sexta-feira, agosto 17, 2007

Do arremesso

Arremesso-me de um pedregulho em alta velocidade.
Meu salto em direção ao mar escuro é de cabeça.
Só após tê-lo feito é que percebo o perigo de estar me jogando de encontro a algo que não sei o que é.

Nos instantes que antecedem o impacto com o desconhecido,
um filme é projetado diante de minhas retinas.
O frio na barriga se mistura a um sorriso de quem confia.
"Não tem mais volta", só resta a mim a entrega.

Meu corpo toca a água e então fecho os olhos.
Espero o que irá me impedir de seguir adiante.
Nenhum pensamento me preenche neste momento.
Absolutamente nada obstrui minha passagem confiante.

Com os braços rentes ao corpo espero mais alguns minutos
até ter certeza de que minha ansiedade não irá me trair.
Finalmente abro os olhos.
Sinto que posso voar, ou melhor, estou flutuando.

É um mundo novo, diferente.
A água que inicialmente enxerguei turva enquanto observava de longe,
torna-se límpida e transparente.

É tão mais simples FAZER do que me IMAGINAR FAZENDO.

Talvez esta seja a questão.

Tico Sta Cruz

25 Comments:

Blogger **Renata Ferri** said...

Oi Tico,
que lindo!
A percepecção de uma fato tão simples, é muito importante.
Vou te mandar um email.
Bêjos,
Rê!
Te amo MEU SANTO FORTE!

5:08 PM  
Blogger Decifra-me ou te Devoro said...

Não é tão simples assim....
Como FAZER qdo não se pode FAZER como se quer???

Então, asas à imaginação!!!!

6:06 PM  
Blogger edilzasantiago said...

Interessante! Vejo uma analogia entre seu texto e o medo (conformismo? comodismo? ostracismo? 'ismos' diversos?) q as pessoas têm de se indignar com o centavo que é pago em balinhas no supermercado, com os projetos de lei escusos que são aprovados no congresso, com os projetos necessários que não contam com quorum decente para votação, com júris corruptos que absolvem criminosos de colarinho branco, com servidores públicos que se negam a prestar serviços de qualidade por falsa e hipócrita alegação de serem mal remunerados, com os impostos que não são revertidos em educação, saúde, segurança e todos os outros direitos constitucionais...e por aí vai.

Medo da água que vai cortar a pele? Da sociedade omissa que vai recriminar os 'arruaceiros'? Medo da profundeza desconhecida do lago? Medo do 'pito' que o governador e o presidente vão dar no palanque nos palhaços protestantes?

Você tem medo de quê?

Bom findi, meu Rei!
Beijos nessa boca LINDA!

Santiago
www.winsantiago.nafoto.net

6:40 PM  
Blogger Como Mudar said...

Me olho no espelho e descubro que não sei mais quem sou, não me encontro em meus sonhos, não reconheço meus pensamentos, me perco em minhas lembranças e vejo que já não sei mais o que estou fazendo.
Busco palavras que decifrem o momento, ando, percorro caminhos que jamais pensei que existissem, estudo, estudo maneiras de sobrevivencia, descubro que sem a ética eu não serei ninguém.
Vivo em um meio onde o que vale é o que se tem, mas se eu não tenho nada, não serei ninguém?
Como pode esse mundo ser tão mediocre, as vezes chego a pensar que Deus por nós não está mais a olhar, mas logo descubro que os homens que ser perderam, que não sabem o que é amar, que não reconhecem mais a palavra respeito.
Por todo lado que olho só vejo a violência a atormentar, por todo lado que eu olho só vejo as doenças a exterminar, são guerras, são corrupção, a gente se entregando, se rendendo esquecendo que poderiamos lutar.
A humanidade precisa mais do que piedade, precisa de amor de verdade, precisa de pessoas como nós que reconhece o próximo, que sente a necessidade alheia, que chora e que tem vergonha das barbaries que nossos pobres irmão estão fazendo não só contra nós mas contra o mundo inteiro.
Precisamos abrir nossas mentes, deixar as idéias boas fluir.
Temos que mostrar que o amor ao proximo é muito mais forte do que qualquer indignação, temos que salvar a natureza, salvar o mundo, salvar a nós!!!

