escrever nada.
beijos tico

3:07 PM  
Blogger Kari said...

Eita que a coisa aqui tá cada vez melhor... Não pude deixar de voltar e comentar sobre algumas coisinhas, posso, né?

Stefano, como eu já te disse, não adianta você ficar tentando convencer a todos que apenas o que você pensa e comprova é o que deve ser acreditado, mesmo que você conprove através de tantos relatos, aqueles que admiram Che, devem ter um motivo pra isso.

Quanto ao que você falou sobre o anti-americanismo, tenho que discordar um pouco, afinal, muitos não "odeiam" os Estados Unidos porque "somos pobres e eles são ricos", mas porque eles são egoístas e ambiciosos.
Você disse: "Tô me lixando muita coisa para o quê ou quem Bush vai bombardear amanhã...". Dessa forma eu pergunto, se não te importas com quem Bush vai bombardear amanhã, porque te importas tanto com os "bombardeados" por Che? Só por Che ser socialista, comunista ou sei lá o que, e Bush ser quase "o dono do mundo"? Por isso o "respeitas" tanto? Enfim...
Você também falou que a história do socialismo/capitalismo é feita de sangue. Mas se formos perceber bem direitinho, a hisória do nosso país, da nossa "democracia" também é feita de sangue. Não apenas na época da ditadura, mas até os dias de hoje. Afinal, sabe quantas pessoas morrem nas filas dos hospitais públicos por falta de medicação, de ambiente, e até de médicos? E sabe por que falta tudo isso? Porque alguns políticos estão com o dinheiro da saúde pública aplicados em alguma casa de luxo ou em algum jatinho.
E de fato, a Iamara pode está certa quando diz que "tudo é relativo", afinal, toda moeda tem dois lado.

Era isso.

Tico,
Um beijão,
Kari

6:14 PM  
Blogger Ana Paula said...

O que será de toda essa gente daqui a um minuto?
ana paula vivo pelo amor

10:39 PM  
Blogger Reticências said...

Voltei...

Falando de Che, seja como "herói romântico" ou "guerrilheiro sanguinário", as últimas quatro décadas criaram uma larga distância entre o homem que Ernesto Guevara foi e o mito ao seu redor.

Como sempre acontece, os dois lados têm razão. Guevara foi e continua sendo o maior exemplo de paixão por um mundo melhor, mártir que se imolou por uma causa nobre, a justiça social. Neste particular, seu nome e rosto de guerrilheiro ficarão para sempre.
O outro lado é também verdadeiro. Após a revolução, e entronizado no poder como o segundo homem na hierarquia cubana, mostrou que não tinha vocação nem entusiasmo pela função pública. Seus planos econômicos foram um desastre.

Foi eficiente apenas na temporada que se seguiu à tomada do poder, quando assumiu a responsabilidade pelas centenas de fuzilamentos dos adversários, muitos deles sem nenhum julgamento.

Contudo, sua grandeza pessoal e a dedicação consciente e permanente à causa que abraçou fizeram dele o melhor logotipo das reivindicações humanas que encarnou como nenhum outro em nosso tempo.

Nunca se deverá julgá-lo por sua atuação como executivo funcional ou estadista político. Ele desprezava as duas funções. A crueldade com que mandou fuzilar adversários foi a mesma que se voltou contra ele.

Em Cuba, ao contrário do que se reza a lenda, saúde e educação já se destacavam antes de Fidel. Nos anos 50, a ilha exibia taxas de alfabetização mais altas que as de quase todo o continente, serviços médicos de alto nível e mortalidade infantil comparável à da Europa. Tudo isso está nos anuários estatísticos da ONU, mas é obviamente ocultado. Na ilha, não houve engajamento de causa. Só o discurso de “luta contra o imperialismo”.
Com Fidel morto-vivo, e um irmão com uma visão de abertura como Raúl, é certo saber que a ilha vai ser bombardeada pelo imperialismo. Não sei se pelo Americano, que durante todo esse tempo fez vistas grossas ao país, com o único interesse de se apropriar na hora certa. Mas com o fiasco no Iraque. Uma mudança é certa, se pra melhor ou pior, só o tempo pra dizer.)

Arrisco a perguntar se em algum período da história, houve tentativa de liberdade sem que sangue se derramasse.

O grande dilema de qualquer forma política é conviver com as diferenças, as impurezas, expectativas e o pior, a realidade...

3:48 PM  
Blogger Manuel Flávio Cardoso said...

