quinta-feira, fevereiro 07, 2008

Leituras mais recentes.

Dicas para quem gosta de ler:

- Ensaio sobre a cegueira - Saramago
Intermitências da Morte - Saramago

- Falcão, Mulheres e o tráfico.
( Mv Bill e Celso Athaíde)

- Pcc A Facção
(Fatima Souza)

- Freud e O estranho.
Contos Fantásticos do inconsciente.
( Braulio Tavares )
Neste livro existem contos de autores importantes como : Charlotte Perkins Gilman, H. Heinz Ewers, Willian F. Harvey, Bram Stoker. Dentre outros. Ótimo para ler a noite.

Foram os escolhidos para começar o ano.
Na fila:

- Biografia de Jimi Hendrix
- O gene egoísta

Abraços amigos.

O ano começou?

Tico Sta Cruz

25 Comments:

Blogger Pauline T.n.T said...

Ensaio sobre a cegueira eu tava de buscar essa semana!
Vou olhar mais livros do Saramago...

Suas sugestões são sempre muito bem-vindas!


Acho que o ano já começou sim né, afinal, "o carnaval já passou".

2:33 PM  
Blogger (( Brunosauay )) said...

Bem que estava mesmo precisando de algumas dicas de livros bons.
Fui a uma livraria um pouco antes do carnaval e sem nenhum livro em mente, fiquei por um bom tempo, no entanto, ate escolher um.
Levei o ELITE DA TROPA, que por começo esta muito bom...

Um grande abraço,e ja estão anotados as dicas dos próximos.

3:01 PM  
Blogger ** Renata Ferri ** said...

- Biografia de Jimi Hendrix também está na minhA lista! Já ouvi falar muiiiiiiiiiito bem deste!
Bêjo0s,
Rê!
Te amo MEU SANTO FORTE!

3:32 PM  
Blogger Palavras de um mundo incerto said...

Ei amigo, tô terminando a biografia completa de Che, de Jon Lee Anderson. Foram cinco anos de pesquisa sobre o ser humano mais completo do século 20.

Abs Tico e obrigado pelas dicas.

Marcos Ster

4:14 PM  
Blogger Danny Souza said...

* ASSINO EMBAIXO :
- " ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA " DO SARAMAGO
- " FALCÃO, MULHERES E O TRÁFICO " DO MV BILL E DO CELSO ATHAÍDE

* GOSTEI DAS DICAS. VOU PROCURÁ-LOS, PRINCIPALMENTE O DE FREUD QUE MUITO ME INTERESSA !

* MINHAS DICAS :
- RECENTEMENTE LI " OS SERTÕES " DE EUCLIDES DA CUNHA : É UMA LEITURA MEIO DIFÍCIL MAS INSTIGANTE.
- ESTOU LENDO " OS SUBTERRÂNEOS " DE JACK KEROUAC : PARA QUEM GOSTA DOS POETAS-MARGINAIS DA S. FRANCISCO DO INÍCIO DOS ANOS 50 É UM PRATO CHEIO.

BOA LEITURA !

BEIJOS,

DANNY

5:53 PM  
Blogger Lúthien Telrúnya said...

Falaa Tico..!!!
Poazzz vou anotar os que eu não lii ae!!!
Finalmente acabou o carnaval e o ano começou, eu espero!!!
Acredita que eu perdi o primeiro dia de facul que foi quinta dia 7 pq a empresa de onibus nao trabalhou?????????? :# Que raiiiva ...

Mas aee.. tem um livro mto legal que chama MArta,a Arvore e o Relogio do Jorge Andrade... São peças de teatro dele... muito boas!!!^^ Nao sei se vc curte esse tipo de literatura mããããããss tá sugerido rsrsrs
E só na espera pelo Retorno de Saturnooooooooo !!!!!
E por shows,shows e mais shows! Grrandes abraços e beijos ...
Zuza Brasil. . Vamo com tudo!!!
\o/

10:40 PM  
Blogger Cinderela Compulsiva said...

obrigada pelas dicas ;)
vou tentar ler estes livros.
É acho que acgora o ano começou mesmo :P
beijos meu rei
;*

5:13 AM  
Blogger Bianca Xavier said...

Adorei as dicas!!A biografia do Jimi Hendrix é mt foda!
Mts abs,bjs...

6:26 AM  
Blogger Le said...

O ano começa mais uma vez...
O carnaval passou e eu continuo sem saber quem o criou (desculpa não tive tempo de pesquisar, ou talvez me falte vontade mesmo...)