7:56 PM  
Blogger Khalee Whiteagle said...

*** sorriso feliz ***

*** beijo no rosto ***

:-)

sim.

bem mais fácil.

=)

8:02 PM  
Blogger Danielle said...

MAIS ALÉM
DO QUE POSSAS
PENSAR EM IR
SONHAR EM EXISTIR
IR, TOCAR,
SE DESDOBRAR
EM ALGO MAIS
DO QUE PUDESSES
IMAGINAR, CAMINHAR
SEGUIR
SE EXPANDIR
SE ADIANTAR
E EVOLUIR...
CIRCULANDO POR ENTRE CAMINHOS
NOTAS E CIFRAS
AO REDOR
QUE NUNCA TE DEIXARAM SÓ
MAS TE FIZERAM SONHAR
E LUTAR
PARA IR
CADA VEZ MAIS ALÉM
ATÉ ONDE
SEU CORAÇÃO
POSSA TE LEVAR

BEIJO,

DANNY

8:45 PM  
Blogger Carla Aguiar said...

Pois é, o problema é que a gente pensa demais e acaba inventando obstáculos...
Está ao nosso alcance. Por que não fazemos???


Não falei que os soteropolitanos queridos me fariam relatórios? *rs
Já tô sabendo de tudo!
Recebi o teu beijo! ;)

Se cuida, mocinho!
Beijos grande!

9:20 PM  
Blogger LiLiTh* Eliane said...

O mar tão bonito e convidativo... mas estou numa altura considerável e tenho medo de pular!

Não pulo.

Vejo alguns poucos corajosos colocando em prática aquilo que gostaria de fazer... mas ainda tenho medo! Estou tão segura no meu cantinho... prá que me arriscar???

Até que alguém que admiro o faz.

Acompanho o mergulho com um frio na barriga!
"O que ele está fazendo? Será que vai ficar bem?", me pergunto!

E eis que essa pessoa surge flutuando nas águas com um sorriso no rosto convidando a todos para seguí-lo!

Muito poucos o fazem.
E ele se irrita... começa a provocar os medrosos.

Eu me irrito.
"Que bobão!! Deixa as pessoas perceberem por si o que estão perdendo!", penso comigo.

Mas a criatura é obstinada.
E como se não bastasse continuar provocando, salta várias e várias vezes no mar escuro e olha os medrosos com um olhar irônico... do tipo: lero, leroooo!!!

HAHAHAHAHAHAHAAAA
Não é que funcionou???
Aos poucos, mais e mais pessoas vão pulando também em direção ao mar e me junto a eles.

Quando passa o primeiro momento, percebo que não era tão temerário assim! Na verdade, me empolguei tanto que cogito a hipótese de fazer umas piruetas no próximo pulo.

=D

9:36 PM  
Blogger Fabiana said...

Comecei a pular faz pouco tempo...
E é tão legal voaar! =)

As vezes eu perco a altura, e tenho medo de dar com a cara no chão... Mas é só pensar positivamente e bater as asas mais forte que volto pra perto das nuvens.
Mas pois é, tem que agir. Se não, a cara bate no chão e machuca bastante.

1:41 AM  
Blogger Wolf_Angel said...

A simplicidade do correto é o que torna difícil de acreditar nele.
Mas um joaninha pousou em meu joelho, ela é pequena, porém cheia de vida, e cores e principalmente: esperança...Se tal minusciosidade fez-me ver tanto, o que uma ação correta tão incrédula não fará?
Com licença, volto logo, vou alí fabricar alguns sonhos.
Sopros de luz!!
=*

5:22 AM  
Blogger Junior São gonçalo said...

Tudo pode ser alcançado, superado, quando acreditamos...
Inicialmente, é comum o medo..a incerteza..a insegurança...

Mas depois vem a pergunta..
Por que não fiz isso antes??? rsss...

É isso..quando se atira..de coração..de alma...

TUDO PODEMOS!!!

Realmente..como disse a Khalee...

Sorriso!!!
Um sorriso muito feliz!!!

