sexta-feira, outubro 05, 2007

Baby

Baby
Não sei onde estou.
Nos meus sonhos estranhos
vou voando por cima de tudo.

Baby
Não vou pra onde vamos.
Estou pensando em voltar
e começar tudo de novo.

Como na primeira vez em que nos olhamos e o céu transformou-se nas asas de um inseto gigante que tinha traços de dragão e olhos pintados de fogo. Com suas ventas em chamas partia em nossa direção. Lembro-me de seus movimentos rasteiros, ensandecidos de medo.
Nós dele e ele e de nós.
O medo é uma criança atravessando a rua sem olhar para os lados enquanto corre atrás de uma bola que vai de encontro a um carro em alta velocidade.

Temos que evitar a colisão entre o metal e o coração dos inocentes.
Temos que impedir o confronto da dor com a anestesia.
Temos que arremessar almofadas de retalhos coloridos nesse universo preto e branco.

Não precisamos mais de suas TVs nem de suas novelas.
Não precisamos mais de suas músicas e nem das vozes chatas de seus locutores.
Não precisamos mais de seus programinhas para vender beijos.
Não queremos a sua liberdade que escraviza.
Não desejamos seu amor de capa de revista.

Baby
Meu corpo está nu.
Venha pra cima de mim.
Minha alma clama por ti?
(Não isso é clichê de mais)

Tico Sta Cruz

32 Comments:

Blogger Mariana Pacheco said...

Ih..é sim, viu?

rs

- Não precisamos mais de seus programinhas para vender beijos.
Não queremos a sua liberdade que escraviza.
Não desejamos seu amor de capa de revista. -


Nem eu =p

~ Gostei do texto..=D

Beijos..

Mari ;*

6:40 PM  
Blogger Cristal said...

Este comentário foi removido pelo autor.

6:57 PM  
Blogger Carla Aguiar said...

Estou com sono e sem vontade de escrever qualquer coisa útil.
Passei só pra deixar um beijo! =)
Ah, os clichês às vezes são verdades.
E chegam até a funcionar... ;)

Bom final de semana!
Beijo grande!

7:07 PM  
Blogger Alessandra said...

Baby
Meu corpo está nu.
Venha pra cima de mim.
Minha alma clama por ti?
(Não isso é clichê de mais)




Primeiro não acho,não porque outro dia eu sonhei "quase" tudo isto.
adivinha quem estava comigo no sonho.....rsrsrs

7:59 PM  
Blogger Reticências said...

Vem cá,
Se queres voltar, cabeça erguida
Manda o medo embora
E comecemos de novo

Face a face
Vamos nos tocar
Olhar nos olhos
Vamos sair e tomar um sorvete
Jogar conversa fora e soltar gargalhadas contagiantes

Vamos contagiar o mundo com o amor
Explodir vida por todas as fendas da cidade
E assustar os dragões da ignorância

Clichê ou não, de que importa?

9:46 PM  
Blogger Reticências said...

Miedo
(...)
O medo é uma linha que separa o mundo
O medo é uma casa aonde ninguém vai
O medo é como um laço que se aperta em nós
O medo é uma força que não me deixa andar
(...)

O medo é uma sombra que o temor não desvia
O medo é uma armadilha que pegou o amor
O medo é uma chave, que apagou a vida
O medo é uma brecha que fez crescer a dor


Medo de olhar no fundo
Medo de dobrar a esquina
Medo de ficar no escuro
De passar em branco, de cruzar a linha
Medo de se achar sozinho
De perder a rédea, a pose e o prumo
Medo de pedir arrego, medo de vagar sem rumo


Medo estampado na cara ou escondido no porão
O medo circulando nas veias
Ou em rota de colisão
O medo é do Deus ou do demo
É ordem ou é confusão
O medo é medonho, o medo domina
O medo é a medida da indecisão

Medo de fechar a cara, medo de encarar
Medo de calar a boca, medo de escutar
Medo de passar a perna, medo de cair
Medo de fazer de conta, medo de dormir
Medo de se arrepender, medo de deixar por fazer
Medo de se amargurar pelo que não se fez
Medo de perder a vez

Medo de fugir da raia na hora H
Medo de morrer na praia depois de beber o mar
Medo... que dá medo do medo que dá
Miedo... que da miedo del miedo que da
Pedro Guerra/Lenine/Robney Assis

Luz!!!!
...