O o samba dos cartões corporativos continua, o Virus do poder toma conta até das compras da padaria!!

Até mais,
Leticia

7:46 AM  
Blogger Jaquelyne said...

Acho que ano já começou sim Tii rs..
Alias Carnaval já passou né..
agora é só correria.. e luta pra conseguir que esse ano seja melhor que os outros =D

Tchauuuuuuu Tiii...


Bjos.. e muita Luz*

8:13 AM  
Blogger *¨*¨*¨* Eu acredito em fadas said...

Nem vi ele terminar...
Lendo muuuito desde o ano passado ¬¬
Atualmente:
O homem que matou o escritor (uma merda, mas já que eu comecei)
Elite da tropa (tá no pc, cansa os olhos.. vô termina ano q vem ¬¬)
Biblia (sempre ^^)

8:32 AM  
Blogger Daniel said...

Caros amigos,

Como são engraçadas as coisas desta vida... Há tempos acompanho este blog, acredito ser o Detonautas o melhor grupo de Rock nacional da atualidade e penso ser o Tico Santa Cruz um dos únicos artistas conscientes do mundo artístico brasileiro.

Porém, nas últimas semanas, após alguma reflexão, concluí que há algo de errado ou comigo ou com a sociedade que me cerca.

Vi que muitos criticaram o Carnaval (eu mesmo o fiz), criticaram a falta de 'consciência' do povo brasileiro, a falta de seriedade reinante, a pouca disposição da maioria em ler, etc, etc, etc.

Agora, também pude observar, sobretudo após alguns exporem o que andam lendo (me desculpe Tico, mas você também) que, apesar de muitos terem opiniões sobre muitos fatos em variados campos, ainda mais quando se fala em criticar a 'realidade sócio-econômica-cultural brasileira', ninguém lê livros acadêmicos, ensaios ou algo que o valha (salvo um que leu Náusea do Sartre e outro que leu Sertões, do Euclides)...

Muitos criticam a realidade que nos cerca, inclusive afirmando que o que falta ao povo não é dinheiro mas sim disposição para ler, porém muitos aqui não movem uma palha, não gastam um tostão furado numa literatura inteligente, que faça pensar, que ajude a refletir e criticar a realidade.

Criticam o Carnaval mas lêem poesia, criticam o Carnaval mas discutem futebol, criticam a pouca leitura mas lêem livros de auto-ajuda, religiosos, esotéricos ou algo do tipo.

Será que isso é justo? Será que essas pessoas estão ajudando a construir um país melhor?

Como afirmar que o povo não lê se não se define o que é o povo? Se o povo for a massa de pobres trabalhadores, mais de 150 milhões de pessoas, acredito ser um erro achar que essas pessoas não lêem por falta de vontade... Um livro, por mais fraco que seja, custa em torno de 20 reais numa livraria. Fora isso, uma escola de 3° categoria tem uma mensalidade em torno de 150 reais para ensino fundamental.

Como pedir que esse povo leia, estude, critique, se seu salário é de menos de um salário-mínimo por pessoa? Se sua jornada de trabalho ultrapassa, na maioria das vezes, 40 horas semanais?

Convenhamos, quem aqui ganha menos de 1 salário-mínimo por pessoa na família? O salário-mínimo definido por estudos do Dieese, para estar de acordo com a Constituição e garantir o mínimo de qualidade de vida, deveria ser de 1800 reais, porém a maioria esmagadora da população ganha em torno de 200 reais per capita ( http://www.dieese.org.br/esp/salmin/salmin00.xml )!!!

Então, voltando ao assunto que propus tratar, que se discuta a realidade brasileira, que se faça uma reflexão sobre o porquê de o Brasil estar numa situação tão ruim. Agora, que se estude antes, que se busque informações, que se reflita a realidade com base em dados confiáveis e acima de tudo, que se estude a História desta país!

Para terminar, umas dicas de leitura:
>> História do Brasil para principiantes, Carlos Eduardo Novaes e César Lobo, Ed. Ática;
>> História Geral do Brasil, Maria Yedda Leite Linhares, Ed. Campus;
>> Admirável Mundo Novo, Aldous Huxley;
>> A Revolução dos Bichos e 1984,George Orwell;
>> Triste Fim de Policarpo Quaresma, Lima Barreto;
>> Vinícius de Moraes - Poesia Completa e Prosa, Alexei Bueno.

Um abraço a todos e me desculpem a franqueza!

9:14 AM  
Blogger Junior São Gonçalo said...