Abraços!!!
Muita Luz amigo!! Sempre!!

JUNIOR

5:35 AM  
Blogger _KaRi_ said...

Na verdade, acho que é mais fácil imaginar do que fazer.
Mas já que você cogitou fazer algo, que siga em frente e deixe sair da sua mera imaginação...

Como seria se todos fizessem o que imaginam? Talvez melhor, eu acho...

Beijo
Kari

5:45 AM  
Blogger Cristal said...

Puxa Tico,
é a primeira vez que eu vejo alguém
falar que FAZER é mais SIMPLES
do que SE IMAGINAR FAZENDO.
Aliás, tu tens sido a minha “primeira vez”
em muitas coisas.
Mais o que eu mais gostei nesse post, foi quando tu falastes
dos “montros” que a maioria de nós,
acaba criando sempre que nos
vemos frente a uma situação
nova ou de mudança. Monstro esse,
que normalmente nem existe, e que
as vezes, o medo que sentimos de
encontrá-lo do outro lado, nos faz
recuar, e assim, deixamos de conhecer ou viver algo muito bom.
E porque, mesmo sabendo disso tudo,
continuamos errando???
continuamos sentindo medo???
Somos fracos, covardes, conformados???
Somos cautelosos demais???
Ou em alguns casos, nos preocupamos mais com os outros
do que com nós mesmos???
Ou seria porque as vezes não temos certeza se seria o certo???
Ou porque sabemos que algumas coisas “não tem volta”???
Mas tu tens razão quando diz que
quando algo não tem mais volta, o que temos que fazer é se entregar.
Me faz bem pensar assim.

Lembra da noite de Poesia que te disse que o meu filho participou
no colégio???
Vou colocar aqui mais alguns daqueles significados diferentes
que uma criança leu nesse evento
e cujas palavras aparecem direta
ou indiretamente nesse teu post.

PREOCUPAÇÃO é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu
sair do seu pensamento.

INDECISÃO é quando você sabe muito bem o que quer, mais acha que
devia querer outra coisa.

INTUIÇÃO é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido.

MEDO é quando passa em você o
trailer de um filme que pode ser que nem exista.

RENÚNCIA é um não que não queria ser ele.

RAZÃO é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo
e assume o mandato.

SENTIMENTO é a língua que o coração usa quando precisa
mandar algum recado.

Bem, agora vou indo.
Fiz aniversário nessa semana e
sei que hoje não vou escapar da
visita dos amigos, então... já pra cozinha...
Aprendi a fazer um quentão maravilhoso e aqui tá frio pra caramba, vai descer que é uma beleza. Ihhhh, acho que hoje vou
dar um chute na bunda da razão e do
controle.
Abraço apertado pra ti...

7:33 AM  
Blogger polipita said...

Tico ,
depois da aula show de vcs na catolica aqui em salavdor eu decidir fazer minha parte ....
e criei no orkut uma comunidade Voluntários da Pátria ....
com objetivo de divulgar a campanha de arcadação de livros ...
e facilitar o mesmo .....
mais antes de viabilizar a comunidade pra tds me sentir na obrigacao de envia- la a vc pra que possa conferir se nao cometir nenhum erro e tbm pedir a autorizacao de divulga-la ....
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=37871134
este é o link da comunidade .....

obrigada pela atencao e desculpe qualquer incomodo .....
caso seja necessaria alguma correcao ou notificaçao faco-o pelo e-mail polylorah@hotmail.com
agradecida

9:39 AM  
Blogger Rosa de Janeiro said...

A diferença entre fazer e se imaginar fazendo está na capacidade de enfrentar as consequências.
Enquanto essa coragem ou momento não chega a imaginação reina, e quem sabe na hora certa de fazer acabe saindo melhor do que o esperado.

Bjos! até mais!

12:44 PM  
Blogger Carlos said...