9:57 PM  
Blogger borbô * said...

quando tem um corpo nú na nossa frente, baby, não precisamos de mais nada a não ser dele.

*R*


beijos

11:34 PM  
Blogger Matreya said...

" Você precisa saber da piscina
Da margarina, da Carolina, da gasolina
Você precisa saber de mim
Baby, baby, eu sei que é assim

Você precisa tomar um sorvete
Na lanchonete, andar com a gente
Me ver de perto
Ouvir aquela canção do Roberto
Baby, baby, há quanto tempo

Você precisa aprender inglês
Precisa aprender o que eu sei
E o que eu não sei mais, e o que eu não sei mais
Não sei comigo vai tudo azul
Contigo vai tudo em paz
Vivemos na melhor cidade
Da América do Sul, da América do Sul
Você precisa, você precisa
Não sei leia na minha camisa
Baby, baby, I love you "

Sei lá...lembrei dessa música...
:)

MATREYA

11:53 PM  
Blogger Inamara said...

Meu Santo Forte.....Minha Santa Cruz
O que não é "clichê" quando tratamos de amor, paixão, desejo???
...e você???? Você pode ser TUUUDOOO...até "clichê" demais!!!!
Beeeiiijooosss......TODOS!!!!!

1:20 AM  
Blogger Nina said...

Disperto
Em UM DIA QUE NÃO TERMINOU,em um OUTRO LUGAR, ouvindo o grito daquele SILÊNCIO perdebir que ESTOU APRENDEMDO A VIVER SEM VOCÊ,nem que deja SÓ POR HOJE,prefiro adreditar MEU BEM que O AMANHÃ possa ser UN DIA COMUM e que eu NÃO RECLAME MAIS, e possa PROSSEGUIR com meus SONHOS VERDES,e COM TUDO QUE EU FALEI DORMINDO,que eu possa ir MAIS ALÉM com meu TÊNIS ROQUE,QUANDO O SOL SE FOR.
EI, PERAÊ,mas QUEM SOU EU sem seus OLHOS CERTOS? não enxergo,e NO ESCURO O SANGUE ESCORRE. agora QUE DIFERENÇA FAZ, NEM ME LEMBRO MAIS,estamos em casa agora,e COM VOCÊ, NADA VAI MUDAR, porque VOCÊ ME FAZ TÃO BEM, e é ASSIM QUE TEM QUE SER!
Amo muito vocês!

4:41 AM  
Blogger LETI said...

O primeiro olhar...
Sentir medo ou só aflição
Estar aflito tem sentido?
AAAHHHHHHHHHHH

Não quero
Não desejo
Não preciso
ou será
Só quero
Só desejo
E até preciso...

O Nu é cru
O cru é o começo
Sem preparo
Sem cerimonia
Só instinto
E sentimento

Respiro fundo
Preciso sentir o ar no peito
as vezes saio deste corpo
deixo ele ao vento...

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Até mais...
Leticia

5:58 AM  
Blogger Danielle said...

NÃO PRECISAS SABER ONDE ESTÁS,
NEM PARA ONDE VAIS,
ESTÁS AQUI...

E ISSO É O QUE IMPORTA...

NÃO HÁ INÍCIO, NEM MEIO, NEM FIM...
SÓ O AGORA...

E ISSO É O QUE IMPORTA...

SE É CLICHÊ OU NÃO BABY,
ISSO É QUE NÃO IMPORTA...

COM AMOR,

DANNY

6:26 AM  
Blogger **Renata Ferri** said...

"Baby
Não vou pra onde vamos.
Estou pensando em voltar
e começar tudo de novo."

Talvez essa seja a única solução quando vivenciamos esse mundo de medo,desamor.
E quando cansar-mos de lutar pro nossas vidas,
o melhor a fazer é apenas se resguardar e se entregar a um "falso prazer".

Minha abstinência de vc vai passar em poucos dias.

Bêjo0s,
Rê!
Te amo MEU SANTO FORTE!

7:15 AM  
Blogger *Carol Carolina* said...

me identifiquei.