Muito bom!

Estou caminhando pelo mundo da leitura. Prosseguindo.

Abs!

10:02 AM  
Blogger Borboleta Bia said...

Daniel,
concordo contigo em apenas um ponto. Que existe uma busca grande por livros de auto-ajuda, religiosos, esotéricos ou algo do tipo. Devemos ir muito além disso, mas cuidar da alma não deixa de ser importante. Para aqueles que não tem grana para pagar um analista ou psicólogo esta é uma meia saída.
Quanto a sua crítica a poesia acredito que é preconceito da tua parte, ou então tens dificuldades para interpretar as entre linhas. Não confunda poesia com romantismo meu caro.
Cuidado ao generalizar em afirmar que ninguém aqui lê livros que reflitam sobre a realidade sócio, política, cultural e econômica brasileira.
Eu fui uma das pessoas que afirmou anteriormente que o que falta ao brasileiro é a disposição. Mantenho minha afirmação, pois não é necessário desembolsar dinheiro para ler.
Você que é uma pessoa pensante, pare e liste as alternativas existentes.
Quanto ao tempo, também é uma desculpa. Eu saio para o trabalho todos os dias às 5h da manhã e retorno só às 6h da tarde, cuido da minha casa e encontro tempo para estudar e ler.

Quando se tem vontade conseguimos beber de fontes que nos ajudam a evoluir.

Gabi

11:01 AM  
Blogger Cristal said...

Tico, te peço licença só pra complementar o comentário do DANIEL.

DANIEL,
Li o teu comentário e gostaria de dar a minha opinião a respeito.
Em primeiro lugar, tu não precisas pedir desculpa pela FRANQUEZA, porque eu acredito que todo mundo almeja ser tratado sempre com franqueza.
Sobre o fato que tu mencionaste sobre as pessoas pobres não serem "culpadas" por não terem o hábito da leitura, temos que admitir que alguém que esteja sentindo fome, não vai sentir vontade de ler um livro, mas nem tudo se resume a isso.
Outro dia, num outro post do Tico, eu comentei que gostaria muito de saber o que faz com que alguém goste ou não de ler. Vou te dar o exemplo da minha família. Eu nasci em uma família pobre e comecei a ler os livros que as patroas da minha mãe, que trabalhava de diarista, iam jogar fora. Não recebi nenhum incentivo a leitura, mas insisti tanto com a minha irmã mais velha, e a mesma me ensinou a ler antes de entrar para a escola, porque lá em casa ninguém tinha tempo de ler pra mim.
Hoje tenho uma situação financeira confortável e com muito mais instrução que os meus pais, tentei passar esse gosto pela leitura aos meus filhos, e mesmo com todas as "técnicas" que a mim foram ensinadas na Faculdade (sou formada em LETRAS), não consegui. Eles só lêem o que a escola os cobra.
Quanto ao tipo de leitura que devemos escolher, talvez isso não se aplique a todo mundo, mas o que aprendi com os meus professores de literatura e na prática tem funcionado muito bem, pelo menos comigo, é que não devemos nos limitar somente a leituras "instrutivas"???. Não sei se é a palavra certa. O que quero dizer, é que é muito importante que leíamos de tudo um pouco.
Vou tentar explicar com exemplos.
Se tu estás naqueles dias em que precisas relaxar, o ideal é ler algo que te distraia e não que te faça pensar em problemas X soluções. Aí o gosto pode variar, desde gibis da Mônica, Paulo Coelho, poesias, contos eróticos, etc...
E assim, há momentos e situações para tudo.
Concordo que é interessante lermos sobre a história do nosso país, assim como é interessante, também,
ler sobre a história de outros países, até para fazermos comparações. Eu estou lendo o livro NEVE, de Orhan Pamuk, e apesar de estar bem no início, como o personagem principal foi incumbido de acompanhar as eleições que estariam prestes a acontecer e uma onda de suicídios de jovens mulheres, já descobri que na Turquia os políticos usam estratégias muito parecidas com a dos brasileiros, comprando votos com presentinhos, etc.
Tu mencionaste sobre as pessoas que estão lendo livros de auto-ajuda, religiosos, etc e dissestes: "... será que essas pessoas estão ajudando a contruir um país melhor?..."
Eu penso o seguinte: se nesse momento da vida delas é desse tipo de leitura que elas estão precisando, vai ajudar sim, porque primeiro a pessoa precisa se sentir bem com ela mesma, só assim vai conseguir ajudar os outros, inclusive o seu país.
Eu também não gosto muito desse tipo de leitura, mas o fato é que, se ler e conhecer a história do nosso país fosse requisito básico para alguém ajudar o nosso país, os professores de História teriam a solução na mão, ou melhor, na cabeça.
Veja bem, não estou querendo dizer que não é importante esse tipo de leitura, é sim, mas não é o suficiente e nem o principal.
Bem, espero que tenhas compreendido a minha intenção.
É bom falarmos sobre essas questões e se fui confusa em algum momento, podes me dizer, que tentarei me expor de outra forma.
Um abraço!!!