A questão é saber o que se pretende fazer. A imaginação é umas das armas mais poderosas do Ser-Humano; e antes de sair agindo compulsivamente atrás de um ideal, é mais do que necessário SE IMAGINAR fazendo-o... O engraçado é que, quando nos prontificamos a fazer algo, depois de calcular, pensar, ensaiar, modelar e etc... Às vezes sai um pouco parecido, outras totalmente diferente, mais na grande maioria nunca sai igual. Não somos robôs.
Retomando um artigo já passado, mas que me fez lembrar: A liberdade ou a igualdade?
Pra você FAZER vc precisa estar livre.
Pra vc SE IMAGINAR FAZENDO vc se resume à ser igual.
Abração!!!!
Paulo Mileno

2:38 PM  
Blogger borbô * said...

muito mais simples mesmo.
imaginar fazer nos torna vulneráveis a nossa própria imaginação, ao poder que ela tem de criar.

mas acho as duas coisas interessantes. fazer e imaginar fazendo, mesmo que fazer seja mais simples.

mergulhou por esses dias ?
ou é apenas um exemplo ?
tenho vontade. mas nunca mergulhei. fico nervosa só de pensar na possibilidade de ficar sem ar embaixo da água. desde os 5 anos sinto isso.

beijos com saudade

2:48 PM  
Blogger Reticências said...

Saudações!!!!

Estou de volta, trazendo na mala bastante saudade...
Não importa o que seja dito, aqui encontro aconchego.
O que fiz durante a minha ausência? Mais do que eu poderia. Menos do que eu gostaria.

E nada melhor que voltar e encontrar um post como esse. Fazer ou imaginar fazendo?Não acho que seja mais simples agir a devanear. Mas certamente é mais compensador. A imaginação às vezes cria barreiras que nos impedem de encarar a realidade de frente. E às vezes pode mascarar a água límpida, em uma cortina do que poderia ser... Realidade que nem sempre é cruel.Como nem tudo é sempre 8 ou 80. Vamos alternando entre o fazer e o imaginar...

Numa das últimas ocasiões em que atualizei meu blog eu coloquei lá um texto que escrevi há muito tempo, uma espécie de auto-apresentação. E encontrei algo em comum com o que foi escrito aqui. Tomei a liberdade de apresentar uns trechos.

“Fui precoce em muitas coisas, em outras protelei o quanto pude. (...)
Não amo pela metade. Amo com todas as vísceras e sonho com todas as células do corpo. (...)
Já alcancei várias das coisas com as quais sonhei, e isso foi uma pista de que sonhar é só o começo de tudo. (...)
Sempre tive pressa em me lançar ao mundo. Não vôo com os pés no chão. (...)
(...)Gosto do mundo, das cidades, do deslocamento pelo planeta, de conhecer novas paisagens. Gosto de viver culturas, ouvir pontos de vista e discutir temas diversos. Gosto muito de aprender, de conhecer, de descobrir, de construir. Não busco fórmulas certas. (...)
(...)Sou gente que sente, chora, sofre, sonha e ouve não. Também minto (mas não vivo de mentira), sou inconseqüente, tenho preguiça e perco a direção. Não sou igual porque sou muito diferente.Sou sempre eu mesma... afinal, não serei a mesma pra sempre...
A Vida vale a pena, é o que vou confirmando cada dia.”

Fico por aqui, contente em estar de volta.
Um final de semana iluminado a todos.
Abraços

Três Pontinhos

3:26 PM  
Blogger auau said...

...EXISTEM DOIS TIPO DE PESSOAS
OS QUE FAZEM O TRABLAHO
E OS QUE LEVAM
OS CREDITOS, PREFIRA
ESTARNO SEGUNDO
NELE HÁ MENOS CONCORRÊNCIA..."


PAZ E AMOR..



Auíri au

9:05 PM  
Blogger Gabriela said...

O Albatroz

Baudelaire
Tradução de Guilherme de Almeida

Às vezes, por prazer, os homens de equipagem
Pegam um albatoz, enorme ave marinha,
Que segue, companheiro indolente de viagem,
O navio que sobre os abismos caminha.

Mal o põem no convés por sobre as pranchas rasas,
Esse senhor do azul, sem jeito e envergonhado,
Deixa doridamente as grandes e alvas asas
Como remos cair e arrastar-se a seu lado.