Manuel Cardoso,Pa(guerreiro da luz).
Ola amigos, ola Tico.
Bem, vários pensamentos e idéias, por mais q possam ser dissonantes todos tem e devem se expressar. Agora essa discursão de esquerda e direita é cegueira, pq o ser humano tem a infeliz tendência de se colocar em segundo e terceiro planos?, tudo, a política, os títulos acadêmicos, as posições sociais, tudo é e vem depois do SER HUMANO. As criações, as invenções e as convenções devem servir à coletividade e ao equilibrio humano e da natureza.
A cada tempo temos os homens e a sociedade que aquele período merece e necessita,Che era um homam tranquilo pacífico, porém durante sua viagem caiu a venda de seus olhos (as vendas q hoje cegam nossa sociedade q acha q está td bem, basta conseguir pagar as contas do mês e poder consumir o q te empurram as alienatórias tv's, junto um chopinho c/ tira-gosto e a balada)e àquele período dificilmente caberia outra postura, atrocidades aconteciam na américa latina, não havia a tacocracia da informação e dos meios de comunicação hoje existentes, para que o mundo ficasse ciente e se manifestasse, aqueles eram anos crueis e difíceis. Che saiu do seu mundo, quem de nós tem esta coragem, tentar fazer sua parte e mudar a realidade de sua gente, se alguns pobres humanos jogam pedra, q saiam de sua bolha e façam sua parte. Che foi lidar com O Monstro e infelizmente, por várias causas e situações, e em momentos, transformou-se em um(Nietzsche), porém ele foi a guerra e quem nunca foi não pode pensar em abrir a boca, ele foi humano como todos nós, imperfeitos e cheios de neuroses e sonhos, pois o perfeito,Jesus, foi brutalmente perseguido e assasinado por nós humanos.
Outra coisa, quantas monstruosidaes cometemos em nosso dia a dia, quando tratamos mal quem amamos, quando nos omitimos diante de uma injustiça, quando por nossa culpa e/ou dolo alguém é prejudicado, enfim temos q olhar p/ nosso mundo primeiro, reciclá-lo e reformá-lo. Olhem em volta quanta falta de amor, próprio e ao próximo, está faltando Deus no coração das pessoas, falta pq elas insistem em não querê-lo. Che foi humano, so que diferente da esmagadora maioria, foi corajoso, verdadeiro, leal e não se vendeu!!!
Não liguem p/ alguns jornalistas, estes q fazem da informação um quitanda e um balcão de negócios, eles que façam uma auto-avaliação e que quando vier a cobrança pelos seu desatinos, assumam e sejam homens como Che! um grande abraço a todos, fiquem na luz e na paz de Deus!

11:02 PM  
Blogger Manuel Flávio Cardoso said...

Ola amigos, ola Tico.
Bem, vários pensamentos e idéias, por mais q possam ser dissonantes todos tem e devem se expressar. Agora essa discursão de esquerda e direita é cegueira, pq o ser humano tem a infeliz tendência de se colocar em segundo e terceiro planos?, tudo, a política, os títulos acadêmicos, as posições sociais, tudo é e vem depois do SER HUMANO. As criações, as invenções e as convenções devem servir à coletividade e ao equilibrio humano e da natureza.
A cada tempo temos os homens e a sociedade que aquele período merece e necessita,Che era um homam tranquilo pacífico, porém durante sua viagem caiu a venda de seus olhos (as vendas q hoje cegam nossa sociedade q acha q está td bem, basta conseguir pagar as contas do mês e poder consumir o q te empurram as alienatórias tv's, junto um chopinho c/ tira-gosto e a balada)e àquele período dificilmente caberia outra postura, atrocidades aconteciam na américa latina, não havia a tacocracia da informação e dos meios de comunicação hoje existentes, para que o mundo ficasse ciente e se manifestasse, aqueles eram anos crueis e difíceis. Che saiu do seu mundo, quem de nós tem esta coragem, tentar fazer sua parte e mudar a realidade de sua gente, se alguns pobres humanos jogam pedra, q saiam de sua bolha e façam sua parte. Che foi lidar com O Monstro e infelizmente, por várias causas e situações, e em momentos, transformou-se em um(Nietzsche), porém ele foi a guerra e quem nunca foi não pode pensar em abrir a boca, ele foi humano como todos nós, imperfeitos e cheios de neuroses e sonhos, pois o perfeito,Jesus, foi brutalmente perseguido e assasinado por nós humanos.
Outra coisa, quantas monstruosidaes cometemos em nosso dia a dia, quando tratamos mal quem amamos, quando nos omitimos diante de uma injustiça, quando por nossa culpa e/ou dolo alguém é prejudicado, enfim temos q olhar p/ nosso mundo primeiro, reciclá-lo e reformá-lo. Olhem em volta quanta falta de amor, próprio e ao próximo, está faltando Deus no coração das pessoas, falta pq elas insistem em não querê-lo. Che foi humano, so que diferente da esmagadora maioria, foi corajoso, verdadeiro, leal e não se vendeu!!!
Não liguem p/ alguns jornalistas, estes q fazem da informação um quitanda e um balcão de negócios, eles que façam uma auto-avaliação e que quando vier a cobrança pelos seu desatinos, assumam e sejam homens como Che! um grande abraço a todos, fiquem na luz e na paz de Deus!

11:05 PM  
Blogger Angelo da C.I.A. said...