12:30 PM  
Blogger Daniel said...

Gabi,

Desculpe se me expressei mal. Com relação a poesia, me referi àqueles que 'somente' lêem poesia.

Temos excelentes poetas, inclusive eu indiquei um que eu gosto d+, o Vinícius de Moraes...

Agora, é claro que não discordo completamente de você com relação à disposição. Afinal, muitos, com,o você, tem diversos afazeres e mesmo assim arranjam um tempo para ler.

Eu, infelizmente, por acordar às 5:00 e só chegar depois da faculdade, no fim, só leio obrigado...

Porém, não pude deixar de observar que a sua visão sobre a liberdade tende um pouco para a de Sartre antes do mesmo se tornar marxista.

Ele dizia, a grosso modo, que somos sempre, SEMPRE, responsáveis pelos nossos atos. Por exemplo, alguém, quando coagido a fazer algo, pode sim decidir não fazê-lo, mesmo que pondo a própria vida em risco.

Após um pouco de estudo e reflexão, Sartre chegou a conclusão de que havia se 'precipitado'. Suas afirmações, à época, eram demasiado voluntaristas, ignorando o fato de que, acima de tudo, somos seres sociáveis, condicionados pela realidade que nos cerca.

Assim, se você aceitar uma indicação, dois livros interessantes: 'Crítica da Razão Dialética' e 'O Ser e o Nada', de Jean-Paul Sartre.

Além disso, dois livros também muito interessantes e que servem ao assunto: 'Ideologia' de Tom Bottomore e Idologia, de Leandro Konder.

Um abraço e boa leitura para todos!

12:36 PM  
Blogger *Carol Carolina* said...

boas dicas...
ja li dois desses..!!
agora to sem ler nda.vou dar um tempo!

biografia de Jimi...sua cara!

beijos e beijos
e saudade...caramba...muita mesmo!

12:41 PM  
Blogger Cristal said...

Ah Ticooo,

Esqueci de dizer. Li o resumo dos livros que tu indicasse e o que mais me atraiu a atenção foi o "PCC A Facção". Sempre tive vontade de saber o que se passa dentro das penitenciárias do Brasil.
Vou comprá-lo.
Grata pelas indicações.
Abraços...

1:03 PM  
Blogger Nadine said...

Ensaio sobre a cegueira está só esperando mamãe terminar de ler.

Algumas dicas pareceram-me interessantes. Obrigada.

Bem, reza a lenda que depois do carnaval o ano finalmente começa. Eu tenho pra mim que ele nunca começa... e já já chega ao fim.

Obs.: O Carnaval ainda não terminou, afinal está rolando o "desfile das campeãs"

Só neste sábado vi o assunto da doação ser comentado (com críticas) na TV. Falavam sobre o número de ambulâncias que poderiam ter sido compradas com este dinheiro. Parece que todos acharam a doação muito normal.
Será que estou ficando paranóica, achando que tudo está errado ou as pessoas estão cada vez mais passivas?

E que venha a CPI dos Cartões... e mais pizza!

Beijos

2:40 PM  
Blogger Sibila said...

é, acho que acabou o carnaval, consequentemente começou o ano :/
Eu quero ler a biografia do Hendrix, deve ser muito bom!

bejo

4:14 PM  
Blogger edilza said...

Este comentário foi removido pelo autor.

5:57 PM  
Blogger Inamara said...