Que sem graça é o viajor alado sem seu nimbo!
Ave tão bela, como está cômica e feia!
Um o irrita chegando ao seu bico em cachimbo,
Outro põe-se a imitar o enfermo que coxeia!

O poeta é semelhante ao príncipe da altura
Que busca a tempestade e ri da flecha no ar;
Exilado no chão, em meio à corja impura,
A asa de gigante impedem-no de andar.


-----

Meu namorado estava na Universo, aqui em Salvador, de hora em hora me ligava dizendo como estava maravilhado e como desejava que eu estivesse ali. Fiquei muito feliz por ele, que estava emocionado e tocado com as poesias (ele que nunca foi um leitor muito ativo) e músicas, e ao mesmo tempo triste por estar perdendo aquela oportunidade.

De presente, no dia seguinte ele me levou na Universidade Católica.

Apesar de todo o barulho, a falta de educação e bom senso, e a distância do palco que me impediu de sentir um pouco mais a energia que aquele grupo emanava, fiquei encantada. Completamente encantada, emocionada, feliz.
Estudo na Universidade Federal da Bahia, tenho certeza que lá também seria uma experiência maravilhosa.

Espero que a semente plantada no coração de cada um que esteve ali, possa crescer e ganhar força, afinal:

"...Sonho que se sonha junto, é realidade"

Me considero uma Voluntária da Pátria a cada atitude cidadã, a cada segundo que exerço meu amor à pátria das diversas formas que um amor pode se expressar.

Um Grande abraço. Em frente na luta!

Gabriela Lima
gabrielablima@gmail.com

9:23 AM  
Blogger Alessandra Diniz said...

Tico

Vivo em constante confronto...O arremesso, dependendo da altura, pode causar grandes consequências. Sinto vontade 24hs em pular de cabeça. Mas tenho medo do desconhecido. Sei que faz parte da adrenalina, mais sou fraca. Sou forte o bastante para assumir minhas fraquesas, que são inúmeras.
Mas do que nunca, seu texto sempre me fazendo refletir. A vontade de fazer e o receio de tentar. Estranho certos sentimentos!!! Afinal, tudo o que é novo, desconhecido, o frio na barriga gera medo.
Só sentirei-me completa 'momentâneamente', quando conseguir preencher minhas nescessidádes, vontades, desejos ocultos.
A simplicidade de fazer e não ficar só imaginando...

Tudo que é feito com prazer, alimenta a alma. Da Luz, Força a Vida. E só viver de 'imaginação' ofusca a mesma.

Luz, Paz, Sucesso e tudo de melhor
Amo Você de coração
Beijoka Lindo
=)

PS: Estarei no circuito.
A questão: É tão mais simples 'FAZER' do que 'ME IMAGINAR FAZENDO'

12:14 PM  
Blogger Kamila said...

as vezes fazer realmente e bem mais facil....
so que para alguns falta a coragem..pois o medo e a incerteza sempre nos deixam inseguros sobre o que devemos fazer..

qria dizer q o show de vcs em santa helena foi maravilhoso..
foi um prazer poder conhecer tds vcs pessoalmente..depois de tantos anos de espera finalmente pude realizar um sonho..

amo vcs demais

bjo

6:51 PM  
Blogger edilzasantiago said...

(q tola, eu...o texto é TODO analogia, e eu achando q descobri a pólvora! ai, ai.
Beijo nessa boca LINDA, meu Rei!
Santiago)

8:25 PM  
Blogger Jackie said...

Olá mocinho,

Diante do abismo olho pro lado e nada vejo, o silêncio só é cortado diante dos meus pensamentos e do filme que passa na minha cabeça.
O espelho do meu eu se quebrou, não há o que juntar, talvez hj tenha percebido que morrer é preciso, mesmo que seja por dentro...
beijo

1:01 PM  
Blogger Ana Paula said...

TÃO PERTO NÃO IMPORTA O QUANTO
NÃO PODERIA ESTAR ALÉM SO CORAÇÃO
CONFIAR SEMPRE EM QUEM NÓS SOMOS
E NÃO DEIXAR AS OUTRAS PESSOAS NA MÃO!!!

VIVO PELO AMOR!!!

12:24 PM  

Postar um comentário

<< Home