"a primeira vez q olhamos e cruzamos os sorrisos estranhos...
dá um medo....do desconhecido.."

mas qdo toca mais d eperto, e quando o corpo esta nú....
de que importa o mundo la fora?

cada momento unico e diferente, variando a cia,a sensação.
mas o prazer sempre tem q estar presente. sempre!

e, que sensação!!!!!!!

vc, eu ate deixo usar cliches...*rs

7:45 AM  
Blogger Priscila said...

Achei interessante essa visão do medo...realmente tudo é uma questão de ponto de vista, o foco da criança se limita a bola... e ela se arrisca sem pensar, já o do adulto é no carro que vem em alta velocidade e na criança inconsequente.
Se sabemos que alguém está entrando em uma "fria" mas por algum motivo seu foco está direcionado a outro ponto...e ela não consegue ver o Todo...nossa OBRIGAÇÃO é abrir esses olhos, mesmo que a gente perceba que seja em vão... não podemos nos isentar de ao menos tentar...
E sabe... uma das grandes responsáveis por essa cegueira acredito ser realmente o que citou.... a mídia, molda nossos comportamentos, cada atitude nossa, não pensada... inconsciente pode ter aquele fundinho do amor perfeito dos filmes de hollywood... "pouco clichê" rs mas tbm não vou negar que um clichezinho é bom de vez em quando...hehehe
principalmente se não subestima a nossa inteligencia hehehe

11:53 AM  
Blogger Priscila said...

Só um ps...
Queria convidar as pessoas que comentam aqui a debaterem o tópico " A ética , a moral e a liberdade" na Comunidade do DRC
este é o link:
http://www.detonautas.art.br/index2.jsp?pagina=comunidade.jsp&pagina2=topicos_comentarios.jsp&codTopico=263

No momento estamos debatendo a Sociedade Alternativa... e inclusive estávamos comentando sobre a Mídia e o seu poder sobre os nossos comportamentos...
Bom eh isso...
;)

12:00 PM  
Blogger tati said...

Tico,


Todos Vivemos na

Fantástica ( e infinita )Fábrica de Clichês !(vulgo Planeta Terra).


Será que o Medo é clichê ?

O que é clichê?
ou melhor, o que não é clichê ??
clichê é bom
ou é ruim?
é chato
ou é "legal "?
é criatividade
ou falta de originalidade?
é verdade
ou é mentira ??

...


"...Sei que às vezes uso Palavras repetidas Mas quais são as palavras Que nunca são ditas?" (Legião Urbana - Quase Sem Querer)


E hoje em dia, como é que se diz "Eu te amo"?(?? Quem será que disse isso -PRIMEIRO-hein ???).

Chega ! Clichê demais aqui... hãm?


Para mim,o clichê é como a piada , sempre dizemos na expectativa de ágradar o outro .Se funciona ou não, ah isso já é uma outra história...

(...) Baby
Meu corpo está nu.
Venha pra cima de mim.
Minha alma clama por ti?".


Esse por exemplo, me agradou (e muito )!!!

**risos**



Tico...
Grannnnnnde Beijo !!

Tati
tatiane_afonso@hotmail.com

12:53 PM  
Blogger Khalee Whiteagle said...

° baby compra o jornal, e vem o Sol....ele continua a brilhar..apesar de tanta barbaridade....°

a vida sempre continua...apesar de tudo..de nós..de todos os abismos sem fim..

beijos

1:04 PM  
Blogger infinitefairytale said...

Estava aconchegada na minha fiel preguiça de cidadão brasileiro, procurando algo de bom na televisão (tentativa tri frustrante, mas isso é apenas um detalhe) quando vi Detonautas na TV Câmara. Nem sei o motivo de ter deixado no canal, mas deixei. Guri, para quem só escutava aqui no sul toda hora "quando o sooool se for meeeeu amooooor" (e etc) fiquei feliz (feliz MESMO) quando escutei as novas letras (creio que são novas). Até fiquei curiosa por saber que livros tu tiras tuas inspirações. =)
Perdoe-me por chegar a vir em seu blog, contudo realmente achei ótimo o que vi.

Aline.

Ps: não tenho conta nesse lugar, qualquer coisa responda por e-mail (mesmo que seja para ofender mais uma omissa e não tão covarde cidadã brasileira!)
infinitefairytale@yahoo.com.br
=)

2:04 PM  
Blogger Palavras de um mundo incerto said...