Meu literato Santo Forte...Minha Santa Cruz

Falta um quarto de livro pra eu terminar o Ensaio sobre a Cegueira...é realmente uma leitura difícil, pois a estória é pesada...dói...dói...dói a cada página...e pra mim...principalmente por ser muuuiiitooo sensível....
Acredito que o Saramago é este tipo de pessoa....inteligentíssimo, conhecedor de almas humanas, mas com uma visão dura da vida e das pessoas....já eu....sou aquela que vê um copo pela metade e diz que esta "meio cheio"...mesmo sabendo que alguns dirão que esta meio vazio....
Já disse aqui que não sou Alice, mas procuro ver, sempre quando é visível ou procurar quando não esta na cara, o lado melhor de tudo pois não creio que nem a pior das coisas é 100% ruim!!
Charlie Chaplin escreveu no prefácio do livro biográfico da Sophia Loren "do caos nasce uma estrela"....e quem leu este livro sabe da verdade desta frase!!!...assim tb como vc tatuou a flor de lótus que nasce no pântano e é lindíssima ....
Outra coisa difícil no Saramago é a forma "portuguesa" de escrever que ele não permite que seja traduzida para o "português brasileiro"....ele vai escrevendo sem muitas pontuações, sem tempo para um fôlego, os diálogos aparecem depois de vírgula com a primeira palavra do mesmo escrita em maiúsculo (nossa acho muito estranho palavra com maiúsculo depois de vírgula sem que seja um nome próprio!!!)
Já andei dando uns pulos nas páginas que faltam e na última tb...e acho que mais ou menos sei já quase o livro inteiro...me impressionou BASTANTE mesmo que não exatamente tenha achado uma leitura das mais aprazíveis!!!...mesmo assim vou ler em seguida o Ensaio sobre a Lucidez...quero tentar entender melhor a mente deste Nobel!!
Quanto a Falcão, PCC, Freud....eu "pulo", por motivos mais que já explicados...

Todos os beeeiiijooosss de sua "ina" na veia

5:58 PM  
Blogger Inamara said...

Licença meu querido pra dizer algo pro Daniel:

Daniel

Minha mãe não me permitia ler gibis...ela dizia que no lugar deste mesmo tempo eu poderia estar lendo algo mais útil...claro que eu lia tb, não necessariamente na frente dela!! rsrs
Quando a minha filha começou a ler, durante 4 anos assinei A Turma da Mônica pra ela...foram ao todo 384 gibis, que ela guarda até hj para os filhos dela lerem assim que aprenderem!!!..e ainda de vez em quando ela os relê mesmo já tendo repetido inúmeras vezes a mesma leitura.....
Ela e eu somos leitoras vorazes de livros...
O que quero dizer é que não se pode dizer o que é bom pra ler....o gosto pela leitura se dá quando ha prazer....e o amadurecimento se faz tb com o crescente apetite por leitura.
Muitos detestam ler hj em dia pq nos obrigavam àquelas leituras chatas nas escolas...Se vc ler sem prazer não toma o gosto pelo hábito e acaba achando que ler é chato!!!
Deixe as pessoas lerem o que lhes apraz que consequentemente e não raramente, elas procurarão melhores leituras, com mais conteúdo...
Eu já disse que acho que o Paulo Coelho merece mesmo estar na Academia (onde aliás ha muita gente erudita mas pouco lida ...e alguns devem mesmo ter livros horrívelmente enfadonhos) e vi muita gente torcer o nariz pra mim, mas acho que ele levou muita gente a ter o habito de ler...eu mesma li alguns livros dele mesmo sem ser minha leitura predileta e acho que outros tantos começaram por ele e hj já sabem procurar coisas mais consistentes (aliás acho isso preconceituoso e mesmo assim estou colocando).
Como disse anteriormente ...Nada é 100% ruim!!!
Os pareceres da Gabi e da Cristal estão totalmente endossados por mim, que aliás já os expus aqui tb!!
Pense em rever seus conceitos....já que vc gosta de filósofos...exercite o que o único animal entre todos pode fazer....os outros SENTEM APENAS...nós SENTIMOS E PENSAMOS!!!! Confio e gosto de vc e seus posicionamentos lá no RC!!

Beeeiiijooosss

6:19 PM  
Blogger Daniel said...

Caros amigos,

Primeiro, gostaria de agradecer a todos que responderam aos meus comentários. Só o fato de lerem e refletirem sobre o que eu escrevi já me deixa feliz.

Segundo, gostaria de dizer, como pode ser observado pelos livros que indiquei como bons para mim que não tenho preconceito de leitura.

Terceiro, acredito que fui um pouco mal compreendido. Não por deficiência dos que me responderam, mas por deficiência minha em expor idéias.

O que pretendi dizer, até o presente momento foi o seguinte:
1. Muitos criticam o carnaval, por muitos motivos, porém também muitos se dedicam à arte, entrando em contradição ao condenar uma manifestação popular legítima do povo brasileiro e defender outras formas de manifestação, como a poesia e o futebol.