A ditadura cubana, se um fracasso economico e socialmente retumbantes, é igualmente um sucesso de marketing!
Veja, em Cuba há, percentualmente, mais analfabetos que nos EUA ( pode conferir na Wikipédia: http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_literacy_rate ), mas a mentira de que não há analfabetos percorre o mundo.

Outra grande mentira diz respeito ao sistema público de saúde. Por acaso, você conhece algum avanço medicinal oriundo de Cuba? Conhece alguma celebridade mundial, de qualquer rumo, que não seja Maradona, que tenha ido se tratar em Cuba? A mentira bem plantada é tratar uma virtude isolada no ramo da Medicina ( especificamente, o de uso de cartilagem de tubarão e outros recursos naturais em tratamento de doenças de pele ) como um trunfo universal. Não, Cuba não é avançada em sua medicina coisíssima nenhuma. Nem poderia ser com seus equipamentos de informática que mal chegaram ao fim da década de 90.
Por exemplo, em tratamento de problemds cardio-vasculares, o Brasil está zilhões de anos à frente de Cuba. Veja, não estou falando de país desenvolvido, estou falando da porcaria do Brasil. Neurocirurgias então, vixi, é goleada.
Enfim, a competência da mentira se junta com o equívoco do desconhecimento e produz coisas como afirmar que a CIA patrocinou o golpe de 64. Patrocinou como? Forneceu material? Forneceu pessoal? Forneceu "inteligência"? Não, nada disso! Mas uma boa mentira é sempre melhor do que uma triste verdade. A triste verdade é que sim, os brasileiros queriam aquele maldito regime autoritário. Assim como escolheriam algo semelhante agora se lhes fosse garantido em troca segurança. Povo gosta mesmo é de ditadura.

5:35 AM  
Blogger Yves said...

Não sei se isso foi dito aqui já ou não, mas o comunismo nunca foi aplicado realmente, como no manifesto comunista diz, este tipo de governo só irá dar certo se for exercido em um país desenvolvido e rico.
A Rússia vivia quase em um feudalismo, Cuba extramamente atrasada só para esses dois aí que chamam mais atenção. A China hoje de comunista só o partido.

2:10 PM  
Blogger Yves said...

Deve ser por isso que os Estados Unidos comprou vacinas contra Hepatite B de Cuba, mas isso a grande mídia não mostra, o gigante se curvando ao inimigo?!?!?! nem pensar!

2:12 PM  
Blogger Yves said...

Desculpe não foi contra Hepatite B, foi contra câncer de pulmão.

2:15 PM  
Blogger Felipe Briseno said...

Che esta figura que viverá para sempre nos pensamentos de quem o segue e admira. Sendo sincero, Che Guevara não é uma figura que eu admire por aí alem, até porque não se enquadra, de todo, na faixa cronológica que vai desde o meu nascimento até este 28 de Fevereiro de 2008. Seguir um ideal só por seguir penso que é uma ação errada. Falar de Che Guevara como uma figura com que me identifique e que eu siga é mentir com todos os dentes da minha boca. Mas admirar e enaltecer figuras importantes (pela positiva) da história mundial é um dever de todos, e eu não fujo à regra, por isso hoje faço aqui referência a Che.

Depois de uma pesquisa, nomeadamente na Wikipédia, voltei a relembrar alguns pormenores que a minha memória não conservou, com especial destaque para a forma desumana como Che Guevara faleceu. O ódio que muitos lhe tinham converteu-se na sua sentença de morte - depois de ter sido capturado no dia 8 de Outubro de 1967, na Bolívia, foi executado e o seu corpo só foi encontrado 30 (!) anos depois (1997), numa vala comum, sem as duas mãos. Só em Outubro de 1997 Che Guevara pôde descansar em paz, após lhe terem sido prestadas as devidas homenagens e a dignidade que se lhe impunha. A sua última morada encontra-se em Cuba, talvez o país mais marcante da sua vida.

Sei que é muito importante tudo que vocês postam aqui ...muito importante para a nossa historia mundial.

De uma certa forma as vezes penso como um revolucionario...

Pessoal cade o amor ao proximo?

Cade a vontade de revolucionar ?

Acho que hoje a classe esta se conformando com o prato de arroz e o ovo....não tem a minima vontade de lutar ou reivindicar seus direitos....

E o velho ditado se estende ainda ... "" você só vale o que tem ""


"Até onde isso vai parar? "

Isso me deixa muito furioso !!



"Acima de tudo sejam sempre capazes de sentir profundamente qualquer injustiça cometida contra quem quer que seja, em qualquer parte do mundo. É a mais bela qualidade de um revolucionário."
Ernesto Guevara

Mais Tomara que o sentimento de revolução ,de luta pelos nossos direitos e pelos nossos impostos vigore na cabeça de todos...

concorda TICO ?

Bons Fluidos a todos....

10:54 AM  

Postar um comentário

<< Home