Tico,

O que dizer dessa maravilha de poesia. Muito linda.

Eu preciso de coisas que me enriqueçam e que me façam bem.

FELIZ ESTOU POR APRENDER NÃO ATRAVÉS DA TV, MAS SIM DOS LIVROS O QUE É VIVER.

SEI QUE VIVER É VIDA. ENTÃO VIVO!

Obrigado!

Marcos Ster

Ps:Valeu pelA INDICAÇÃO no programa RITMO BRASIL, DO LIVRO DO Pink Floid

2:19 PM  
Blogger Son Pedro said...

dá musica hein.

4:50 PM  
Blogger Suelen DRC said...

No meio disso tudo em que vivemos, a única coisa que necessitamos é de amor... e sendo clichê ou não, isso é o que pouco importa!!
Se entregue sempre!!

Bjão querido!!
Te amo!!

5:07 PM  
Blogger •Gabi said...

Adorei a versão-emoção do Tico.

Adorei também a comunidade do site.
Bonitinho aquele lugar...

5:27 PM  
Blogger M. said...

"e me falou dos seus romances...pára na esquina e diz good bye....e me disse esquisitices...fina flor...."

Tú é fina flor...só não se do quê ainda...*rs*


Beijo na nuca.

M.

5:56 PM  
Blogger Cláudia Vila Nova said...

Diz que esse texto vai ter uma continuação,por favor..rs*
Clichê ou não.
Aliás,andas muito clichê ultimamente...rs*Mas é tão bom.
Beijos pessoa linda por dentro e por fora.

8:48 PM  
Blogger Junior São gonçalo said...

Por que parece que sempre falamos as coisas mais simples, mais belas e sinceras (ainda que somente por aquele momento, ainda assim, são sinceras) QUANDO ESTAMOS NÚS ???

O "nú" revela a nossa identidade real. Nos remete à fusão entre o início de tudo e o ponto máximo da nossa fome de prazer.

Quando estamos nús já não mais existe a vergonha que camufla. Não existem nem mesmo clichês...

A fome ultrapassa todas as barreiras.
Comer com amor. Comer com prazer.

Bundas de fora...
Nús...
Já contaminam a nossa identidade, chamando-a até mesmo de "artístico"

...
...

Viajei, fui longe...
Ah, sei lá...

Pronto. Acabou.

Belo texto.
"Faz o que tu queres, há de ser tudo da lei..."

Valeu!

Abraços,
JUNIOR

6:55 AM  
Blogger dedé said...

Boa Tico , mas venho aqui por outro motivo , Tico Sou Fã da Banda , já estive em shows de vocês em Andradas -MG, Hopi Hari e Jundiaí aonde eu moro, estou cursando Jornalismo ( Faccamp ), e estou fazendo um trabalho sobre Raul Seixas uma pessoa que tanto você admira, será que tinha como a gente bater um papo rapido sobre isso , fazendo favor ?? Meu e-mail é andrejundiai@hotmail.com !! Muito Obrigado e desculpe usar aqui para esse pedido !!

8:51 AM  
Blogger Cidadã said...

Pessoas amam de formas diferenciadas.

E nem sempre o caminho certo é o caminho que quero seguir.

Quero percorrer o caminho do amor, sem esperar que ele me leve a um lugar já esperado.

Que o amor me permita ter essa sua criatividade, que de forma nenhuma pode ser considerada clichê.

Um grande abraço.

9:19 AM  
Blogger (d)efeitos said...

Baby
Meu corpo está nu.
Venha pra cima de mim.
Minha alma clama por ti?
(Não isso é clichê de mais)


A alegria do pecado tbm as vezes toma conta de mim..É nessas horas q é tão bom não ser divina!!ahuaha..ja dizia Zelia Ducan

adorei seu texto...=)

10:37 AM  
Blogger Cristal said...

Este comentário foi removido pelo autor.

12:22 PM  
Blogger Ana Paula said...

OI amore!!!




Se está no coração é real.





Ana Paula -vIvO pElO aMoR

10:55 PM  
Blogger Cristal said...

Este comentário foi removido pelo autor.

4:21 PM  

Postar um comentário

<< Home