Para mim, cada macaco no seu galho. Só porque alguém não gosta de carnaval não deve condenar de antemão. O que seria condenavel, ao meu ver, é a estreita relação entre contraventores e as escolas de samba, ou o gasto público com escolas. Porém, assim como o governo investe em literatura, teatro e cinema, também é legítimo investir no Carnaval.

Com relação aos livros de poesia ou as revistas em quadrinhos, concordo com todos. Eu mesmo me interessei pela literatura, em boa parte, em função da poesia. Nerua, Garcia Lorca e Vinícius são referências para mim...

Já no que diz respeito aos livros de auto-ajuda, me desculpe, é da minha opinião que este tipo de literatura, até onde pode ser chamado de literatura, é algo alienante.

Acredito nisso e, sinceramente, não vou mudar minha opinião em função da opinião de terceitos, apesar de respeitá-las. Quer ler Augusto Cury, perfeito. Só não me venha depois ficar 'filosofando' sobre a realidade brasileira...

Já com relação à ABL, novamente, tenho muitas reservas. Paulo Coelho na ABL, ótimo, é um escritor. Sarney? Bom, aí a coisa muda...

Agora, com relação ao preço dos livros, tirando alguns sebos, me desculpem todos: livro é caro e ponto final. Para alguns não é porém para a maioria esmagadora da população é SIM! Isso não é minha opinião, é fato. Digo isto porque tabalhei no IBGE e estudei Economia. Sei que a maior parte da população brasileira, conforme estudos do DIEESE e do IBGE, recebe algo em torno de 1 (!) salário-mínimo por pessoa na família e, convenhamos, um simples livro de 38 reais já leva 10% do salário... Dois livros custam algo como o custo do transporte... Três, paga-se uma escola!

Digo isso porque tenho conhecimento de causa... Se uma pessoa toma gosto por leitura em função de livros doados, é excessão. Nossa educação (a pública, fique claro) não é interessante, a tv entretem a família de modo fácil e os livros ainda são caros...

Enfim, muita coisa pode ser dita. Muito pode ser discutido. Como disse antes, fico feliz em saber que alguém ainda se interessa por discutir algo tão importante como educação e leitura. Porém, ficaria mais feliz se todos buscassem se 'armar' de dados consistentes antes de emitir um opinião (obs: não é dirigido a ninguém em especial, mas algo que vale para todo o povo brasileiro, sempre pitaqueiro - perdoem-me a estereotipação...) antes de emitir uma opinião sobre todo um povo. Só a realidade que nos cerca não é suficiente. Só a nossa esperiência não vale. Tomar a parte pelo todo, generalizando sempre, é algo perigoso...

Um abraço a todos! Até a próxima!

1:24 PM  
Blogger Borboleta Bia said...

Daniel,

embora tenha compreendido a tua intenção no primeiro momento, achei contraditório da tua parte “criticar” a poesia e sugerir Vinícius. Por este motivo fiz o comentário.
Agora é uma honra comparar minha visão aos pensamentos de Sartre, mesmo que na sua primeira fase. Mas ele é finitamente melhor.
Realmente vim com defeito de fabricação, tenho muito do existencialismo e me identifico com as idéias de Schopenhauer e Nietzsche. Ao mesmo tempo, sou realista o que deixa meus olhos angustiados, pois tenho consciência da lentidão da transformação. Daquilo que acredito ser o equilíbrio para vivermos numa sociedade consciente e participativa. Concordo com você, somos seres influenciáveis, tudo aquilo que nos cerca - verdades, certo, errado, valores e moral – são pequenos fragmentos depositados dentro de nós diariamente e sem perceber carregamos estes que podem ser um mal de forma involuntária.

Na nossa fase universitária é assim mesmo, devido ao tempo acabamos dando prioridade para leitura indicada pelos professores. Mas não vejo isso como obrigação e sim uma necessidade, já que uma faculdade nada mais faz do que nos apontar caminhos e estamos lá para buscar novos passos. Nunca me limitei a ler apenas obras do Philippe Kotler, Peter Drucker, Las Casas... Gostando ou não, são autores importantes para um dos meus mundinhos.
Uma das frases mais importantes que trago comigo daquela época é: Leia de tudo um pouco, mas não perca o foco. Bom, acredito que a Cristal e a Ina já comentaram sobre isso.

Valeu pelas dicas! Alguns deles eu já conhecia, outros vou colocar na fila.

Gabi

4:34 PM  

Postar um comentário

<< Home